Pacientes contam com mais uma alternativa para cirurgias traumato-ortopédicas em Caxias  - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Saúde 23/04/2019 | 08h00Atualizada em 23/04/2019 | 08h00

Pacientes contam com mais uma alternativa para cirurgias traumato-ortopédicas em Caxias 

Procedimentos, que são feitos no Pompéia, também passam a ser realizados pelo SUS no Hospital Virvi Ramos 

Pacientes contam com mais uma alternativa para cirurgias traumato-ortopédicas em Caxias  Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Zely Maria Bossardi passou cirurgia de túnel do carpo no dia 02 deste mês Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Caxias do Sul conta com um reforço no atendimento de traumato-ortopedia pelo Sistema Único de Saúde (SUS), desde o início deste mês. Os procedimentos de média complexidade para cirurgias de pé, joelho, punho e ombro, que eram realizados apenas no Hospital Pompéia, agora também são feitos no Virvi Ramos. 

Leia mais:
Prefeitura de Caxias quer que Hospital Pompéia deixe de ser referência em traumato-ortopedia para a região

O hospital solicitou ao município habilitação para atender essas especialidades, mas o trâmite para autorizar cirurgias de alta complexidade é demorado, e passa tanto pela prefeitura, quanto pelo Estado. Contudo, o município contratou 26 cirurgias por mês para avaliar como a entidade absorve a demanda, e se é possível seguir com a autorização para procedimentos mais complexos. 

O hospital já realizou oito procedimentos e 18 laudos estão em andamento para autorizar as cirurgias. A Diretora Executiva de Saúde e Educação da Associação Cultural e Científica Virvi Ramos, Cleciane Doncatto Simsen, explica que instituição é qualificada para atender esses pacientes: 

— O município tem fila de espera por procedimentos na traumato-ortopedia porque o Pompéia é referência para a região no atendimento, mas o Pompéia também atende urgências e emergências, e com a habilitação do Virvi o volume no hospital irá diminuir. Temos condições de absorver esses atendimentos com corpo clínico e capacidade técnica, e ao longo do tempo se obtivermos a autorização vamos reduzir esse tempo por cirurgias eletivas, e mais adiante na alta complexidade. 

A diretora do Departamento de Avaliação, Controle, Regulação e Auditoria (Dacra) do município, Marguit Meneguzzi, afirma que a demanda é pequena inicialmente porque é um projeto-piloto para organizar o fluxo e determinar como o hospital atua na prestação do serviço. 

— Vamos avaliar a contratação das cirurgias de média complexidade por pelo menos três meses para acompanhar a evolução e aumentar o número de procedimentos. O impacto na fila de espera e na demanda do Pompéia ainda é muito pequeno, uma vez que o hospital realiza 200 cirurgias por mês, mas a longo prazo, se evoluir para habilitação com certeza será um ganho para a cidade. 

Os agendamentos são feitos via Unidade Básica de Saúde (UBS), por meio da Central de Regulação Ambulatorial. Os pacientes que estão na fila de espera e são aptos as quatros especialidades são encaminhados aos especialistas e a partir disso quem organiza o fluxo de atendimento é a equipe do Virvi Ramos. 

"Duas semanas depois da consulta, já fui operada"

A cuidadora  Zely Maria Bossardi, 53 anos, foi uma das primeiras pacientes atendidas no Centro de Saúde Clélia Manfro e encaminhada para cirurgia de túnel do carpo. Ela começou a sentir dor intensa no pulso em agosto do ano passado e depois de consultar um clínico geral na Unidade Básica de Saúde foi encaminhada a um ortopedista. A consulta com o especialista foi em outubro.  Ela sentia dor o dia todo para realizar qualquer atividade, mas há noite piorava. 

— Depois da consulta com o ortopedista fiz sessões de fisioterapia e esperei até me chamarem para fazer uma eletromiografia. Fiz o exame em janeiro deste ano e em março consultei no Clélia Manfro. Duas semanas depois da primeira consulta no Virvi já fui operada. Achei que fosse demorar muito, e estava até pensando em como fazer particular, mas fui bem atendida e foi muito rápido, conta ela. 

Leia também:
UAB aponta risco gerado por prédios municipais desocupados em Caxias
Após arquivamento, prefeitura de Canela avalia nova forma de concessão do Parque do Palácio
TJ barra tentativa de prefeitura de Gramado em recurso sobre contratação de parentes






 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros