Laudo aponta que morte de Naiara foi causada por asfixia - Polícia - Pioneiro

Versão mobile

 

Caxias do Sul03/04/2018 | 13h26Atualizada em 03/04/2018 | 13h26

Laudo aponta que morte de Naiara foi causada por asfixia

Autor confesso do crime está preso, e inquérito deve ser concluído até o final da semana

Laudo aponta que morte de Naiara foi causada por asfixia Felipe Nyland/Agencia RBS
Corpo da menina foi encontrado nas proximidades da represa do Faxinal Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

O laudo referente à morte da menina Naiara Soares Gomes, sete anos, apontou que ela foi asfixiada. O documento foi recebido nesta semana pela Delegacia de Polícia de Proteção á Criança e ao Adolescente (DPCA) de Caxias do Sul. O autor confesso do crime, Juliano Vieira Pimentel de Souza, 31, está preso, e o inquérito deve ser finalizado até sexta-feira. 

 Leia mais
Quem é o homem que confessou ter matado Naiara em Caxias do Sul
Preso suspeito de envolvimento em rapto da menina desaparecida em Caxias do Sul
Como a polícia chegou ao suspeito de ter raptado Naiara   

De acordo com o delegado da DPCA, Caio Márcio Fernandes, o laudo aponta que a morte de Naiara foi causada por asfixia mecânica e uma fratura na cervical. Conforme o delegado, o laudo é condizente com o depoimento do homem preso. Ele afirmou em depoimento que, durante o estupro, pressionou a mão contra a boca e o nariz de Naiara.

A menina foi raptada na manhã de 9 de março quando seguia a pé para a escola na zona sul da cidade. Ela foi levada pelo homem até a casa dele e nessa residência foi estuprada e morta. O corpo estava nas proximidades da represa do Faxinal, encontrado duas semanas depois.

Leia também:
Com 120 mil visitantes neste fim de semana, Páscoa em Gramado segue até o próximo domingo 

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros