Para recordar de dona Itália Gianella Baldisserotto - Cidades - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Memória11/07/2019 | 07h00Atualizada em 11/07/2019 | 19h17

Para recordar de dona Itália Gianella Baldisserotto

Ex-professora faleceu aos 94 anos. Missa de sétimo dia ocorre nesta quinta-feira (11), às 18h30min, em São Pelegrino

Para recordar de dona Itália Gianella Baldisserotto Studio Geremia / Acervo de família, divulgação/Acervo de família, divulgação
O casamento: Itália Gianella e Ulysses Baldisserotto em 1953 Foto: Studio Geremia / Acervo de família, divulgação / Acervo de família, divulgação

Ela foi professora de português, latim e francês, mas desde criança envolveu-se com as atividades que marcaram a trajetória dos pais, Matteo Gianella e Ermelinda Viero Gianella: a fiação e a tecelagem. Falamos de dona Itália Maria Josephina Gianella Baldisserotto, falecida na última sexta-feira (5), em Porto Alegre, aos 94 anos. A missa de sétimo dia ocorre nesta quinta (11), às 18h30min, na Igreja São Pelegrino.

Dona Itália nasceu em Caxias do Sul em 9 de março de 1925. Terceira filha de Matteo e Ermelinda e irmã de Doviglio, Remo e Elite, a menina cresceu e viveu parte da juventude nas cercanias do antigo Lanifício Gianella, no bairro Santa Catarina, onde a família morava. 

Era a época em que o arrabalde crescia e se desenvolvia em torno dos galpões da fábrica, tomados de lã, tecidos, cobertores, novelos, teares e rocas. Foi em meio a esse cotidiano que a jovem também conheceu o futuro marido, Ulysses Baldisserotto, sócio de Oscar Bay na mítica concessionária de veículos Bay & Cia Ltda. O casamento ocorreu em 1953, nascendo dessa união os filhos Matteo (mesmo nome do avô), Paulo, Maria Conceição e Isabel – que posteriormente lhe deram três netos.

Leia mais:
Cobertores que fizeram a fama do Lanício Gianella
Irmãos Gianella: envoltos por uma história iniciada e 1915
Anos de indefinição deixam Lanifício Gianella em ruínas  

O casamento: Itália Gianella e Ulysses Baldisserotto em 1953, com as sobrinhas Leila Maria Gianella, Liana Maria Gianella e Sandra Regina FilippiniFoto: Studio Geremia / Acervo de família, divulgação
O casamento: Itália Gianella e Ulysses Baldisserotto em 1953Foto: Studio Geremia / Acervo de família, divulgação

Leia mais:
Lanifício Gianella em imagens e lembranças
Lanifício Gianella: um século de história
Lanifício Gianella e outros anúncios na estreia do Pioneiro em 1948  

A fiação

Mesmo após o casamento, dona Itália acompanhou todas as fases da empresa fundada pelos pais em 1915 – do auge até o encerramento das atividades, em meados dos anos 1990. Sócia-proprietária da antiga Fiação Ermelinda Gianella, ela também manteve um comércio de novelos de lã (os Fios Vovó) na Rua Pinheiro Machado, próximo à esquina com a Feijó Júnior, em São Pelegrino, onde morou por décadas. 

Desde novembro de 2015, ela residia em Porto Alegre na companhia da irmã caçula, Elite Gianella Tonolli, atualmente com 90 anos.

Leia mais:
Encontro da família Tonolli
Elite Gianella: o álbum de recordações da família Tonolli
Arno Viero e o bairro São Pelegrino em 1958

As irmãs Itália e Elite Gianella por volta de 1936Foto: Julio Calegari / Acervo de família, divulgação

Álbum de família

Nas imagens desta página, alguns momentos da trajetória de dona Itália, disponibilizados pelo sobrinho-neto Gabriel Gianella Mondadori. Nas fotos acima, o casamento com Ulysses Miguel Baldisserotto, eternizado no Studio Geremia em 1953. 

O casal aparece na companhia das sobrinhas Leila Maria Gianella, Liana Maria Gianella e Sandra Regina Filippini. Abaixo, alguns registros de dona Itália na juventude e, na sequência, com o marido e os filhos, na segunda metade dos anos 1970.

Leia mais:
Ranchos no Lanifício Gianella em 1941
Lanifício Gianella na Festa da Uva de 1965
Os 60 anos da Paróquia Santa Catarina  
Studio Geremia: mesmo cenário, vários noivos

A primeira comunhão de Itália Gianella, na década de 1930Foto: Studio Geremia / Acervo de família, divulgação
A jovem Itália Gianella em meados dos anos 1940, no Studio GeremiaFoto: Studio Geremia / Acervo de família, divulgação
A jovem Itália Gianella em meados dos anos 1940, no Studio GeremiaFoto: Studio Geremia / Acervo de família, divulgação
Itália Gianella posando junto ao parreiral, na década de 1940Foto: Acervo de família / divulgação
Anos 1970: Itália e Ulysses com os filhos Matteo (à direita), Paulo, Maria Conceição e IsabelFoto: Acervo de família / divulgação

Cinzas

Cremada em Porto Alegre na última semana, dona Itália terá suas cinzas depositadas no jazigo da família Gianella, no Cemitério Público Municipal de Caxias do Sul. A cerimônia íntima está prevista para ocorrer até o final do mês. Lá também está sepultado o marido de dona Itália, Ulysses Miguel Baldisserotto, falecido em 10 de junho de 1979. 

Dona Itália em Porto Alegre, em 2018Foto: Acervo de família / divulgação

Leia mais:
Randon 70 anos: uma mecânica surge em 1949
Raul Randon e uma vida para recordar
O casamento de Raul Randon e dona Nilva em 1956  
Guerino Sanvitto e a Malharia Jane em 1950  
Tecelagem Irmãos Panceri em 1948
Malharia Salatino na década de 1950  
A trajetória da antiga Malharia Nilza
Estandes da Malharia Nilza na Festa da Uva
Cervejaria Leonardelli, fabricante da clássica Cerveja Pérola, em 1952
Para recordar da Cerveja Pérola
Cervejaria Leonardelli: rótulos que fizeram história
Chaminés: as sobreviventes das alturas
Veronese: um século de história  

Confira outras publicações da coluna Memória
Leia antigos conteúdos do blog Memória 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros