"Achamos que foi uma rigidez desproporcional", diz o prefeito Flávio Cassina - Política - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Coronavírus15/04/2020 | 20h19Atualizada em 15/04/2020 | 20h50

"Achamos que foi uma rigidez desproporcional", diz o prefeito Flávio Cassina

Chefe do executivo caxiense pede que governador reveja decisão

"Achamos que foi uma rigidez desproporcional", diz o prefeito Flávio Cassina Fabiana de Lucena / Divulgação/Divulgação
Foto: Fabiana de Lucena / Divulgação / Divulgação

O prefeito de Caxias do Sul, Flávio Cassina (PTB) e o vice Elói Frizzo (PSB), anunciaram no início da noite desta quarta-feira (15), pelas redes sociais, que vão obedecer o decreto do governador Eduardo Leite (PSDB), mas que pretendem apresentar os dados técnicos da área da saúde da cidade e também informações sobre a situação econômica do comércio.

Leia mais
Decepção geral: lideranças reforçam cenário de crise extrema com manutenção do comércio fechado na Serra
Comércio seguirá fechado na Serra, mas lideranças reagem e querem convencer governador do contrário

 A intenção é sensibilizar o governador para flexibilizar as medidas de precaução ao combate ao coronavírus e a retomada do comércio da região. A medida conta com o apoio dos outros 13 prefeitos das cidades que integram a Região Metropolitana da Serra Gaúcha e dos representantes da Câmara da Indústria, Comércio e Serviços (CIC), Câmara Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e Sindicato do Comércio Varejista (Sindilojas). 

- Nesse momento achamos que há uma rigidez um pouco desproporcional no pronunciamento do governador. Temos municípios com baixa densidade populacional que não tem nenhum caso (da doença) e não podem entrar no mesmo pacote - disse o prefeito.

Cassina ressalta que o comércio não tem mais condições de suportar as portas fechadas até o dia 30 de abril, conforme decisão de Leite que será publicada em novo decreto.

- Gostaríamos que o governador revisasse essa posição. Já estão acontecendo demissões e quebradeiras. Não podemos mais controlar essa situação - comentou o chefe do Executivo caxiense.  

Frizzo enfatizou que o pedido que será encaminhado ao governador é de flexibilização de parte do comércio da cidade "com todos os cuidados e critérios", disse sem explicar quais são essas medidas.

 Leia também
Bento Gonçalves registra mais um caso de coronavírus
Caxias do Sul não registra novos casos de coronavírus em 24 horas
Pelas redes sociais, prefeito de Farroupilha anuncia concurso de máscaras na cidade 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros