Comando da Brigada Militar garante mais policiais para a região da Serra - Polícia - Pioneiro

Promessa12/07/2017 | 20h39Atualizada em 13/07/2017 | 09h01

Comando da Brigada Militar garante mais policiais para a região da Serra

Chefe da BM no RS esteve em Caxias do Sul para acompanhar visita do arcebispo Militar do Brasil

Comando da Brigada Militar garante mais policiais para a região da Serra Roni Rigon/Agencia RBS
Foto: Roni Rigon / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

O comandante-geral da Brigada Militar (BM), coronel Andreis Silvio Dal'Lago, esteve nesta quarta-feira em Caxias do Sul e prometeu a vinda de novos policiais para a região da Serra, após a formatura de mil servidores na próxima semana. Além disso, ele ressaltou o empenho em garantir mais policiamento para o interior do Estado. Porém, a informação mais esperada ainda está indefinida: o oficial não revelou quantos profissionais devem reforçar a corporação em  Caxias do Sul. Dal'Lago veio até a cidade para acompanhar a visita do Arcebispo Militar do Brasil, dom Fernando José Monteiro Guimarães (leia mais abaixo).

Leia mais:
Em nota, advogados de Lula dizem que condenação teve motivação política
Acidente entre carro e caminhão deixa dois mortos na ERS-446, em Carlos Barbosa
Prefeito de Caxias do Sul ressalta que decisão sobre condenação de Lula ainda cabe recurso
Quatro meses após vendaval, recursos federais para São Francisco de Paula são insuficientes

— Ainda estamos elaborando estratégias para saber quantos policiais serão destinados para cada região. Isso porque estamos focados em garantir um aporte maior em cidades com aumento nos índices de criminalidade, que engloba o eixo Porto Alegre-Caxias do Sul. Temos a orientação do governador José Ivo Sartori de darmos mais atenção aos municípios menores, onde a criminalidade está chegando com mais força e de onde apenas saem policiais e não entram novos — diz Dal'Lago.

No mês passado, conforme o coronel, foi concluído o processo de destinação policial para todas as cidades gaúchas que tinham um efetivo menor de três brigadianos. Agora, a meta é ampliar as corporações de municípios com mais de 4 mil habitantes.

— Com essa nova turma que se forma devemos atender à demanda apenas destas cidades. Aquelas com menos moradores estão fechadas com no mínimo três policiais. A expectativa é de que em fevereiro, quanto tem outra formatura, seja possível fazer com que todas as cidades tenham no mínimo cinco policiais — adianta o coronel.

A definição oficial sobre os locais onde cada soldado vai atuar deve ser divulgada na próxima semana, segundo o comandante. Hoje, o efetivo do 12ºBPM não chega a 350 policiais. A necessidade seria de mais de 720 PMs na cidade. Em todo o RS, a BM conta com 15,8 mil servidores, 57,3% abaixo dos 37 mil considerados necessários por lei. 

"O policial militar é um verdadeiro herói", diz arcebispo

No momento em que a segurança pública do país enfrenta um verdadeiro colapso, com índices de violência que só aumentam, a visita de dom Fernando José Monteiro Guimarães ao 12º Batalhão de Polícia Militar (12ºBPM) chega como uma forma de incentivar o trabalho policial. Pela primeira vez no Estado, ele também exaltou a profissão militar e abençoou a corporação. O religioso foi nomeado pelo papa Francisco em 2014 e possui status de general.

Foto: Roni Rigon / Agencia RBS


— Minha palavra procura ser uma presença de apoio e de estímulo para que os policiais, no cumprimento do exercício, estejam sempre amparados e protegidos. O policial militar é um verdadeiro herói brasileiro, que nem sempre é reconhecido pela população civil. Ao lado de um grande militar, sempre há uma grande família. E é isso que procuro exaltar nas minhas visitas — reforça o arcebispo.

Apesar da visita ao Estado já estar programada, a escolha por realizar o encontro na sede do 12º BPM partiu de um convite feito pelo comandante do batalhão, major Jorge Émerson Ribas.

— A visita dele chega num momento em que estamos incentivando a religiosidade junto à tropa. Independentemente do nome da religião, a dimensão espiritual é fundamental para o exercício da profissão de policial militar. Uma profissão difícil, complexa e que precisa de um amparo religioso. Este batalhão é de extrema relevância e representa todo o nosso Estado — afirma o coronel Andreis Silvio Dal'Lago.

Durante a visita, dom Fernando aproveitou para conhecer as instalações do quartel, e inaugurou a estátua de São Miguel Arcanjo, protetor dos militares, instalada no saguão do batalhão. Ele também aproveitou para conhecer a praça Tiradentes, inaugurada na segunda-feira no 12º BPM e que serve como um espaço de descontração entre os policiais.

— Lugares como este são de extrema relevância para uma corporação. É desta forma que se fortalece e que se estimula o trabalho do policial. Me sinto grato por estar aqui e por conhecer uma batalhão como este. 

A visita do arcebispo a unidade militar foi eternizada com uma placa, alusiva a sua passagem pelo batalhão, instalada junto ao memorial dos policiais mortos em Caxias.

 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros