Líderes políticos da Serra elogiam coordenadora da Saúde após críticas do prefeito de Veranópolis - Política - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Declaração polêmica16/07/2020 | 13h55Atualizada em 16/07/2020 | 13h55

Líderes políticos da Serra elogiam coordenadora da Saúde após críticas do prefeito de Veranópolis

Prefeitos e secretários municipais saíram em defesa de Tatiane Misturini Fiorio

Líderes políticos da Serra elogiam coordenadora da Saúde após críticas do prefeito de Veranópolis Arquivo Pessoal / Divulgação/Divulgação
Tatiane foi alvo de críticas do prefeito de Veranópolis, Waldemar de Carli Foto: Arquivo Pessoal / Divulgação / Divulgação

A percepção do prefeito de Veranópolis, Waldemar de Carli (MDB), a respeito da atuação da titular da Coordenadoria Regional de Saúde (CRS), Tatiane Misturini Fiorio, no combate à pandemia é divergente de outros líderes políticos e gestores da área na Serra. Na quarta-feira (15), o prefeito disse que Tatiane é ineficaz e incompetente por entender que ela não atuou conjuntamente com os municípios na criação de um plano de combate ao coronavírus. Tatiane rebateu e disse que faz reuniões com representantes das prefeituras desde fevereiro. 

A declaração dela é confirmada pelo secretário municipal da Saúde de Caxias, Jorge Olavo Hanh Castro, que destacou a boa relação com a coordenadora ao longo dos últimos meses: 

— A avaliação é boa. A Tatiane sempre esteve em contato desde o início conosco. Não vejo dessa mesma maneira (que o prefeito De Carli) a participação dela. Para nós, ela sempre esteve disposta a ajudar, ouvir. Não me parece que seja uma posição omissa dela. 

Outro secretário municipal da Saúde que saiu em defesa de Tatiane é o de Vacaria, Marcio Tramontina. O entendimento dele é que há limitações ao trabalho que independem da atuação da coordenadora. Tramontina avalia ainda que ela tem sido atuante no combate à pandemia:

— Achei um pouco forte as acusações do prefeito, chamar ela de incompetente é um pouco pesado. Sabemos da situação que o Estado se encontra, a posição dela não é nada fácil.

A secretária da Saúde de Nova Araçá, Claudia Daniel, afirma que o trabalho em torno da pandemia é de dúvidas para todos os envolvidos, o que faz com que a construção para o combate à doença tenha de ser constante. Embora reconheça que os municípios tenham feito um grande esforço para abrir leitos de UTI, até maiores que o Estado, Claudia considera que decisões como essa estão acima da alçada de Tatiane:

— Ela vem trabalhando, na verdade, dentro das limitações dela, do próprio serviço. Hoje, infelizmente a gente não tem soluções imediatas. Ela vem se esforçando, colaborando com a demanda dos municípios. Toda vez que Nova Araçá teve solicitações, teve as demandas atendidas. Ela é dedicada, é empenhada. Faz parte do observatório regional que criamos para tratar da covid-19. Ela tem assumido o papel de coordenadora, mas tem auxiliado positivamente os municípios. 

Leia mais
"Essa coordenadora de Caxias é um desastre", diz prefeito de Veranópolis sobre representante do Estado na área da saúde na Serra

Prefeitos também descrevem boa relação com a coordenadoria

Além dos secretários municipais, prefeitos de municípios da Serra também contam ter uma boa relação e trabalho em parceria com a coordenadora.

— A relação é positiva. Nós temos contato frequente, inclusive a coordenadora faz parte do nosso gabinete de crise, e temos contato praticamente permanente. Tem sido uma ligação com o governo do Estado. Então, não temos queixa nenhuma do seu trabalho; pelo contrário, só elogiá-la — afirma o prefeito de Caxias do Sul, Flavio Cassina (PTB).

A posição do prefeito de Bento Gonçalves, Guilherme Pasin (PP), é semelhante: 

— Eu vejo ela muito presente na situação da pandemia, inclusive faz parte do nosso Observatório de Saúde. Sempre é muito prestativa. Agora, que eu acumulo a função de prefeito com secretário da Saúde, sempre, absolutamente sempre que eu precisei, ela foi muito solícita. Sempre em contato conosco, cobrando informações, cobrando inscrições no sistema, atualizações de dados. Realmente, acho ela muito, muito, muito participativa. Gosto do trabalho dela. Lógico, muitas vezes, ela precisa fazer uma ponte entre o Estado e os municípios e, talvez, as respostas não sejam, às vezes, aquelas que nós queremos, mas realmente ela é muito participativa, muito presente na nossa “vida pandêmica”, se assim posso dizer. 

O presidente da Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste (Amesne) e prefeito de Cotiporã, José Carlos Breda (PP), conta que nunca recebeu reclamações nem informais da atuação da coordenadora. Segundo ele, o trabalho em conjunto com a entidade se intensificou desde o início de junho e a presença de Tatiane é constante no trabalho de combate à pandemia:

— Desde que eu assumi o trabalho à frente da Amesne, eu tenho bons registros de trabalho, de colaboração, de parceria com a Coordenadoria da Saúde, especialmente no estudo da classificação de bandeira. Nos finais de semana, (está) sempre disponível. Nós temos tido um bom trabalho em conjunto, uma boa relação. 

Leia também
Cinco escolas estaduais de Caxias do Sul foram furtadas ou vandalizadas em 2020
Oito dias após enchente, moradores de Santa Tereza ainda limpam casas
Estado nega recurso sobre morte por coronavírus em Veranópolis

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros