Havan realizará estudo de impacto de trânsito no entorno da nova loja em Caxias do Sul - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Mobilidade 03/04/2018 | 15h22Atualizada em 03/04/2018 | 15h22

Havan realizará estudo de impacto de trânsito no entorno da nova loja em Caxias do Sul

Levantamento vai indicar qual a melhor medida para absorver aumento no fluxo gerado pelo empreendimento

Havan realizará estudo de impacto de trânsito no entorno da nova loja em Caxias do Sul Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Endereço da futura loja já registra trânsito intenso atualmente Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

A Havan irá realizar um estudo de impacto de trânsito na RS-453, no entorno do terreno onde vai ficar a nova loja da rede, em Caxias do Sul. A responsabilidade da empresa foi definida em acordo com a Secretaria de Trânsito.

Leia mais:
Investimento do complexo Havan em Caxias vai somar R$ 65 milhões e gerar 350 empregos diretos
Dono da Havan entrou em contato pessoalmente com prefeitura da Serra Gaúcha

Sempre que há a construção de um empreendimento capaz de alterar o fluxo de pessoas nas proximidades, os estudos viários precisam ser realizados pelos investidores. Os levantamentos ajudam a determinar qual a melhor medida para comportar o aumento na circulação de pessoas e garantir fluidez e segurança aos motoristas.

De acordo com o secretário Cristiano de Abreu Soares, a Havan procurou a secretaria para saber quais informações precisam constar no estudo e como elas devem ser coletadas. Entre os dados, por exemplo, está a quantidade de veículos que circulam diariamente pela RS-453, no acesso ao bairro Desvio Rizzo, onde a Havan vai se instalar.

Segundo o secretário, não ficou determinado o prazo para a conclusão do estudo, mas a expectativa é de que ele esteja pronto antes da inauguração da loja, prevista para meados deste ano.

— O que não precisa ficar pronto antes da loja é a própria medida mitigadora que será executada a partir do estudo — explica Soares.

Entre as medidas, podem estar a construção de elevadas ou mudanças no leito da rodovia. A definição, no entanto, só vai ocorrer após a conclusão do estudo. O custo das adequações também pode ser pago pela Havan por meio de um acordo com o poder público.

 Leia também:
Com 120 mil visitantes neste fim de semana, Páscoa em Gramado segue até o próximo domingo  

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros