Mirante do Parque dos Macaquinhos em 1965 - Geral - Pioneiro

Memória29/09/2016 | 08h20Atualizada em 29/09/2016 | 08h20

Mirante do Parque dos Macaquinhos em 1965

Espaço construído nos anos 1950 deve ser transformado em uma minipraça, com bancos, iluminação e paisagismo

Mirante do Parque dos Macaquinhos em 1965 Studio Geremia/Acervo de família,divulgação
Das alturas: o parque, as escadarias e o extinto lago em meados dos anos 1960 Foto: Studio Geremia / Acervo de família,divulgação

A chegada do primeiro parklet, também chamado de minipraça, na Rua Dr. Montaury, em frente ao Magnabosco, chama a atenção para outro ponto ideal para esse tipo de refúgio urbano – e que há anos aguarda por um aproveitamento adequado. Trata-se do mirante do Parque dos Macaquinhos, na Rua Os Dezoito do Forte.

Leia mais:
Caxias do Sul regulará a instalação de parklets
Cidade vai ganhar sua primeira minipraça na Rua Dr. Montaury
Primeiro parklet é inaugurado no Centro de Caxias

O escritório de arquitetura responsável pela remodelação do complexo da Metalúrgica Abramo Eberle, vizinho ao mirante, já demonstrou interesse em adotar o espaço. A ideia seria firmar uma parceria entre as iniciativas pública e privada, transformando a plataforma, hoje vazia e pouco atrativa, em uma minipraça – com bancos, paisagismo, iluminação e novo piso, em substituição às lajotas do antigo Belvedere Lanches.

Uma iniciativa que, se avançar, contribuirá para a ressignificação e ocupação da área pelo público, na carona da transformação do Eberle em um centro comercial de serviços, escritórios e lazer.

Leia mais:
Mirante do Parque dos Macaquinhos: um espaço a ser reocupado
Parque dos Macaquinhos, ontem e hoje
Parque dos Macaquinhos no início dos anos 1970

Maria Ester Beux Chiaradia e Elenir Beux no antigo mirante, em meados dos anos 1960. Foto: Antonio Beux / Acervo de família,divulgação
Década de 1960: Elenir Beux posa para as lentes do pai, Antonio Beux, no mirante do parque, com o antigo Pavilhão da Festa da Uva ao fundo Foto: Antonio Beux / Acervo de família,divulgação

Registros da família Beux

Nas fotos acima, o mirante captado pelo fotógrafo Antonio Beux por volta de 1965. Na imagem vemos as primas Elenir Beux (filha de Antonio) e Maria Ester Beux Chiaradia, com o Pavilhão da Festa da Uva (atual prefeitura) ao fundo.

Abaixo, um registro da nevasca de agosto de 1965, com Antonio Beux nas escadarias do parque, tendo ao fundo o mirante e o casarão de madeira da antiga Pensão Beux.

As imagens foram gentilmente disponibilizadas por Anthony Beux Tessari, neto do fotógrafo Antonio Beux.

Leia mais:
Parque dos Macaquinhos nos anos 1960: cenário para uma novela policial
Há 50 anos: a nevada de 1965
Caxias coberta de branco em 1965 e 1975

O fotógrafo Antonio Beux durante a nevasca de agosto de 1965, tendo ao fundo o mirante do parque e o casarão da antiga Pensão Beux Foto: Antonio Beux / Acervo de família,divulgação
Escadarias do parque: Elenir Beux (ao centro) e um grupo de jovens da Igreja Metodista de outras regiões do estado em visita a Caxias, por volta de 1965 Foto: Antonio Beux / Acervo de família,divulgação

O surgimento do espaço

Construído em 1958, quatro anos após a inauguração oficial do Parque Getúlio Vargas, em 1954, o mirante era originalmente dotado de uma grade côncava e sua estrutura dialogava com as duas escadarias de 253 degraus.

Conforme informações do caderno Mirante, publicação do Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, de 2003, o canteiro central, ligando a Dezoito à Avenida da Vindima, recebeu flores e plantas de pequeno porte para não comprometer a visão do parque. Da plataforma, o público podia admirar a paisagem do parque em quase sua totalidade, visto que as árvores ainda eram bastante jovens e baixas.

Na sequência, o passante era convidado e descer as escadas e passear pelas alamedas ao redor dos dois lagos. Pedalinhos, balanços, escorregadores e gangorras, além de macacos e patos, complementavam os atrativos.

Tudo isso hoje sobrevive apenas na memória, mas a vista segue imbatível...

Leia mais:
Os 60 anos do Parque dos Macaquinhos
1972: o último ano do Pavilhão da Festa da Uva
Varejo do Eberle: um clássico do Centro

Vista privilegiada: mirante convidava o público a apreciar a bela paisagem do Parque e do Pavilhão da Festa da Uva, nos anos 1950 e 1960 Foto: Studio Geremia / Acervo de família,divulgação

Confira outras publicações da coluna Memória

Acesse antigos conteúdos do blog Memória

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comEncontro de fuscas em Caxias, neste domingo, deve reunir 500 exemplares https://t.co/echSI8VhVX #pioneirohá 7 horas Retweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comColisão frontal resulta em duas mortes na ERS-324, entre Nova Araçá e Paraí https://t.co/uZ47daoAV3 #pioneirohá 8 horas Retweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros