Secretaria de Educação de Caxias do Sul vai recuperar horas-aula de forma presencial - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Planejamento07/04/2020 | 17h43Atualizada em 07/04/2020 | 18h38

Secretaria de Educação de Caxias do Sul vai recuperar horas-aula de forma presencial

Quando aulas forem retomadas, jornada letiva diária terá 20 minutos a mais

Secretaria de Educação de Caxias do Sul vai recuperar horas-aula de forma presencial Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

A Secretaria Municipal de Educação de Caxias do Sul, em parceria com o Conselho Municipal de Educação, lançou, nesta terça-feira (7), um manifesto a respeito do calendário escolar. As aulas da rede estão suspensas desde o dia 19 de março, em decorrência da pandemia de coronavírus. Conforma a pasta, a recuperação da carga horária letiva ocorrerá de forma presencial, quando for possível retomar as aulas.

— Nós não temos sistemas ou plataformas acessíveis que possam chegar a todos. Então, a  ideia é de não utilizar esse meio de recuperação à distância, até porque temos um cuidado muito grande com o período da alfabetização, que são os anos iniciais do ensino fundamental. Por isso, entendemos que a recuperação tem que ser de forma presencial — explica a secretária da Educação de Caxias, Flavia Vergani.  

Leia mais:
Escolas estaduais têm aulas programadas para cumprir carga horária anual
Secretária da Educação de Caxias do Sul garante que ano letivo será cumprido
Prefeitura de Caxias confirma que aulas da rede municipal vão seguir suspensas até o final de abril

Conforme a secretária, a ideia é fazer a recuperação acrescentando alguns minutos na jornada pedagógica diária. Inicialmente, a solução encontrada seria aumentar a carga em 20 minutos por dia e realizar atividades presenciais em alguns sábados. 

— Temos varias proposições. Uma delas é da ampliação da jornada, ir além das quatro horas diárias. Na parte da manhã, por exemplo, as aulas terminam 11h30min para os anos iniciais. Então, terminariam 11h50min. Para os maiores, que termina às 11h55min, terminaria às 12h15min — exemplificou Flavia.  

Além disso, a pasta também pretende antecipar as férias de inverno e, se necessário, realizar atividades domiciliares compensatórias. Soluções encontradas para cumprir o ano letivo ainda em 2020. 

— Vamos antecipar as férias de julho para a segunda quinzena de abril. Sendo assim, pensamos em fazer um recesso de uma semana em setembro para que professores e alunos possam descansar e depois seguir até o final de dezembro — explica. 

As aulas estão suspensas até o dia 30 de abril. No entanto, depois haverá uma reavaliação a respeito do retorno de alunos, funcionários e professores, que pode culminar em uma nova suspensão. Visando esta possibilidade, a Secretaria pensa em aumentar a carga horária diária em 30 minutos. Ou seja, ao invés dos 20 minutos a mais, seriam 30. 

— Também pensamos em dois ou três sábados de integração com a comunidade. Além de atividades domiciliares compensatórias no calendário escolar, que ao invés de ser EAD, seriam atividades orientadas. Ou seja, o professor está trabalhando com o conteúdo e dá continuidade com atividades que possam ser realizadas em casa. No entanto, pensamos em utilizar apenas 10 horas com elas, não mais do que isso. Queremos garantir o presencial. 

Diminuição nos dias letivos
Na última quarta-feira (1º), o presidente Jair Bolsonaro assinou uma medida provisória que permite que escolas de ensino fundamental e médio e universidades não cumpram a quantidade mínima de dias letivos neste ano. No entanto, manteve a obrigatoriedade da carga horária mínima. Ou seja, não é necessário cumprir os 200 dias letivos, no caso de ensino fundamental e médio, mas sim cumprir as 800 horas-aula. O que torna viável a solução da Secretaria Municipal de Educação de Caxias do Sul, de cumprir a carga horária diariamente. 

Portal de atividades
A Secretaria de Educação lançou, ainda em março, um portal com atividades para todos os alunos da rede, desde educação infantil até educação de jovens e adultos (EJA). Os exercícios não contam como horas-letivas, apenas como reforço e passatempo para os estudantes. 

— Teve uma boa aceitação das famílias e das crianças, que adoraram. Lembrando que são atividades que não vão compensar dias letivos. É bem na ideia de passatempo, de estar qualificando o tempo das crianças em casa — explica Flavia Vergani.  

Leia também:
Com entrega de chaves, antigo prédio do INSS em Caxias passa a ser de responsabilidade da Mitra e do Mão Amiga
Em um dos centros da pandemia, ex-jogador da dupla Ca-Ju revela rotina difícil
Caxiense volta para casa depois de passar 11 dias abrigado nos pavilhões da Festa da Uva

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros