Morro da Rua Dom José Barea em 1972 - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Memória17/10/2020 | 06h59Atualizada em 17/10/2020 | 06h59

Morro da Rua Dom José Barea em 1972

Trecho também permitia o acesso de veículos ao interior do Parque dos Macaquinhos

Morro da Rua Dom José Barea em 1972 Valdir Kaiser/divulgação
A Rua Dom José Barea (D) e o vizinho Parque dos Macaquinhos captados durante a Festa da Uva de 1972 Foto: Valdir Kaiser / divulgação

Finalizando as abordagens sobre os dois nomes da Rua Dom José Barea e suas curiosidades, trazemos uma registro do famoso morro ao lado do Parque Getúlio Vargas.

O registro é de 1972 e destaca também os saudosos lagos onde ficavam as ilhas dos macaquinhos. No alto, os pavilhões da Festa da Uva, dois anos antes de serem reformados para abrigar a prefeitura. E, ao fundo, o bairro Exposição, bem antes da verticalização que transformaria aquela região a partir dos anos 1980.

Detalhe: até meados dos anos 1990, um acesso pela Rua Dom José Barea permitia a entrada de veículos ao interior do parque, conforme vê-se na foto.

Leia mais
1972: o último ano do Pavilhão da Festa da Uva
Rua Os Dezoito do Forte, a inesquecível "rua das cabritas"
Neve na escadaria do Parque dos Macaquinhos em 1965
Mirante do Parque dos Macaquinhos em 1965
Mirante do Parque dos Macaquinhos: um espaço a ser reocupado
Parque dos Macaquinhos, ontem e hoje
Parque dos Macaquinhos no início dos anos 1970
Parque dos Macaquinhos nos anos 1960: cenário para uma novela policial
Os 60 anos do Parque dos Macaquinhos

Confira outras publicações da coluna Memória
Acesse antigos conteúdos do blog Memória

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros