Investimento do complexo Havan em Caxias vai somar R$ 65 milhões e gerar 350 empregos diretos - Economia - Pioneiro
 

Economia22/02/2018 | 14h35Atualizada em 22/02/2018 | 15h24

Investimento do complexo Havan em Caxias vai somar R$ 65 milhões e gerar 350 empregos diretos

Guerra promete agilizar o processo de desburocratização das licenças, uma das exigências da empresa. 

Investimento do complexo Havan em Caxias vai somar R$ 65 milhões e gerar 350 empregos diretos Ivanete Mazzaro / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Ivanete Mazzaro / Agência RBS / Agência RBS

Sob muita euforia e aplausos foi anunciada no final da manhã de hoje a vinda da rede catarinense Havan em Caxias do Sul. O complexo que também vai envolver o atacarejo Stok Center, do Comercial Zaffari, de Passo Fundo, e será instado numa área de 20 mil metros quadrados na ERS-453, próxima ao trevo de acesso ao bairro Desvio Rizzo, na antiga Companhia Estadual de Silos e Armazéns (Cesa). Os investimentos vão somar R$ 65 milhões  _ se incluir o valor do terreno, o total chega a R$ 100 milhões  _  e gerar  350 empregos diretos. O anúncio foi feito no salão nobre da prefeitura pelo prefeito de Caxias, Daniel Guerra (PRB), e pelo presidente da Havan, Luciano Hang. 

Leia mais:
Dono da Havan entrou em contato pessoalmente com prefeitura da Serra Gaúcha
Prefeitura demonstra interesse em trazer Havan para Caxias

A coletiva, que durou cerca de uma hora, foi interrompida várias vezes por aplausos a cada detalhe da obra anunciado pelo presidente da Havan. Ele esbanjou otimismo sobre o novo negócio e garantiu que vai ser um marco na história de Caxias. Também esteve presente o diretor de Desenvolvimento do Comercial Zaffari, Tiago Zaffari, que reforçou a vontade de investir na Serra Gaúcha. O prédio do Stok Center será construído ao lado do da Havan e o investimento será de R$ 40 milhões. Os outros R$ 25 milhões foram investidos no terreno. 

Agora, a disputa será por qual cidade a rede Havan vai chegar primeiro: Caxias ou Passo Fundo. Se depender da vontade do prefeito e de Hang, a opção será por Caxias. Guerra promete agilizar o processo de desburocratização das licenças, uma das exigências da empresa. 

   — Eu quero Caxias. Mas vai depender de duas exigências básicas: agilidade e liberdade para trabalhar aos domingos e feriados. A expectativa é que a rede de lojas seja inaugurada entre junho e julho deste ano. O projeto estará pronto para ingressar na prefeitura de Caxias em 10 dias.

 Leia também
É possível abastecer a R$ 3,80 em Caxias do Sul
Agrale, de Caxias, apresenta nova linha de tratores em feira em Minas Gerais
Vidroforte, de Caxias, inicia processo de recuperação judicial 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros