Em oito momentos, como foi o ataque a carro-forte em Bento Gonçalves - Cidades - Pioneiro
 

Assalto06/02/2018 | 16h18Atualizada em 06/02/2018 | 17h43

Em oito momentos, como foi o ataque a carro-forte em Bento Gonçalves

Criminosos atiraram contra blindado, roubaram dinheiro e fizeram refém. Três foram presos, vítima foi liberada e parte dos ladrões fugiu

Em oito momentos, como foi o ataque a carro-forte em Bento Gonçalves Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

Um carro-forte foi atacado por uma quadrilha na manhã desta terça-feira, na BR-470, em Bento Gonçalves. Pelo menos três assaltantes foram presos.

Leia mais
Carro-forte é atacado na BR-470 em Bento Gonçalves
Após cerco, polícia liberta refém e prende três suspeitos de ataque a carro-forte na Serra  

Leia, abaixo, como foi a ofensiva criminosa:

1) O ataque

Por volta das 10h30min, um carro-forte da Brinks, que seguia para Veranópolis, é interceptado por assaltantes que estão em uma Tucson. A abordagem dos bandidos ocorreu no km 198 da BR-470, em Bento Gonçalves, logo após uma curva, perto do Belvedere da Ferradura, no distrito de Tuiuty.

2) O bloqueio

Ao mesmo tempo, outros ladrões interceptam um caminhão que estava seguindo pela mesma estrada, também em direção a Veranópolis. Esse veículo é deixado na rodovia para bloquear o trânsito.

3) Armamento pesado

Os criminosos da Tucson conseguem ultrapassar o blindado e cortam a frente do veículo. Um dos ladrões está na parte traseira da caminhonete e manuseia uma metralhadora .50 (de uso militar). A arma está apoiada num tripé e o criminoso está protegido por uma chapa de ferro - só se vê possível ver o cano da arma de grosso calibre.

Foto: PRF / divulgação

4) Os tiros

Da parte traseira da Tucson, o assaltante dispara duas ou três vezes contra o motor do carro-forte. O motorista do blindado tenta manobrar para fugir, mas não consegue, pois o motor foi danificado pelos disparos. A munição rompe a blindagem, o que força os seguranças a descerem do veículo.

5) A rendição

Os vigilantes reagem a tiros e tentam impedir o assalto. Um dos criminosos é baleado. Contudo, os assaltantes continuam usando a .50 e outras armas e os seguranças do blindado se rendem.

6) A explosão

Em seguida, os ladrões instalam explosivos no cofre do carro-forte e explodem o equipamento. Os assaltantes carregam o dinheiro e fogem em um Peugeot branco e um Corolla preto, conduzidos por comparsas.

7) A fuga

A fuga dos ladrões começa por estrada vicinal e continua pela ERS-444, estrada que liga Bento Gonçalves a Monte Belo do Sul. A Polícia Rodoviária Federal (PRF), a Brigada Militar (BM) e a Polícia Civil montam um cerco.

8) A prisão

No caminho, os ladrões invadem uma propriedade rural em Monte Belo do Sul. Pelo menos uma pessoa é feita refém. Parte dos criminosos se rende, a vítima é libertada e três assaltantes são presos. O restante do bando foge. Parte do dinheiro é apreendida.

Leia também
Roubos e furtos de carros têm o menor índice dos últimos oito anos em Caxias do Sul
Para não ser reconhecido pela ex-mulher, suspeito usou máscara em assassinato no interior de Vacaria  

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros