Estar em movimento é a normalidade da vida - Cotidiano - Pioneiro

Frei Jaime Bettega23/11/2016 | 08h27Atualizada em 23/11/2016 | 08h27

Estar em movimento é a normalidade da vida

Cada um vai descobrindo o melhor jeito de interagir com o tempo e com o dimensionamento dos sonhos

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia!

Os dias passam... sensação de não conseguir fazer tudo... Isso é quase normal: o volume de atividades é maior que o tempo disponível. Mas vamos lá: fazendo com amor as pequenas coisas de cada dia. Vai dar certo.

"Lá na frente você olhará para trás e perceberá que tudo o que aconteceu, teve um propósito maior." (Josias Gomes).

Leia mais
Adriana Antunes: a casa onde brinquei nas férias não existe mais
Frei Jaime Bettega: a vida é um acontecimento em contínua renovação
Marcos Kirst: o recado da torradeira
Tríssia Ordovás Sartori: a pós-verdade dos relacionamentos


Viver é seguir em frente. Estar em movimento é a normalidade da vida. O ritmo é de responsabilidade individual. Cada um vai descobrindo o melhor jeito de interagir com o tempo e com o dimensionamento dos sonhos. Ocupar-se com a vida é uma tarefa extraordinária. Para além da sobrevivência, que implica no auto sustento e na satisfação das necessidades básicas, há um mundo dentro de cada pessoa.

Esse universo aguarda por encaminhamentos, reflexões, afetos, estima e determinação. Mesmo que nem todos concordem, viver é também saber sofrer. Há uma verdadeira conspiração contra o sofrimento. Evidente que ninguém nasceu para sofrer. Se tem vida, tem direito à felicidade. Mas os contratempos fazem parte do cotidiano. Às vezes, sem motivos, surgem algumas dores existenciais. A causa nem sempre é evidente. Apesar de tudo, é importante a determinação quanto à continuidade.

Desistir não deveria ser uma opção ao alcance dos humanos. Claro que tem situações e situações. Mas o privilégio de olhar para frente pode reunir as melhores energias e fortalecer os passos de cada dia. A derrota nem sempre é sinônimo de fracasso. Algumas perdas e dores podem gerar ganhos incríveis. O que conta mesmo é o enfrentamento, sem abrir espaço para o desespero e o desânimo. Um dia, não muito distante, será possível olhar para trás e, nas entrelinhas, perceber que havia um propósito maior. Enquanto isso, a alternativa viável e inteligente é seguir em frente, não abrindo mão da paz interior, mantendo a serenidade diante dos fatos e tendo a certeza de que tudo passa, no tempo certo.

Bênçãos! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraços!            

 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros