Randon 70 anos: uma mecânica surge em 1949 - Cidades - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Memória21/01/2019 | 07h30Atualizada em 21/01/2019 | 17h43

Randon 70 anos: uma mecânica surge em 1949

Em 21 de janeiro de 1949, os irmãos Hercílio e Raul davam início ao conglomerado das Empresas Randon

Randon 70 anos: uma mecânica surge em 1949 Acervo de família, Editora Belas Letras / divulgação/divulgação
Rua Matteo Gianella: a Mecânica Randon em seus primórdios, nos anos 1950, sob o comando dos irmãos Hercílio e Raul Foto: Acervo de família, Editora Belas Letras / divulgação / divulgação

O aniversário de 70 anos de um dos maiores legados do empresário Raul Anselmo Randon, nesta segunda, será o primeiro a não contar com a figura de seu maior ícone, falecido em 3 de março de 2018, aos 88 anos. Mas a trajetória das Empresas Randon, desde seu início singelo na longínqua década de 1940, sempre foi motivo de orgulho para a família — e por consequência, para os milhares de trabalhadores que passaram pelo conglomerado ou nele seguem atuando.

A saga de uma das maiores fabricantes de carrocerias de caminhão, autopeças e implementos agrícolas do planeta teve início em meados de 1948, tendo como protagonistas Abramo e os filhos Hercílio e Raul. Foi quando, após uma temporada na cidade de Tangará (SC), a família Randon retornou a Caxias, onde os irmãos deram continuidade ao trabalho junto à oficina do pai. Foi o ensaio para, em 21 de janeiro de 1949,  Raul e Hercílio fundarem a própria mecânica, localizada na Rua Matteo Gianella e focada na manutenção e reforma de motores.

Passados exatos 70 anos, as imagens daqueles primórdios são um símbolo de perseverança, coragem e empreendedorismo. E seguem emocionando a grande Família Randon... 

Leia mais:
Uma homenagem a Hercílio Randon
Raul Randon e uma vida para recordar
O casamento de Raul Randon e dona Nilva em 1956
Comoção marca a missa de despedida de Raul Randon 

Passeio na década de 1950: Raul (de boina) e Hercílio (guiando) com os amigos Orestes Parenza e Silvestre CorsoFoto: acervo de família, Editora Belas Letras / divulgação

Parceria

Agradecimento especial à Editora Belas Letras pela cedência das imagens. As fotos constam na biografia "Os Olhos de Quem Vê", de Tania Tonet, Charles Tonet e Diogo Osório Coelho, lançada em 2009.

Raul (E) com Ivo Scotti e Valtoir Perini defronte à antiga mecânica, nos anos 1960Foto: acervo de família, editora Belas Letras / divulgação
De olho no futuro: Emyr Facchin, Hercílio e Raul Randon projetam a nova fábrica, nos anos 1980Foto: acervo de família, editora Belas Letras / divulgação

Confira outras publicações da coluna Memória
Leia antigos conteúdos do blog Memória  

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros