Caixa-forte: além de encantar, espetáculo agrega valor à marca - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Opinião04/12/2018 | 07h00

Caixa-forte: além de encantar, espetáculo agrega valor à marca

Magnabosco aposta em crescimento de 23,5% nos negócios em dezembro sobre o mesmo mês do ano passado

Caixa-forte: além de encantar, espetáculo agrega valor à marca Duda Mangoni/divulgação
Apresentação natalina, que atraiu cerca de 4,5 mil pessoas, representa a largada às vendas de Natal Foto: Duda Mangoni / divulgação

O espetáculo de domingo à noite é o prenúncio de um Natal memorável para a centenária Casa Magnabosco, que atraiu 4,5 mil pessoas (conforme os organizadores) para assistir a uma apresentação com 55 vozes do Coral da Unimed, show de fogos e chegada do Papai Noel bem no coração de Caxias.

Leia mais
Bairro Colina Sorriso, em Caxias, terá chegada do Papai Noel e show musical
Festa de Natal da Randon reúne 20 mil nos pavilhões da Festa da Uva 

A apresentação, pelo segundo ano consecutivo, abriu o calendário do mês do Bom Velhinho e representou a injeção de ânimo numa comunidade acuada nos últimos anos pela retração da indústria e pelo desemprego, fatores que respingaram fortemente no comércio. 

Se o cenário econômico é o ideal, não se sabe, mas a Magnabosco está confiante: após crescer 26% nas vendas de novembro, projeta incremento de 23,5% nos negócios em dezembro sobre o mesmo mês de 2017. Para dar conta da demanda aquecida, a loja de departamentos agregou oito profissionais à sua equipe, que hoje soma 75 funcionários. O tíquete médio do consumidor está maior, resultado do investimento em artigos de moda para toda a família.

Mas as estratégias vão além, anuncia o diretor Pedro Horn Sehbe: tradição da casa, o pagamento em 60 dias para a primeira entrada está sendo replicado para fidelizar a clientela e garantir bom faturamento. O clima natalino é enaltecido pela iluminação da fachada do emblemático prédio, com 75 mil pontos de LED.

Leia também
Caravana de Natal da Coca-Cola ilumina ruas de Caxias do Sul
Virvi Ramos pode assumir mais de 7 mil atendimentos em psiquiatria por ano em Caxias

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros