Preso no ataque a carro-forte em Bento Gonçalves já matou comerciante em Garibaldi - Polícia - Pioneiro

Versão mobile

 

Assalto na BR-47007/02/2018 | 17h00Atualizada em 07/02/2018 | 17h00

Preso no ataque a carro-forte em Bento Gonçalves já matou comerciante em Garibaldi

Natural de Porto Alegre, o criminoso é da quadrilha de Enivaldo Farias, o Cafuringa

Preso no ataque a carro-forte em Bento Gonçalves já matou comerciante em Garibaldi Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

Dos três presos na terça-feira depois do ataque ao carro-forte em Bento Gonçalves, na manhã de terça-feira, um deles é velho conhecido do Deic: Fernando Toledo Bastos, 38 anos, conhecido como Nando ou Gringo. Natural de Porto Alegre, o criminoso é da quadrilha de Enivaldo Farias, o Cafuringa, apontado como um dos maiores assaltantes de banco do Estado. Em 2005, Nando participou de uma ofensiva criminosa para resgatar Cafuringa de um micro-ônibus da Susepe. Houve troca de tiros e um agente penitenciário foi morto.

Leia mais
Em oito momentos, como foi o ataque a carro-forte em Bento Gonçalves
"O bandido se rendeu", relata homem que foi surpreendido por criminosos enquanto trabalhava em Monte Belo do Sul
Mais de 80 policiais participaram de cerco a criminosos que atacaram carro-forte em Bento Gonçalves  

Na manhã do dia 2 de março de 2009, quando estava foragido do Instituto Penal de Viamão, Nando participou de um malsucedido ataque que causou pânico e morte na área central de Garibaldi. Ao lado de um comparsa, o assaltante invadiu a agência da Caixa Econômica Federal para roubar um malote de dinheiro que era entregue pela Prosegur. Os seguranças da empresa reagiram a tiros. Outros três criminosos que estavam do lado de fora da agência, sendo um deles com uma submetralhadora, participaram do tiroteio.

Após atingir um dos seguranças do carro-forte, Nando arrastou o homem ferido pela Avenida Rio Branco e buscou abrigo em uma papelaria. O comerciante Tarcísio Wolfart, 55, reagiu e foi baleado. Bastos permaneceu com duas reféns por 20 minutos e só aceitou se render quando um advogado chegou ao local. Wolfart foi socorrido, mas morreu no hospital.


 Leia mais:
Em oito momentos, como foi o ataque a carro-forte em Bento Gonçalves
"O bandido se rendeu", relata homem que foi surpreendido por criminosos enquanto trabalhava em Monte Belo do Sul
Mais de 80 policiais participaram de cerco a criminosos que atacaram carro-forte em Bento Gonçalves  

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros