Turismo em Ausentes deverá representar 35% da economia em 2020, estima a prefeitura - Economia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

+Serra27/01/2020 | 09h05Atualizada em 21/02/2020 | 11h54

Turismo em Ausentes deverá representar 35% da economia em 2020, estima a prefeitura

Em 2016, o setor movimentou cerca de 29%.

Turismo em Ausentes deverá representar 35% da economia em 2020, estima a prefeitura Marcelo Mugnol/Agência RBS
Cânion do Encerra, também conhecido como Amola Faca é um dos oito que estão entre os municípios de São José dos Ausentes e Bom Jesus Foto: Marcelo Mugnol / Agência RBS

Conforme dados da Associação dos Empreendedores de Pousadas Rurais e Hotéis de São José dos Ausentes (Apruha), que é presidida por Cléber Pasini, existem 13 pousadas  na região, sendo que três delas estão inclinadas a fechar. Nesse universo, são oferecidos 530 leitos, com uma ocupação anual de 15 mil pessoas. Enquanto que Cambará, outro destino que também tem cânions, levou 450 mil pessoas no último ano para lá.

 Leia ainda:
Nova perspectiva para a região dos Campos de Cima da Serra
Atender os turistas em propriedades rurais familiares é uma tradição em Ausentes

Apesar desse cenário ainda desconfortável em uma comparação com Cambará, Pasini revela:

– O turismo só tem aumentado aqui em Ausentes. Às vezes estabiliza, mas não tem caído a procura. O que precisamos é de mais profissionalização. Porque a tendência é continuar a crescer a procura – diz Pasini, que também é guia da Terra Sul Ecoturismo e Aventura. 

Aline Ramos, secretária de Turismo, Cultura e Meio Ambiente de São José dos Ausentes revela que a ocupação nas pousadas do município tem sido cada dia mais intensa. O mês de maior baixa é novembro, nos demais, a procura tem sido grande, é por isso que estão abrindo duas novas pousadas.

– Nós temos uma taxa muito alta de retorno em nosso município. Porque além da beleza natural, as pessoas voltam por causa da comida e da hospitalidade. As pessoas que vem para São José dos Ausentes querem sossego e tranquilidade, porque também somos assim aqui em Ausentes –  revela Aline Ramos, Secretária do Turismo de São José dos Ausentes.

Detox digital
O Sebrae atua em São José dos Ausentes há pelo menos 15 anos, inicialmente ajudando na abertura das pousadas rurais, na formalização da associação, bem como na orientação em gestão e atendimento.

– Atualmente, temos o Projeto Investe Turismo atuando na região, ajudando a criar novos produtos turísticos e como se promover pelo marketing digital para as empresas. Para o destino, fizemos o plano municipal deles, ajudando a definir uma estratégia mais clara do que o destino precisa fazer para se desenvolver mais – conta Emerson Monteiro, gestor de Projetos de Turismo Sebrae Serra Gaúcha.

Conforme Monteiro, o perfil dos empreendedores, na sua maioria, são proprietários de fazendas ou potenciais empresários querendo orientação para desenvolver novos negócios, ou empresários já estabelecidos e que querem implementar inovações. O potencial da região, na avaliação do Sebrae, é grande, pois proporciona contato com a natureza, a cultura do gaúcho serrano, a gastronomia típica, e os cânions em um ambiente chamado de “Detox Digital”.

O maior desafio, entende Monteiro, é migrar do atendimento àquele “turista de escapada, de final de semana” para um tipo que permanece mais tempo na região. Um dos entraves a ser superado é o acesso:

– A ligação da BR-285 com a BR-101 deve representar um avanço nesta questão.

Raio-X de São José dos Ausentes
A estimativa da prefeitura de São José dos Ausentes é de que o turismo possa vir a representar 35% da economia em 2020.Foto: Arte Pioneiro / Agencia RBS

Leia também:
Safra da maçã deverá ser maior nos Campos de Cima da Serra em 2020, mas com frutas menores
"Não vamos interferir se isso atrasar o projeto", garante secretário estadual sobre Aeroporto da Serra Gaúcha
Material escolar está 8% mais caro
Apenas 100 vagas de trabalho foram criadas em Caxias em 2019



 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros