Reeleito na Câmara de Caxias, Flávio Cassina vai focar na área social e no desenvolvimento - Política - Pioneiro

Nova Câmara29/12/2016 | 08h58Atualizada em 29/12/2016 | 09h15

Reeleito na Câmara de Caxias, Flávio Cassina vai focar na área social e no desenvolvimento

Um projeto do vereador já tramita, propondo isenção a empresas que trouxerem inovação e tecnologia

Reeleito na Câmara de Caxias, Flávio Cassina vai focar na área social e no desenvolvimento Roni Rigon/Agencia RBS
O vereador obteve 1.973 votos, menos do que os 2.277 da eleição de 2012 Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

Assumidamente com perfil para trabalhar no Poder Executivo, Flávio Cassina (PBT), 69 anos, foi reeleito para o segundo mandato no Legislativo em outubro. O vereador obteve 1.973 votos, menos do que os 2.277 da eleição de 2012. Presidente da Câmara de Vereadores em 2015, o trabalhista esteve na Mesa Diretora da Casa de 2013 a 2016, e por três anos presidiu a Comissão de Constituição, Justiça e Legislação. Para o novo mandato, quer dar atenção a dois setores: desenvolvimento econômico e a área social.

— Faz 40 anos que auxilio entidades benemerentes. Estive uma vida inteira atuando na área social, mas a bandeira principal será o desenvolvimento econômico.

Leia mais
Divulgados nomes para secretarias de Educação, RH, Turismo e Agricultura do governo Guerra 
"Se teve erro, foi do candidato", diz Néspolo, derrotado nas urnas em Caxias
Anunciados três novos integrantes do governo de Daniel Guerra, em Caxias


Na próxima legislatura, Cassina pretende dar encaminhamento a projetos que auxiliam empreendedores a investir na cidade. Um deles já tramita na Câmara e propõe a isenção de cinco anos de impostos como ITBI, IPTU e ISS para empresas que trouxerem inovação e tecnologia para a cidade.

— Temos a ideia de isenção para a construção civil, que emprega mão de obra menos qualificada, para manter os construtores na cidade.

Além disso, o trabalhista pretende trabalhar "fortemente" para a criação do novo distrito industrial da cidade. Segundo ele, o espaço deve ficar localizado nas imediações do futuro aeroporto, no distrito de Vila Oliva.

— Precisamos ter infraestrutura como o asfaltamento no interior e a construção no novo aeroporto para atrair o empreendedor. Não podemos deixar o empreendedor sair da cidade e depois precisamos trazer (empresas) de fora. Se a economia vai bem, todo o resto se ajeita — analisa.

Cassina é casado com Liliana, 59 e tem três filhos – Mariana, 36, Aurélio 32 e Natália, 24.

Diferentemente de vereadores que vão ao encontro da população, Cassina diz que trabalha de forma mais burocrática e que atende somente aos eleitores que o procuram.

— Não faço contato com a comunidade. Só atendo àqueles que me procuram. Procuro ser mais objetivo. Não sei pedir voto. Nunca mandei uma correspondência, um informativo ou cartão de Natal.

Ele calcula que, com essa visão de trabalho, economizou R$ 40 mil em selos nos quatro anos de seu primeiro mandato.

Sem pedir votos, o trabalhista conta que o perfil de seu eleitorado é formado por conhecidos e pessoas de idade. O jeito de fazer política tem reduzido a votação do vereador reeleito, mas ressalta que outros fatores contribuíram para a queda na sua votação.

— Muitos (eleitores) não fizeram o recadastramento biométrico e perdi muitos votos. Muitos morreram. Pela minha idade tenho uma dificuldade de conseguir votos com a juventude.
 
Experiências no Executivo

Com 55 anos de atividades no comércio, Cassina iniciou sua trajetória na política no primeiro governo do então prefeito José Ivo Sartori (PMDB), em 2005. Na primeira gestão do peemedebista, foi secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Emprego e, no segundo governo, atuou como secretário da Habitação.

— Foi uma bela de uma experiência. Quando a gente está fora do mundo da política, a gente tem uma noção de como funciona. Tem coisas que se fica admirado e coisas que se fica apavorado.

Entre as principais atividades que comandou durante os seis anos e seis meses em que esteve no Executivo, Cassina destaca a implantação do programa federal Minha Casa, Minha Vida.

— Foi a grande realização do meu período por lá.

No período à frente da Secretaria do Desenvolvimento Econômico, lamenta não ter conseguido atender aos pedidos de contrapartidas de empresas para se instalar no município.

— Desde 2005, estamos brigando por um distrito industrial. Toda semana, recebia ligações de empresários pedindo doação de terrenos e isenção de impostos.

A próxima legislatura será diferente para Cassina. Pela primeira vez, vai exercer o papel de oposição. Apesar da falta de afinidade com o prefeito eleito Daniel Guerra (PRB), o trabalhista diz que vai trabalhar pelo bem da cidade.

— Sou um dos "18 do Forte" (bancada da oposição) e como tal vou me comportar. Mas não vou jogar contra a cidade nunca. A gente conhece bem o perfil do futuro prefeito. Vai ser uma convivência não muito fácil, mas também não impossível.

Quem é

Bandeiras
:: Políticas para o desenvolvimento econômico.
:: Criação de distrito industrial.
:: Atração de empresas.
:: Desenvolvimento social.

Trajetória
:: 
Secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Emprego (2005/2008).
:: Secretário da Habitação (2009/2012).
:: Em 2012, eleito vereador com 2.277 votos.
:: Presidente da Câmara em 2015.
:: Nesse ano, foi reeleito com 1.973 votos.

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comDepois da chuva, árvore cai na BR-116, em Caxias do Sul https://t.co/nnR0v4MH7C #pioneirohá 1 horaRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comDecreto da prefeitura de Caxias do Sul estabelece critérios para liberação de verbas https://t.co/VAetBHrkQA #pioneirohá 2 horas Retweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros