Política, Pioneiro.com, clicRBSPioneiro.comhttp://pioneiro.clicrbs.com.br/rs/urn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-iatom© 2011-2018 clicrbs.com.br2018-05-19T08:00:04-03:00urn:publicid:clicrbs.com.br:24361225Segurança está mais reforçada na Câmara de Vereadores de Caxias do SulMesa Diretora decidiu instalar detector de metais na entrada principal do prédio público2018-05-19T07:30:02-03:002018-05-19T07:30:02-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSMarcelo CasagrandeSegurança está mais reforçada na Câmara de Vereadores de Caxias do SulPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24361225Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-seguranca-esta-mais-reforcada-na-camara-de-vereadores-de-caxias-do-sul-10347235Segurança está mais reforçada na Câmara de Vereadores de Caxias do SulMesa Diretora decidiu instalar detector de metais na entrada principal do prédio público2018-05-19T07:30:02-03:002018-05-19T07:30:02-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brA instalação de um aparelho detector de metais na portaria principal da Câmara Municipal de Caxias do Sul está causando críticas de alguns vereadores. A medida também irritou outros servidores e cargos de confiança (CCs), mas estes preferem não se identificar. Entretanto, a iniciativa foi bem recebida e mereceu elogios da maioria dos parlamentares e da União das Associações de Bairros (UAB).A colocação do equipamento em fase de teste ocorreu na segunda-feira passada e pegou vereadores e servidores de surpresa. Na quinta-feira à tarde, a Câmara confirmou a utilização do equipamento de forma definitiva. O aparelho detector custou R$ 4.812,80. A reportagem apurou que ele está regulado para identificar metais de armas de fogo e armas brancas, como facas. Desde o início da semana, as pessoas que precisam acessar o prédio são orientadas a depositar pertences como celulares, chaves, moedas e outros objetos metálicos em uma caixa plástica para somente depois passar pelo aparelho. A circulação é supervisionada por um segurança de uma empresa privada.O Legislativo anunciou ainda outras quatro medidas de segurança, como a colocação de porta de vidro no acesso à rampa do prédio e a instalação de travas automáticas nas portas das entradas da sala da presidência e do plenário. As medidas estão em fase de orçamento. Além disso, ocorrerá o cadastro e identificação dos visitantes. O controle de acesso será realizado pelas recepcionistas. Em fevereiro, a Mesa Diretora da Casa proibiu a entrada de faixas com suporte de madeira ou plástico que oferecem risco à integridade física no plenário. A circulação no espaço dos vereadores também está proibida – inclusive para assessores dos vereadores.Segundo a Câmara, o tema da segurança é uma preocupação desde 2014, quando a Mesa inseriu no seu relatório anual a necessidade da implantação do detector. O presidente do Legislativo, Alberto Meneguzzi (PSB), observa que a instalação considera a opinião das legislaturas passadas e que a Câmara cede espaços para associações e entidades nos finais de semana.– Hoje, são quase 200 servidores que atuam no Legislativo. Diariamente, contando os servidores, cerca de 400 pessoas circulam no parlamento. O interior da Casa abriga uma cafeteria e dois caixas eletrônicos.Em abril, o vereador Rafael Bueno (PDT) foi ameaçado por uma mulher durante sessão. Meneguzzi, porém, diz que as medidas não foram tomadas a partir de uma ameaça explícita.Contrários e a favorApesar da justificativa de aumentar a segurança, o vereador Adiló Didomenico (PTB) é contrário ao detector de metais e afirma que o aparelho deixa a impressão de afastamento dos parlamentares com os eleitores.– Não sinto necessidade. Por mim é dispensável.Para o presidente da UAB, Valdir Walter, a implantação chega tarde, e só a pessoa mal-intencionada ficará constrangida. Ele revela que até pessoas armadas já acessaram a Câmara.– Sempre será bem-vindo quando se trata de segurança. A gente sabe que, muitas vezes, pessoas já entraram armadas na Câmara. O detector vai inibir o mau elemento.A assessoria da Câmara disse que a Mesa Diretora não sabia da revelação de Valdir Walter.As medidas- Proibida a entrada de faixas com suporte de madeira ou plástico desde fevereiro.- Instalação de detector de metais (em funcionamento).- Colocação de porta de vidro no acesso à rampa do prédio (em fase de orçamento).- Instalação de travas automáticas nas portas das entradas da sala da presidência e do plenário (em fase de orçamento).- Controle de identificação (em fase de estudo). - Proibida a circulação no espaço dos vereadores.Leia mais:Postão 24h de Caxias ficará sem pediatra pelo segundo final de semana seguido Discussões sobre projeto Maesa estão paradas há mais de seis meses em CaxiasFoto:Porto Alegre, RSPioneiro.comSegurança está mais reforçada na Câmara de Vereadores de Caxias do SulPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-seguranca-esta-mais-reforcada-na-camara-de-vereadores-de-caxias-do-sul-10347235Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24345763Nova composição de Conselho de Saúde agrada opositores de terceirização de Postão de CaxiasEstimativa é de que 21 dos 36 conselheiros se posicionariam contra à proposta de gestão compartilhada de P.A. 24 Horas2018-05-18T20:26:40-03:002018-05-18T20:26:40-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSClaiton StumpfNova composição de Conselho de Saúde agrada opositores de terceirização de Postão de CaxiasPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24345763Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-nova-composicao-de-conselho-de-saude-agrada-opositores-de-terceirizacao-de-postao-de-caxias-10347254Nova composição de Conselho de Saúde agrada opositores de terceirização de Postão de CaxiasEstimativa é de que 21 dos 36 conselheiros se posicionariam contra à proposta de gestão compartilhada de P.A. 24 Horas2018-05-18T20:26:40-03:002018-05-18T20:26:40-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brTrinta e cinco dos 36 novos integrantes do Conselho Municipal da Saúde já foram definidos em Caxias do Sul. Resta apenas o Conselho Regional de Medicina (Cremers) confirmar a representação da entidade no colegiado. No entanto, a avaliação nos bastidores indica que a maioria dos conselheiros é formada por representantes da oposição ao governo municipal. Com isso, conforme o presidente da União das Associações de Bairros (UAB) de Caxias, Valdir Walter, o resultado das eleições do conselho, assim como as indicações das entidades, deve frustrar a tentativa do poder público em buscar a aprovação da gestão compartilhada do Pronto-Atendimento 24 Horas (Postão).— Pelos nossos cálculos, 21 dos 36 conselheiros se posicionarão contra à terceirização caso a prefeitura apresente novamente a proposta. Tivemos grande maioria nos bairros. Vamos estar sempre atentos aos movimentos do governo. Eu acho que os conselheiros não vão ser convencidos a aprovar a terceirização — complementa Walter.Procurados, alguns conselheiros preferiram não se manifestar sobre o resultado. A reportagem também tentou contato com a secretária da Saúde, Deysi Piovesan, mas não obteve retorno.A conselheira eleita pela região Desvio Rizzo, Sonia Teresinha da Silva Jesus, afirma que, embora tenha pertencido a movimentos comunitários e partidários, a postura que assumirá será "apolítica" e visará o interesse da população.— Quando fui convidada pelas UBSs Desvio Rizzo e Verona, imediatamente me desvinculei de qualquer movimento, pois meu compromisso será com os usuários da saúde pública e não me deixarei influenciar — ressalta.Questionada sobre a proposta de terceirização do Postão, ela diz que deve se posicionar contrária ao projeto.— Sei que isso não ia melhorar em nada — alega.A resposta do Cremers oficializando a representação deve ser encaminhada segunda-feira. A entidade deve confirmar a nomeação do Sindicato dos Médicos de Caxias para a função.A posse dos 36 conselheiros (e dos 36 suplentes) será na terça-feira.COMPOSIÇÃO DO CMS18 eleitos: Ilvia de Fátima Zucolotto da Silva (Forqueta), Sonia Teresinha da Silva Jesus (Desvio Rizzo), Tarcisio Sirena(Galópolis), Alexandre de Almeida Silva (Centro) Sandro Casagrande (Santa Lúcia) Maria Eliza Marques da Silva (Esplanada) Justina Inês Rech Ribeiro (Ana Rech), Alaor Correa Barbosa (Cruzeiro), Zita Girardi do Nascimento (Fátima), Vera Lucia Pra Rech (Região Rural), Antonio Carlos Santos (Sindicatos Urbanos), Cassiana Maria Pozzo Weber (Associação de Pessoas com Patologia), Maria Neli O. Ferranti (Entidade da Criança e do Adolescente), Adão Ivan Froes (Associação de Pessoas com Deficiência), Cleonice Felix de Araújo (Movimentos Sociais Organizados), Ilsa Loivamara da Silva Andrade (Comunidade Científica), Gilberto Uebel (Hospitais filantrópicos) e Patrícia Zapparoli Schuck (Hospitais conveniados).17 indicados*: Jocélia da Cruz de Almeida (Conselho Regional de Psicologia), Gilberto de Oliveira Freitas (Conselho Regional de Enfermagem), Claudiomiro Paim dos Reis (Conselho Regional de Serviço Social), Fabiane Raquel Motter (Conselho Regional de Farmácia), Rosemeri Suzin (Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional), Denise Teresinha Ribeiro (Conselho Regional de Nutrição), Sérgio Callegari (Sindicato dos Odontólogos), Simone Simão Jainne (Sindisaúde), Magda Regina Wormann (Gestão e Finanças), Antonio Carlos Fontoura (Ministério do Trabalho e Emprego), Marina Matiello (Smed), Tatiane Zarpelon Misturini Fiorio (5ª Coordenadoria Regional de Saúde), Patrícia Zapparoli Schuck (Prestadores conveniados), Ilsa Loivamara da Silva Andrade (Comunidade cientifica) , Gilberto Uebel (Entidades filantrópicas), Deysi Piovesan (Secretaria Municipal de Saúde), Leandro Pavan (Secretaria de Obras e Serviços Públicos).* Ainda falta a indicação do Cremers.Leia também:Pregão para definir nova instituição bancária para gerenciar contas de servidores de Caxias é desertaDia contra violência sexual de crianças e adolescentes em Caxias poderá ser no aniversário da menina NaiaraGuerra política se arrasta em IpêPorto Alegre, RSPioneiro.comNova composição de Conselho de Saúde agrada opositores de terceirização de Postão de CaxiasPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-nova-composicao-de-conselho-de-saude-agrada-opositores-de-terceirizacao-de-postao-de-caxias-10347254Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-pregao-para-definir-nova-instituicao-bancaria-para-gerenciar-contas-de-servidores-de-caxias-e-deserta-10347243Pregão para definir nova instituição bancária para gerenciar contas de servidores de Caxias é desertaMotivo seria nova norma anunciada por Banco Central que diminuiria lucro de banco vencedor do processo2018-05-18T20:12:27-03:002018-05-18T20:12:27-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brDeu deserto o pregão realizado na sexta-feira pela prefeitura de Caxias do Sul que pretendia contratar nova instituição bancária para gerenciar contas-salário dos servidores municipais. Com isso, o Executivo vai prorrogar por mais 90 dias o contrato com a Caixa Econômica Federal, banco que atualmente presta o serviço.O motivo para a falta de propostas das instituições, segundo a titular da Secretaria Municipal de Recursos Humanos, Vangelisa Lorandi, seria uma nova norma emitida pelo Banco Central na quinta-feira, que redefiniu as regras de portabilidade de contas-salário. — Quando a pessoa física tem de ir ao banco pedir autorização para fazer portabilidade, as transações financeiras ficavam no banco de origem dessa conta-salário. Agora, com a medida, o valor das transações também passarão junto com a portabilidade. Isso fará com que a rentabilidade dos bancos diminua — comenta a secretária.Ela explica que duas instituições chegaram a comparecer ao pregão, porém, somente com o objetivo de anunciar o motivo de não apresentarem propostas.A secretária revela que técnicos da pasta se reúnem para debater alternativas para relançar um pregão que seja de comum interesse entre poder público e a instituição a ser contratada.— A negociação tem de ser justa e condizente com realidade de mercado. Não podemos criar proposta inegociável — admite.O lance mínimo do pregão era de R$ 26.986.450,12. Além do gerenciamento e o processamento da folha de pagamento, o edital prevê também a instalação de um posto de atendimento na sede da prefeitura. O novo contrato terá validade de cinco anos. Atualmente, o valor da folha de pagamento dos servidores é de aproximadamente R$ 48 milhões mensais, repassados para cerca de 12 mil contas. Além dos funcionários públicos ativos da administração direta e indireta, os servidores inativos, celetistas e pensionistas — assim como alguns estagiários da administração — também são abrangidos pelo atendimento.Leia também:Dia contra violência sexual de crianças e adolescentes em Caxias poderá ser no aniversário da menina NaiaraGuerra política se arrasta em IpêA incompreensível ausência do prefeito Daniel Guerra em compromissosPorto Alegre, RSPioneiro.comPregão para definir nova instituição bancária para gerenciar contas de servidores de Caxias é desertaPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-pregao-para-definir-nova-instituicao-bancaria-para-gerenciar-contas-de-servidores-de-caxias-e-deserta-10347243Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24131618Dia contra violência sexual de crianças e adolescentes em Caxias poderá ser no aniversário da menina NaiaraComissão de Direitos Humanos irá propor criação de data 2018-05-18T19:41:44-03:002018-05-18T19:41:44-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSArquivo pessoalDia contra violência sexual de crianças e adolescentes em Caxias poderá ser no aniversário da menina NaiaraPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24131618Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-dia-contra-violencia-sexual-de-criancas-e-adolescentes-em-caxias-podera-ser-no-aniversario-da-menina-naiara-10347209Dia contra violência sexual de crianças e adolescentes em Caxias poderá ser no aniversário da menina NaiaraComissão de Direitos Humanos irá propor criação de data 2018-05-18T19:41:44-03:002018-05-18T19:41:44-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brA Comissão de Direitos Humanos, Cidadania e Segurança da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul irá propor a criação de um dia municipal contra o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes. A ideia surgiu durante audiência pública na manhã desta sexta-feira.Leia maisComissão do Senado aprova criação de prêmio em homenagem à menina Naiara, morta em Caxias do SulConforme a presidente da comissão, Denise Pessôa (PT), a sugestão é que a data seja em 23 de agosto, dia do aniversário de Naiara Soares Gomes, violentada e assassinada em março deste ano. Ela tinha sete anos de idade.Essa sexta, dia 18 de maio, é o dia nacional de conscientização sobre o tema. A data é uma homenagem a Araceli Cabrera Crespo, morta após ser abusada e violentada no Espírito Santo, em 1973. Leia tambémGuerra política se arrasta em IpêA incompreensível ausência do prefeito Daniel Guerra em compromissosRevisão do Plano Diretor de Caxias do Sul recebe 150 contribuições de vereadores e da comunidadePorto Alegre, RSPioneiro.comDia contra violência sexual de crianças e adolescentes em Caxias poderá ser no aniversário da menina NaiaraPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-dia-contra-violencia-sexual-de-criancas-e-adolescentes-em-caxias-podera-ser-no-aniversario-da-menina-naiara-10347209Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-guerra-politica-se-arrasta-em-ipe-10346776Guerra política se arrasta em IpêCPI da Câmara concluiu pelo indiciamento do prefeito e de três servidores por suposta fraude eleitoral2018-05-18T12:17:49-03:002018-05-18T12:17:49-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brCom pouco mais de 6 mil habitantes, Ipê, município vizinho de Antônio Prado, enfrenta há meses uma crise institucional gerada por constantes desavenças entre os poderes Executivo e Legislativo. Desde que se iniciou o segundo mandato no governo municipal, o prefeito Valério Ernesto Marcon (PP) e a Câmara de Vereadores, formada em sua maioria pela oposição – cinco dos nove parlamentares não pertencem à base do governo – travam recorrentes embates e desgastam o exercício político na cidade.Apenas neste ano, pelo menos duas polêmicas evidenciaram esse ambiente. No fato mais recente, vereadores formaram, em sigilo, uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar supostas irregularidades no pleito que reelegeu Marcon.Conforme o relatório, lido em plenário, o chefe do Executivo teria praticado ações indiretas que interferiram no resultado das eleições de 2016. A CPI concluiu pelo indiciamento do prefeito e outros três servidores em cargos comissionados que teriam participado da suposta fraude. As denúncias serão agora encaminhadas para os Ministério Público Estadual (MPE) e Federal (MPF), Polícia Civil e Tribunal de Contas (TCE).Dois desses funcionários cedidos pela prefeitura para o Cartório Eleitoral de Antônio Prado (que também atende Ipê) para auxiliar no cadastramento biométrico teriam impedido a regularização de diversos eleitores entre outubro de 2015 a maio de 2016. O relatório alega que, de seis servidores emprestados, quatro seriam cargos comissionados, em desconformidade com solicitação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RS), que pedia cargos efetivos para a função."O relatório é tendencioso", protesta o prefeito MarconPara o prefeito de Ipê, Valério Marcon, a situação representa mais um episódio do que chama de "vergonha para a cidade". Segundo ele, o procedimento deflagrado pela Câmara é regido por interesses políticos da oposição:– O relatório é tendencioso. É postura de quem não aceitou o resultado das urnas. É uma vergonha nossa cidade ser divulgada de forma negativa por esse jogo de cartas marcadas – lamenta o chefe do Executivo.Segundo ele, todos os servidores cedidos pela prefeitura na ocasião teriam sido avaliados pelo Cartório Eleitoral, e as demais denúncias apresentadas não possuem embasamento, no seu entender.– Não há provas técnicas ou materiais para nenhuma das acusações. Sem contar que o próprio presidente da CPI foi pessoalmente na casa das supostas testemunhas coletar depoimentos, o que é ilegal. Sabe-se lá o quanto ele induziu essas pessoas – comenta Marcon.Embora não tenha comparecido à convocação da CPI para prestar esclarecimentos presencialmente, Marcon alega que mandou todas as explicações para os vereadores e está otimista quanto à avaliação dos órgãos aos quais o relatório será submetido.– Não compareci à CPI porque me mandaram intimação. Se tivessem me convidado teria sido diferente. Ainda assim, tentei esclarecer tudo. Sei que a justiça será feita porque não é a primeira vez que estão tentando me derrubar – alega Marcon.AS DENÚNCIASEmpréstimo de servidores comissionados pelo prefeito para participar do recadastramento biométrico realizado no município junto com a 6ª Zona Eleitoral, contrariando cláusula de convênio que determinava a cedência exclusiva de servidores do quadro efetivo.Constrangimento e empecilhos concretos, por parte desses servidores comissionados, em relação à participação de eleitores no recadastramento.Surgimento de centenas de novos eleitores no município de Ipê, por meio de transferências que teriam caráter fraudulento.E AGORA?O Regimento Interno da Câmara de Ipê não prevê votação para uma CPI.Resultado da CPI será encaminhado aos Ministério Público Estadual e Federal, Polícia Civil e Tribunal de Contas.Esses órgãos investigarão possível procedência de processo e penalidades aplicáveis.Leia tambémSaiba quem são os 11 jurados que vão eleger a próxima rainha da Festa da UvaOperação envolvendo frigoríficos e cooperativas de laticínios é deflagrada em duas cidades da Serra17 empresas da Serra serão agraciadas com o Prêmio Exportação RSPorto Alegre, RSPioneiro.comGuerra política se arrasta em IpêPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-guerra-politica-se-arrasta-em-ipe-10346776Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24359165A incompreensível ausência do prefeito Daniel Guerra em compromissos Três atividades significativas, ocorridas em sequência, não tiveram a presença do chefe do Poder Executivo de Caxias do Sul2018-05-18T08:00:31-03:002018-05-18T08:00:31-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSFelipe NylandA incompreensível ausência do prefeito Daniel Guerra em compromissos Pioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24359165Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-a-incompreensivel-ausencia-do-prefeito-daniel-guerra-em-compromissos-10346288A incompreensível ausência do prefeito Daniel Guerra em compromissos Três atividades significativas, ocorridas em sequência, não tiveram a presença do chefe do Poder Executivo de Caxias do Sul2018-05-18T08:00:31-03:002018-05-18T08:00:31-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brO prefeito Daniel Guerra (PRB) não acompanhou a comitiva da Festa da Uva para a entrega do convite para a escolha das soberanas, na semana passada. Ontem pela manhã, ele não participou da reunião que estava agendada pela Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC) e 17 sindicatos patronais, que juntos representam cerca de 25 mil empresas. Enviou o chefe de Gabinete, Júlio César Freitas da Rosa. À tarde, não compareceu à audiência de conciliação com a Visate, perante a Justiça, tendo a polêmica discussão sobre a tarifa do transporte coletivo urbano em pauta. Enviou o chefe de Gabinete novamente.Leia maisAusência de prefeito, frustra presidente da CIC CaxiasPrefeito Daniel Guerra não vai à audiência de conciliação com a VisateDaniel Guerra não acompanha comitiva caxiense em convite a governador para eleição das soberanasO prefeito poderia ter tentado melhorar as relações com Sartori, reabrindo portas junto ao seu ex-chefe (Guerra foi secretário de Turismo na primeira administração de Sartori em Caxias), distensionando as relações. Afinal, trata-se do governo do Estado, que tem à frente um nome de Caxias. Era um momento para demonstrar todo o seu envolvimento em busca do sucesso da Festa da Uva, já que a deste ano foi cancelada.Deveria ter ido ouvir as reivindicações dos empresários, demonstrando aproximação. Da mesma forma, não comparecer à audiência marcada pela juíza Maria Aline Vieira Fonseca provocou frustração. Na audiência de conciliação e na CIC, chefe de Gabinete, Júlio Freitas, ocupou lugar de Daniel GuerraFoto: Marcelo Casagrande / Agencia RBSNão é compreensível o motivo que leva o prefeito a se ausentar em situações como essas. Por mais que ele procure evitar ser colocado contra a parede – e deve ser esse o aconselhamento do grupo mais próximo –, Guerra não pode fugir do compromisso de encarar as cobranças, mesmo que ele não tenha respostas. O argumento para não ter ido à CIC foi de que "uma outra situação inesperada surgiu no gabinete e ele teve que gerenciar pessoalmente". Muito vago.É importante ressaltar que Caxias não elegeu Júlio Freitas para prefeito – não se trata de desconsiderar o braço direito do chefe do Executivo —, mas é chegada a hora de Guerra sair do seu gabinete e encarar as situações tensas, sem delegar a outros. Ou, a cada dia, mais ele fará jus ao "encastelamento" que lhe é atribuído. Leia tambémVisate e prefeitura entram em acordo e passagem de ônibus passará a R$ 3,95 em CaxiasCâmara de Vereadores de Caxias do Sul instala em definitivo detector de metais no acesso ao prédioPorto Alegre, RSPioneiro.comA incompreensível ausência do prefeito Daniel Guerra em compromissos Pioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-a-incompreensivel-ausencia-do-prefeito-daniel-guerra-em-compromissos-10346288Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-revisao-do-plano-diretor-de-caxias-do-sul-recebe-150-contribuicoes-de-vereadores-e-da-comunidade-10346098Revisão do Plano Diretor de Caxias do Sul recebe 150 contribuições de vereadores e da comunidadeEmendas parlamentares e sugestões de entidades e associações serão analisadas pelo Legislativo em conjunto com a prefeitura2018-05-17T19:43:21-03:002018-05-17T19:43:21-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brA Comissão de Desenvolvimento Urbano, Transporte e Habitação da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul recebeu 150 sugestões da comunidade e emendas parlamentares para a revisão do Plano Diretor. O prazo para o encaminhamento de contribuições terminou na terça-feira, dia 15.Leia mais:Mais de 100 sugestões de mudança no plano diretor já foram apresentadas na Câmara de CaxiasApenas sete vereadores vão a reunião convocada pelo prefeito de Caxias do Sul"Isso está uma gritaria geral", diz Frizzo sobre revisão do Plano Diretor de CaxiasNa tarde de hoje, aconteceu a primeira reunião da Comissão após o encerramento do prazo e o recebimento de todos os documentos para compor o Plano Municipal de Desenvolvimento Integrado (PDDI), nova nomenclatura utilizada pelo Executivo. No encontro, foi definida a metodologia de trabalho para avaliação das emendas e sugestões.Após, inicia-se o trabalho conjunto com o Executivo a fim de alinhar todas as propostas. Acertado o texto, a comissão elabora seu parecer e o processo vai à Comissão de Constituição, Justiça e Legislação (CCJL), para análise jurídica e posterior votação em plenário. O PDDI foi encaminhado à Câmara em dezembro de 2017 e deve ser votado ainda neste ano.Nos meses de março e abril, o Legislativo abriu a discussão sobre a revisão do Plano com diferentes setores da sociedade caxiense. Foram realizadas seis reuniões descentralizadas, contemplando a União das Associações de Bairros (UAB), comunidades do interior, a Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC) e a Associação de Engenheiros, Arquitetos, Agrônomos, Químicos e Geólogos de Caxias do Sul (Seaaq). No início de maio, mais de 200 pessoas participaram da audiência pública sobre o tema no plenário da Câmara.Leia também:Câmara de Vereadores de Caxias do Sul instala em definitivo detector de metais no acesso ao prédio"Política de preços da gasolina é cruel", diz presidente do SindipetroVisate e prefeitura entram em acordo e passagem de ônibus passará a R$ 3,95 em CaxiasPorto Alegre, RSPioneiro.comRevisão do Plano Diretor de Caxias do Sul recebe 150 contribuições de vereadores e da comunidadePioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-revisao-do-plano-diretor-de-caxias-do-sul-recebe-150-contribuicoes-de-vereadores-e-da-comunidade-10346098Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24358568Câmara de Vereadores de Caxias do Sul instala em definitivo detector de metais no acesso ao prédioMedida faz parte de um conjunto de ações para garantir maior proteção aos cidadãos. Equipamento custou R$ 4.812,802018-05-17T18:59:17-03:002018-05-17T18:59:17-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSFelipe Padilha, DivulgaçãoCâmara de Vereadores de Caxias do Sul instala em definitivo detector de metais no acesso ao prédioPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24358568Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-camara-de-vereadores-de-caxias-do-sul-instala-em-definitivo-detector-de-metais-no-acesso-ao-predio-10346033Câmara de Vereadores de Caxias do Sul instala em definitivo detector de metais no acesso ao prédioMedida faz parte de um conjunto de ações para garantir maior proteção aos cidadãos. Equipamento custou R$ 4.812,802018-05-17T18:59:17-03:002018-05-17T18:59:17-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPassou a operar em definitivo hoje, o detector de metais no acesso principal do prédio da Câmara Municipal de Caxias do Sul. Instalado na segunda-feira, dia 14, o aparelho funcionou em fase de teste por três dias. O aparelho faz parte de um conjunto de ações que visa garantir maior proteção a todos que frequentam o prédio Legislativo. O custo do equipamento foi de R$ 4.812,80.Além do detector de metais, a Mesa Diretora restringiu o ingresso no plenário de materiais que oferecem risco à integridade física dos vereadores, servidores e comunidade. Também está em fase de orçamentos a implantação de porta de vidro no acesso à rampa do prédio e instalação de travas automáticas nas portas das entradas da sala da presidência e do plenário. O controle do acesso será feito pela recepção. Os visitantes deverão realizar cadastro e receberão uma identificação.O tema da segurança é uma preocupação da Câmara Municipal desde 2014, quando a Mesa Diretora inseriu no seu relatório anual a necessidade da implantação do detector de metais. De acordo com o presidente do Legislativo em 2018, Alberto Meneguzzi (PSB), a execução dessas ações contempla o pensamento de diversas legislaturas. — Estamos pensando meios que possam garantir a presença de todos na Casa, com o máximo de segurança — explica.Para a implantação do detector de metais, foram realizados diversos orçamentos. O custo empregado na compra do equipamento e demais materiais de segurança pode ser acompanhado, em tempo real, no Portal da Transparência do Legislativo caxiense.Leia mais:Prefeito de Caxias do Sul acata decisão judicial que mantém mandato do viceAo contrário das últimas edições, próxima rainha da Festa da Uva não ganhará carroPorto Alegre, RSPioneiro.comCâmara de Vereadores de Caxias do Sul instala em definitivo detector de metais no acesso ao prédioPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-camara-de-vereadores-de-caxias-do-sul-instala-em-definitivo-detector-de-metais-no-acesso-ao-predio-10346033Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:19939879Pregão para contratação de instituição bancária para gerir contas de servidores de Caxias ocorre nesta sextaO lance mínimo inicial será de R$ 26.986.450,122018-05-17T15:38:49-03:002018-05-17T15:38:49-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSPorthus JuniorPregão para contratação de instituição bancária para gerir contas de servidores de Caxias ocorre nesta sextaPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:19939879Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-pregao-para-contratacao-de-instituicao-bancaria-para-gerir-contas-de-servidores-de-caxias-ocorre-nesta-sexta-10345816Pregão para contratação de instituição bancária para gerir contas de servidores de Caxias ocorre nesta sextaO lance mínimo inicial será de R$ 26.986.450,122018-05-17T15:38:49-03:002018-05-17T15:38:49-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPor força de lei, a cada cinco anos o Executivo precisa lançar edital para contratação de instituição financeira que atue na gerência de contas-salário do funcionalismo público. Em Caxias do Sul, o pregão para definir o banco que ficará responsável pelo atendimento dos servidores ocorre nesta sexta. O lance mínimo inicial será de R$ 26.986.450,12. Nos últimos cinco anos, a Caixa Econômica Federal executou o serviço.— O interessante é que o poder público não paga nada e somente recebe esse valor. É um pagamento único que entra no recurso livre dos cofres públicos e pode ser investido pelo município — informa a secretária de Recursos Humanos e Logística, Vangelisa Lorandi.A vantagem financeira da instituição bancária seria, de acordo com a secretária, por meio da própria movimentação em cada conta. Além dos funcionários públicos ativos da administração direta e indireta, os servidores inativos, celetistas e pensionistas _ assim como alguns estagiários da administração _ também são abrangidos pelo atendimento.O pregão ocorre hoje, às 9h, na Central de Licitações (Cenlic), que fica no Centro Administrativo (Rua Alfredo Chaves, 1.333, 2º andar). Além do gerenciamento e o processamento da folha de pagamento, o edital prevê também a instalação de um posto de atendimento na sede da prefeitura. O novo contrato terá validade de cinco anos. A previsão de início de atuação da nova instituição é 13 de junho de 2018.Atualmente, o valor da folha de pagamento dos servidores é de aproximadamente R$ 48 milhões mensais, repassados para cerca de 12 mil contas. Leia também:Daniel Guerra não acompanha comitiva caxiense em convite a governador para eleição das soberanasNúmero de caxienses aptos a votar é maior do que o último pleito, mas menor em relação a 2014Presidente da Câmara de Vereadores de Bento diz que denúncia prejudica andamento do Plano DiretorPorto Alegre, RSPioneiro.comPregão para contratação de instituição bancária para gerir contas de servidores de Caxias ocorre nesta sextaPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-pregao-para-contratacao-de-instituicao-bancaria-para-gerir-contas-de-servidores-de-caxias-ocorre-nesta-sexta-10345816Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24356818Prefeito Daniel Guerra não vai à audiência de conciliação com a VisateChefe de Gabinete, Júlio Freitas, vai representar o governo 2018-05-17T08:10:01-03:002018-05-17T08:10:01-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSFelipe NylandPrefeito Daniel Guerra não vai à audiência de conciliação com a VisatePioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24356818Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-prefeito-daniel-guerra-nao-vai-a-audiencia-de-conciliacao-com-a-visate-10345202Prefeito Daniel Guerra não vai à audiência de conciliação com a VisateChefe de Gabinete, Júlio Freitas, vai representar o governo 2018-05-17T08:10:01-03:002018-05-17T08:10:01-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brO prefeito Daniel Guerra (PRB) não irá à audiência de conciliação hoje, às 14h30min, entre a prefeitura e a concessionária do transporte coletivo urbano, Visate, com a juíza Maria Aline Vieira Fonseca, da 2ª Vara Cível Especializada em Fazenda Pública, no sentido de viabilizar a passagem no valor de R$ 4,02. A juíza fixou provisoriamente a tarifa em R$ 4,30 a partir de 1º de junho.Leia maisVisate diz que vai buscar negociação para que aumento da tarifa de ônibus em Caxias seja menorCâmara de Vereadores de Caxias tira posição diante de conflito na tarifa de ônibusQuem participará da audiência pelo governo é o chefe de Gabinete, Júlio César Freitas da Rosa, o procurador-geral do Município, Felipe Barreto Dal Piaz, e a procuradora Ana Cláudia Doleys Schittler.Diante da importância do tema em questão, teria forte peso político a participação de Guerra na audiência, mesmo que não chegassem a uma conciliação. Difícil imaginar que ocorra um entendimento.Momento de definiçãoNa Câmara, o vereador Elói Frizzo (PSB) disse que, na tarde desta quinta-feira, "vamos viver um momento de definição na cidade". Ele é autor de uma moção, com a adesão de outros 12 vereadores, que será votada nesta quinta, propondo medidas administrativas e legais por parte do município a serem acordadas com a concessionária.— Acho que é um momento que vai impactar. A partir da posição que, eventualmente, o senhor prefeito tomar, impactará a cidade no futuro. O vereador defendeu que as medidas propostas na moção propiciam sair de um impasse, "que se estabeleceu a partir da campanha eleitoral, sem nenhum fundamento". É sugerido isenção de tributos municipais, flexibilização na obrigatoriedade do uso de operadores em determinados horários e linhas, flexibilização da renovação da frota, estudo visando financiar parte do custeio de gratuidades e definição de critérios socioeconômicos de gratuidades aos usuários dos 60 aos 65 anos. Ele lembrou que há mais de um ano os vereadores têm insistido que há formas de resolver e baixar o preço da tarifa.— O prefeito que escute, não faça ouvidos moucos. O prefeito que vá lá, converse com a juíza, converse com a empresa — ressaltou Frizzo, acrescentando que Guerra tem que assumir sua responsabilidade.Porém, a informação vinda da assessoria de imprensa é de que Guerra não estará presente. Não é uma surpresa. O prefeito não vai a situações que exijam enfrentamento. Leia tambémDaniel Guerra não acompanha comitiva caxiense em convite a governador para eleição das soberanasTribunal de Justiça do Estado mantém mandato do vice-prefeito de CaxiasPorto Alegre, RSPioneiro.comPrefeito Daniel Guerra não vai à audiência de conciliação com a VisatePioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-prefeito-daniel-guerra-nao-vai-a-audiencia-de-conciliacao-com-a-visate-10345202Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24356713Prefeito de Caxias do Sul acata decisão judicial que mantém mandato do viceDiante de decisão do Tribunal de Justiça favorável a Ricardo Fabris de Abreu, governo Guerra diz que é pauta concluída2018-05-17T07:00:05-03:002018-05-17T07:00:05-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSDiogo SallaberryPrefeito de Caxias do Sul acata decisão judicial que mantém mandato do vicePioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24356713Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-prefeito-de-caxias-do-sul-acata-decisao-judicial-que-mantem-mandato-do-vice-10345159Prefeito de Caxias do Sul acata decisão judicial que mantém mandato do viceDiante de decisão do Tribunal de Justiça favorável a Ricardo Fabris de Abreu, governo Guerra diz que é pauta concluída2018-05-17T07:00:05-03:002018-05-17T07:00:05-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brA prefeitura de Caxias do Sul acatará a decisão da 22ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado que, por unanimidade, negou provimento ao recurso pela extinção do mandato do vice-prefeito Ricardo Fabris de Abreu (Avante). Leia maisTribunal de Justiça do Estado mantém mandato do vice-prefeito de Caxias Município entra com recurso contra decisão que mantém mandato do vice-prefeito de CaxiasJustiça mantém mandato do vice-prefeito de Caxias O Município havia ingressado com a apelação em janeiro no TJ, diante da decisão da juíza Maria Aline Vieira Fonseca, da 2ª Vara Cível Especializada em Fazenda Pública da Comarca de Caxias do Sul, de outubro do ano passado, que julgou improcedente a ação que pretendia declarar extinto o mandato do vice.Ainda caberia recurso, mas a informação vinda do governo Daniel Guerra (PRB) foi: "Aceitaremos a decisão judicial e entendemos ser pauta concluída".Portanto, com o Município acatando a decisão judicial, encerra-se este capítulo polêmico entre Guerra e Fabris. Um desgaste para Caxias que poderia ter sido evitado. Vale lembrar que o tópico que tratava do descumprimento pelo prefeito de lei e de ordem judicial quanto ao mandato do vice-prefeito foi o que teve mais votos (seis) pela procedência na votação do processo de impeachment, em abril.Leia também Festa da Uva disponibiliza ingressos para arquibancada para escolha da rainhaPSB de Caxias considera "delírio" candidatura própria ao governo do EstadoPorto Alegre, RSPioneiro.comPrefeito de Caxias do Sul acata decisão judicial que mantém mandato do vicePioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-prefeito-de-caxias-do-sul-acata-decisao-judicial-que-mantem-mandato-do-vice-10345159Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24354368Tribunal de Justiça do Estado mantém mandato do vice-prefeito de CaxiasPor unanimidade, desembargadores da 22ª Câmara Cível negaram apelação do Município2018-05-16T17:51:05-03:002018-05-16T17:51:05-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSPorthus JuniorTribunal de Justiça do Estado mantém mandato do vice-prefeito de CaxiasPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24354368Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-tribunal-de-justica-do-estado-mantem-mandato-do-vice-prefeito-de-caxias-10343072Tribunal de Justiça do Estado mantém mandato do vice-prefeito de CaxiasPor unanimidade, desembargadores da 22ª Câmara Cível negaram apelação do Município2018-05-16T17:51:05-03:002018-05-16T17:51:05-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brO vice-prefeito Ricardo Fabris de Abreu (Avante) conseguiu nova vitória contra a prefeitura de Caxias do Sul — leia-se o prefeito Daniel Guerra (PRB) —, no processo de extinção de seu mandato. Por unanimidade, os desembargadores da 22ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado negaram provimento ao recurso do Município. Leia maisMunicípio entra com recurso contra decisão que mantém mandato do vice-prefeito de CaxiasJustiça mantém mandato do vice-prefeito de CaxiasO Município havia ingressado com a apelação em janeiro, diante da decisão da juíza Maria Aline Vieira Fonseca, da 2ª Vara Cível Especializada em Fazenda Pública da Comarca de Caxias do Sul, de outubro do ano passado, que julgou improcedente a ação que pretendia declarar extinto o mandato do vice. A intenção era que fosse considerada válida a renúncia comunicada à Câmara de Vereadores em 6 de março de 2017, tornando sem efeito o ofício de Fabris, de 21 de março de 2017, em que ele reconsiderou a decisão.O relator da ação na 22ª Câmara, desembargador Luiz Felipe Silveira Difini, entendeu que a renúncia nunca chegou a se perfectibilizar e também que não há ilegalidade na ausência de conhecimento da renúncia pela Câmara de Vereadores, "devendo o vice-prefeito permanecer no cargo com todos os direitos e deveres por lei atribuídos".O julgamento no TJ ocorreu no dia 10 deste mês e foi publicado nesta terça-feira. Ainda cabe recurso. Os advogados de Fabris, Fernando Baldisserotto e Aline Amaral, porém, estão convictos de que não vá ocorrer, pois consideram que "já extrapola os limites do bom senso".Leia tambémPSB de Caxias considera "delírio" candidatura própria ao governo do EstadoCâmara de Vereadores de Caxias tira posição diante de conflito na tarifa de ônibusPorto Alegre, RSPioneiro.comTribunal de Justiça do Estado mantém mandato do vice-prefeito de CaxiasPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-tribunal-de-justica-do-estado-mantem-mandato-do-vice-prefeito-de-caxias-10343072Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24350383PSB de Caxias considera "delírio" candidatura própria ao governo do EstadoReação do vereador Elói Frizzo deve-se ao lançamento da pré-candidatura de Hermes Zaneti nesta quinta-feira2018-05-16T15:20:02-03:002018-05-16T15:20:02-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSFranciele Masochi LorenzettPSB de Caxias considera "delírio" candidatura própria ao governo do EstadoPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24350383Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-psb-de-caxias-considera-delirio-candidatura-propria-ao-governo-do-estado-10342953PSB de Caxias considera "delírio" candidatura própria ao governo do EstadoReação do vereador Elói Frizzo deve-se ao lançamento da pré-candidatura de Hermes Zaneti nesta quinta-feira2018-05-16T15:20:02-03:002018-05-16T15:20:02-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brO vereador Elói Frizzo (PSB) reagiu às declarações do secretário-geral do partido no Estado, Vicente Paulo Selistre, sobre os encaminhamentos partidários. Falando em nome do partido em Caxias e representante do PSB na Executiva estadual, bem como secretário do Movimento Popular Socialista do RS, Frizzo disse que a posição pela composição pela reeleição do governador José Ivo Sartori (MDB) e pela candidatura do ex-deputado federal Beto Albuquerque ao Senado é majoritária no Estado. E em Caxias é unânime. Leia maisCâmara de Vereadores de Caxias tira posição diante de conflito na tarifa de ônibus No Twitter, prefeito de Caxias alfineta Justiça sobre valor da tarifa do transporte coletivo urbano — Com meio minuto de TV, sem dinheiro e uma pessoa que está fora da política, é um delírio numa noite de verão. Não representa o pensamento do PSB no Estado — definiu Frizzo sobre a pré-candidatura do ex-deputado federal Hermes Zaneti ao Piratini, que será lançada nesta quinta-feira, em Porto Alegre, por defensores da candidatura própria.O vereador foi além:— Afirmo que na reunião do dia 26 (do diretório estadual) vai ser ratificado por ampla maioria a coligação com o MDB e Beto Albuquerque como candidato único ao Senado.Selistre, por sua vez, disse ao Mirante que em relação à disputa ao governo não há fechamento de questão. Afirmou que a indicação do ex-prefeito de Porto Alegre José Fortunati e de Beto Albuquerque para as duas vagas ao Senado é "exigência" para coligações ao Piratini e também na possibilidade de candidatura própria do PSB.Leia tambémVisate diz que vai buscar negociação para que aumento da tarifa de ônibus em Caxias seja menorCâmara de Vereadores de Caxias tira posição diante de conflito na tarifa de ônibusVereador de Caxias se envolve em polêmica de uso de ônibus de transporte público para levar eleitores para votaçãoPorto Alegre, RSPioneiro.comPSB de Caxias considera "delírio" candidatura própria ao governo do EstadoPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-psb-de-caxias-considera-delirio-candidatura-propria-ao-governo-do-estado-10342953Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24350378Câmara de Vereadores de Caxias tira posição diante de conflito na tarifa de ônibusUma moção será votada na quinta-feira, com sugestões de medidas administrativas e legais ao prefeito2018-05-16T07:00:07-03:002018-05-16T07:00:07-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSFranciele Masochi LorenzettCâmara de Vereadores de Caxias tira posição diante de conflito na tarifa de ônibusPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24350378Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-camara-de-vereadores-de-caxias-tira-posicao-diante-de-conflito-na-tarifa-de-onibus-10340308Câmara de Vereadores de Caxias tira posição diante de conflito na tarifa de ônibusUma moção será votada na quinta-feira, com sugestões de medidas administrativas e legais ao prefeito2018-05-16T07:00:07-03:002018-05-16T07:00:07-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brA posição da Câmara de Vereadores sobre o processo entre a prefeitura de Caxias do Sul e a empresa Visate, concessionária do transporte coletivo urbano, e a decisão da Justiça de reajustar a passagem em R$ 4,30, será oficializada por meio de uma moção ao Poder Executivo, que será votada amanhã. É uma resposta à sociedade que tem cobrado uma ação dos vereadores. Leia mais No Twitter, prefeito de Caxias alfineta Justiça sobre valor da tarifa do transporte coletivo urbano "Avisei meio mundo", diz vice-prefeito de Caxias sobre reajuste da passagem do transporte coletivo via judicialPrefeitura de Caxias vai recorrer de decisão judicial que aumenta a tarifa de ônibus para R$ 4,30Na moção, é proposta a renovação da isenção de tributos municipais e a taxa de gerenciamento, que representam 3% do custo apurado; flexibilização na obrigatoriedade do uso de operadores em determinados horários e linhas; flexibilização da renovação da frota; estudo visando financiar parte do custeio de gratuidades, ou seja, que essas não sejam bancadas por quem paga passagem, e definição de critérios socioeconômicos para gratuidades aos usuários na faixa etária de 60 a 65 anos.A moção, apresentada ontem em regime de urgência pelo vereador Elói Frizzo (PSB), contando com outras 12 assinaturas, ressalta que a execução desse valor penalizará ainda mais os usuários de transporte coletivo, que já pagam uma tarifa elevada com ampla repercussão no seu custo de vida. Diante da argumentação de que há existência de possibilidade concreta de adoção de medidas administrativas e legais por parte do município, “buscando minimizar os impactos, por conta especialmente da permanente redução do número de passageiros em oposição ao número total de viagens e ao aumento da malha de atendimento”, os vereadores sugerem medidas à prefeitura para serem acordadas com a concessionária que podem manter ou até reduzir o atual valor praticado (R$ 3,85).Por já contar com 13 assinaturas, o que significa que será aprovada, e por estar marcada para esta quinta-feira, às 14h30min, a audiência de conciliação entre Município e empresa, será enviada cópia ainda hoje à juíza da 2ª Vara Cível Especializada em Fazenda Pública, Maria Aline Vieira Fonseca, à Visate, além do líder do governo no Legislativo, Chico Guerra (PRB). Após, com a aprovação, segue ao prefeito Daniel Guerra (PRB).O que é sugerido:: Renovação da isenção de tributos municipais e a taxa de gerenciamento, hoje em vigor e não constantes no estudo atual, que representam 3% do custo apurado. :: Flexibilização na obrigatoriedade do uso de operadores em horários e linhas que tenham alto grau de pagamento via Cartão e IPK (índice de passageiros por quilômetro) muito baixo, sem necessidade de demissões em larga escala. Atualmente, este insumo corresponde a R$ 0,5933 do valor da tarifa. z Flexibilização da renovação da frota nos índices exigíveis pela Lei de Diretrizes do Transporte Coletivo Urbano.:: Estudo a médio prazo visando financiar parte do custeio de gratuidades por fontes externas ao universo de usuários pagantes, e estudos de curto prazo visando estabelecer critérios socioeconômicos para concessão de gratuidades aos usuários enquadrados na faixa etária de 60 a 65 anos.Leia tambémNúmero de caxienses aptos a votar é maior do que o último pleito, mas menor em relação a 2014Vereador de Caxias se envolve em polêmica de uso de ônibus de transporte público para levar eleitores para votaçãoPorto Alegre, RSPioneiro.comCâmara de Vereadores de Caxias tira posição diante de conflito na tarifa de ônibusPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-camara-de-vereadores-de-caxias-tira-posicao-diante-de-conflito-na-tarifa-de-onibus-10340308Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24350135Número de caxienses aptos a votar é maior do que o último pleito, mas menor em relação a 2014Ao todo, 322 mil pessoas estão habilitadas a votar nas eleições de outubro2018-05-15T19:13:56-03:002018-05-15T19:13:56-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSJuan BarbosaNúmero de caxienses aptos a votar é maior do que o último pleito, mas menor em relação a 2014Pioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24350135Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-numero-de-caxienses-aptos-a-votar-e-maior-do-que-o-ultimo-pleito-mas-menor-em-relacao-a-2014-10340164Número de caxienses aptos a votar é maior do que o último pleito, mas menor em relação a 2014Ao todo, 322 mil pessoas estão habilitadas a votar nas eleições de outubro2018-05-15T19:13:56-03:002018-05-15T19:13:56-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brCom o fim do prazo para regularização eleitoral, Caxias do Sul contabiliza 322.989 pessoas aptas a votar nas eleições de outubro. O número supera em cerca de 10% o total de títulos habilitados nas eleições municipais de 2016, que foi de 293.417. Porém, perde na comparação com o pleito de 2014, quando havia 332.042 possíveis votantes, ou seja, 9.053 pessoas a mais do que atualmente.O motivo da oscilação permanece sendo a falta de recadastramento biométrico: em torno de 31,8 mil pessoas ainda não atualizaram a situação eleitoral. Além disso, outros cerca de 17 mil também estão com os títulos cancelados devido a outras pendências junto à Justiça Eleitoral.— O que lamentamos foi novamente o descaso com relação ao recadastramento. Desde novembro de 2016, estávamos (Cartório Eleitoral) abertos para atender confortavelmente a 400 eleitores por dia, mas nunca alcançamos sequer média de 100 atendimentos para o recadastramento — comenta o chefe de cartório, Edson Borowski.Ele acrescenta que foram registradas ainda cerca de 150 ausências de pessoas que receberam senhas para atualizar a situação eleitoral nos dias que se seguiram ao fim do prazo para regularização:— Fomos compreensivos com eleitores que não conseguiram atendimentos em razão das filas dos últimos dias, embora eles tenham tido quase dois anos para se regularizar, mas novamente essas pessoas demonstraram desinteresse e não compareceram ao cartório.Apesar da pendência considerável, Caxias do Sul é a segunda cidade do Estado com maior número de eleitores aptos, ficando atrás apenas da capital Porto Alegre, que contabiliza1.096.814 pessoas habilitadas ao voto. As duas cidades juntas representam cerca de 17% de todo o eleitorado do Rio Grande do Sul — veja tabela com os eleitores de outros municípios da região.Dos 322.989 títulos em Caxias, 152.621 são de eleitores do sexo masculino, 170.368 do sexo feminino, 2.082 de analfabetos e 3.402 de menores de 18 anos. Até o pleito, o total de eleitores pode diminuir em razão de óbitos e suspensão do direito por condenações criminais.As eleições deste ano ocorrem no dia 7 de outubro (1º turno) e 28 de outubro (2º turno) e vão eleger presidente da República, governadores, senadores e deputados federais e estaduais.TIRE DÚVIDAS:: Não há mais prazo para regularizar a situação eleitoral e votar no pleito deste ano.:: Desde segunda-feira, dia 14, até 10 dias antes das eleições, os cartórios eleitorais atendem apenas aos eleitores que quiserem emitir a 2ª via do título, embora o documento físico não seja necessário, já que é obrigatório que o eleitor apresente um documento de identidade para votar e há uma versão digital do título disponibilizada pelo aplicativo E-título.:: Também neste período, eleitores podem quitar multas por ausência em eleições anteriores junto aos cartórios eleitorais.Eleitorado apto na Serra: CAXIAS DO SUL:	322.989	BENTO GONÇALVES: 89.422	FARROUPILHA:	55.629VACARIA: 46.900GARIBALDI: 23.672FLORES DA CUNHA: 22.862CARLOS BARBOSA: 20.695NOVA PRATA: 17.270VERANÓPOLIS: 17.041SÃO MARCOS: 15.099	ANTÔNIO PRADO: 9.989BOM JESUS: 8.342No EstadoTotal: 8.347.359		Leia também:Presidente da Câmara de Vereadores de Bento diz que denúncia prejudica andamento do Plano DiretorIntegrantes do Conselho Municipal da Saúde de Caxias do Sul são eleitosMovimento pela candidatura própria do PSB lança Hermes Zaneti ao Piratini na quinta-feiraPorto Alegre, RSPioneiro.comNúmero de caxienses aptos a votar é maior do que o último pleito, mas menor em relação a 2014Pioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-numero-de-caxienses-aptos-a-votar-e-maior-do-que-o-ultimo-pleito-mas-menor-em-relacao-a-2014-10340164Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24348599Presidente da Câmara de Vereadores de Bento diz que denúncia prejudica andamento do Plano DiretorMoisés Scussel falou sobre a investigação do Ministério Público2018-05-15T12:02:45-03:002018-05-15T12:02:45-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSLucas AmorelliPresidente da Câmara de Vereadores de Bento diz que denúncia prejudica andamento do Plano DiretorPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24348599Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-presidente-da-camara-de-vereadores-de-bento-diz-que-denuncia-prejudica-andamento-do-plano-diretor-10339784Presidente da Câmara de Vereadores de Bento diz que denúncia prejudica andamento do Plano DiretorMoisés Scussel falou sobre a investigação do Ministério Público2018-05-15T12:02:45-03:002018-05-15T12:02:45-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brO Ministério Público (MP) de Bento Gonçalves instaurou inquérito civil público de improbidade administrativa para investigar suposta corrupção envolvendo a votação do Plano Diretor e seis vereadores. O promotor Alécio Silveira Nogueira diz que uma gravação de áudio faz menção a uma emenda do Plano Diretor que pretende alterar o índice de construção no bairro São Bento. A emenda 165 sugere a alteração da altura de dois para seis pavimentos, podendo ter ainda mais dois pavimentos. O documento é assinado por seis vereadores.Leia maisMinistério Público investigará Plano Diretor Nos próximos dias, o promotor Alécio Silveira Nogueira vai ouvir outras pessoas que participaram da reunião gravada. A investigação do MP contará com o auxílio do promotor Élcio Resmini Meneses, já que ele investiga há dois anos as alterações do Plano Diretor. O promotor tem o prazo de um ano para concluir o inquérito, mas conta que pretende terminar antes do período.O Pioneiro entrevistou o presidente da Câmara de Vereadores de Bento Gonçalves, Moisés Scussel, sobre a denúncia e investigação do MP:Pioneiro: A denúncia atinge a imagem da Câmara de Vereadores?Moisés Scussel: Temos que ter uma investigação séria. Esse primeiro momento é de cautela. A partir do depoimento dele (vereador Gustavo Sperotto), vamos tomar as devidas providências. O certo é que isso atinge a imagem da Câmara de Vereadores. Em momento algum o áudio diz especificamente a emenda número tal. Temos seis ou sete emendas relativas àquela zona. É um momento de muita cautela para que não se acuse injustamente os vereadores ou quem foi gravado no áudio.A votação dos vereadores ficará sempre sob suspeita?Não vou falar em suspeita, porque o Plano Diretor foi construído com as mãos de muitas pessoas. As 76 emendas propostas pelos vereadores também foram feitas com a participação da comunidade. No momento, está prejudicado o andamento do Plano Diretor. Temos que esclarecer esse fato para, posteriormente, retomarmos a votação. Cabe lembrar que o desarquivamento do projeto depende do Executivo.O vereador Moacir Camerini propôs (na sessão de segunda da Câmara) a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito.Primeiro temos que ver os encaminhamentos que o Ministério Público dará. Já há uma investigação em curso desprovida da questão política. É uma investigação técnica que pode embasar uma futura CPI, que pode acontecer nos próximos dias.Leia tambémLiminar obriga plano de saúde a pagar cirurgia de menino de Bento Gonçalves com tumorMPT apoiará reforma para oferecer trabalho aos presos de penitenciária em Caxias do SulPorto Alegre, RSPioneiro.comPresidente da Câmara de Vereadores de Bento diz que denúncia prejudica andamento do Plano DiretorPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-presidente-da-camara-de-vereadores-de-bento-diz-que-denuncia-prejudica-andamento-do-plano-diretor-10339784Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24345763Integrantes do Conselho Municipal da Saúde de Caxias do Sul são eleitosHaverá indicação de outros 18 nomes para o órgão2018-05-15T11:48:35-03:002018-05-15T11:48:35-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSClaiton StumpfIntegrantes do Conselho Municipal da Saúde de Caxias do Sul são eleitosPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24345763Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-integrantes-do-conselho-municipal-da-saude-de-caxias-do-sul-sao-eleitos-10339771Integrantes do Conselho Municipal da Saúde de Caxias do Sul são eleitosHaverá indicação de outros 18 nomes para o órgão2018-05-15T11:48:35-03:002018-05-15T11:48:35-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brA Secretaria Municipal da Saúde homologou no final da tarde de segunda o resultado das eleições que definiram 50% da nova composição do Conselho Municipal da Saúde de Caxias do Sul. No domingo, a última votação foi realizada no distrito de Fazenda Souza, onde foi decidida a chapa para representar a zona rural. Ao todo, os 18 novos nomes – mais 18 suplentes – serão empossados no dia 22 de maio. Mas ainda falta a indicação de outros 18 conselheiros. Os nomes devem ser apresentados até quinta-feira. No total, 5.246 mil pessoas votaram no processo deste ano, participação que surpreendeu a comissão eleitoral. Leia maisEscolha de membros do Conselho Municipal de Saúde de Caxias pode definir terceirização do Postão – Foi uma ótima surpresa, porque na eleição anterior foram cerca de 500 votantes – diz Geraldine Gollo de Oliveira, integrante da Comissão Eleitoral. O motivo da alta adesão envolve o embate político diante da possibilidade de a Secretaria da Saúde remeter novamente à apreciação do Conselho a proposta de terceirização do Pronto-Atendimento 24 Horas. A intenção da prefeitura é de garantir o maior número de representantes no Conselho para tentar aprovar o projeto de gestão compartilhada do Postão, rejeitada em dezembro pelo órgão. A clareza sobre quem detém a maioria do Conselho, se governo ou oposição, somente será possível após a indicação dos 18 conselheiros que faltam. Eles não são eleitos.Titular e suplente, respectivamenteForquetaIlvia de Fátima Zucolotto da Silva e Suzane Lume Desvio RizzoSonia Teresinha da Silva Jesus e Roseli Maria Becker GalópolisTarcisio Sirena e Julian FontesCentroAlexandre de Almeida Silva e José Ivan de Souza MeloSanta LúciaSandro Casagrande e Ana Paula Herpich HenselEsplanadaMaria Eliza Marques da Silva e Marta Clari Vieira LopesAna RechJustina Inês Rech Ribeiro e José Teixeira HenriqueCruzeiroAlaor Correa Barbosa e Alex Cleverton CapelettiFátimaZita Girardi do Nascimento e Carla Alexandra RodriguesRegião RuralVera Lucia Pra Rech e Jairo Jose RechSindicatos UrbanosAntonio Carlos Santos e Ivanir Fatima Perrone (Sindicato dos Metalúrgicos / Sindicato dos Comerciários)Associação de Pessoas com PatologiaCassiana Maria Pozzo Weber e Denise Ramos Pereira (Aapecan / RimViver) Entidade da Criança e do AdolescenteMaria Neli O. Ferranti e Elaine Lucia P. Rosa (Pastoral da Criança / Enca)Associação de Pessoas com Deficiência Adão Ivan Froes e José Carlos dos Reis (AUFTA, a Associação de Usuários, Familiares, Trabalhadores e Amigos da Saúde Mental de Caxias do Sul / ARampa)Movimentos Sociais OrganizadosCleonice Felix de Araújo e José Roberto Silveira (ONG Construindo a Igualdade / Fórum de ONGs AIDS/ RS)Comunidade CientíficaIlsa Loivamara da Silva Andrade e Cleciane Doncatto Simsen (FUCS / Associação Cultural e Científica Virvi Ramos)Hospitais filantrópicosGilberto Uebel e Viviane D’Avila (Hospital Pompeia / Associação Cultural e Científica Virvi Ramos)Hospitais conveniadosPatrícia Zapparoli Schuck e Dagoberto Vanoni de Godoy (Associação Cultural e Científica Virvi Ramos / Hospital Geral)Leia tambémCerca de 600 pessoas devem ser atendidas no último dia de regularização do Título Eleitoral em CaxiasApós registrar BO, vereador pede a saída de secretária de Educação de Caxias do SulApenas sete vereadores vão a reunião convocada pelo prefeito de Caxias do SulPorto Alegre, RSPioneiro.comIntegrantes do Conselho Municipal da Saúde de Caxias do Sul são eleitosPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-integrantes-do-conselho-municipal-da-saude-de-caxias-do-sul-sao-eleitos-10339771Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:18098744Número de eleitores aptos a votar em Caxias é quase 10% maior que em 2016Município da Serra é o segundo maior colégio eleitoral do RS2018-05-15T09:35:07-03:002018-05-15T09:35:07-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSRoni RigonNúmero de eleitores aptos a votar em Caxias é quase 10% maior que em 2016Pioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:18098744Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-numero-de-eleitores-aptos-a-votar-em-caxias-e-quase-10-maior-que-em-2016-10339673Número de eleitores aptos a votar em Caxias é quase 10% maior que em 2016Município da Serra é o segundo maior colégio eleitoral do RS2018-05-15T09:35:07-03:002018-05-15T09:35:07-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brApós o período de regularização do cadastro na Justiça Eleitoral ter encerrado na última semana, 322.304 pessoas estão aptas a votar em Caxias do Sul neste ano. O número é 9,8% superior ao das eleições municipais em 2016, que foi de 293,4 mil. A quantidade de eleitores em 2018, no entanto, é menor que a registrada antes do processo de recadastramento biométrico. Na eleição de 2014, Caxias tinha 332 mil pessoas aptas ao voto.Caxias do Sul é o segundo maior colégio eleitoral do Rio Grande do Sul. Conforme dados disponíveis no site do Tribunal Regional Eleitoral, o município só fica atrás de Porto Alegre, que tem perto de 1,1 milhão de eleitores. Atrás de Caxias, vem Canoas, com 251.251, Pelotas, com 237.338, e Santa Maria, com 206.197. Os demais municípios têm menos de 200 mil eleitores. O chefe da 169ª Zona Eleitoral de Caxias do Sul, Edson Borowski, afirma que boa parte do aumento de 28 mil eleitores entre a última eleição e a deste ano se deve a pessoas que tiveram o título cancelado por não terem feito o recadastramento biométrico em 2016 e regularizaram a situação. No entanto, também houve muitas pessoas que fizeram o 1º título, além dos casos de transferência de domicílio eleitoral para Caxias do Sul. Só nos últimos 12 meses, 10 mil pessoas se alistaram em Caxias para votar pela primeira vez. O número de transferências no período foi de 8 mil.Em 2016, o número de pessoas que tiveram o título cancelado por não terem feito recadastramento biométrico foi de 48 mil; 31 mil eleitores de Caxias do Sul permanecem em situação irregular. Estas pessoas, agora, só poderão ir ao cartório para regularizar a situação a partir do mês de novembro.Leia tambémO que vem de fora de Caxias é melhor?Livro "O Poder do Eu Te Amo" é nova parceria da editora caxiense Belas Letras com o escritor Marcos PiangersIngressos para a Escolha das Soberanas da Festa da Uva 2019 estão quase esgotadosPorto Alegre, RSPioneiro.comNúmero de eleitores aptos a votar em Caxias é quase 10% maior que em 2016Pioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-numero-de-eleitores-aptos-a-votar-em-caxias-e-quase-10-maior-que-em-2016-10339673Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:23860739Movimento pela candidatura própria do PSB lança Hermes Zaneti ao Piratini na quinta-feiraSecretário-geral no RS reforça a intenção do partido de ter dois nomes para disputa ao Senado2018-05-15T06:44:44-03:002018-05-15T06:44:44-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSJefferson RudyMovimento pela candidatura própria do PSB lança Hermes Zaneti ao Piratini na quinta-feiraPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:23860739Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-movimento-pela-candidatura-propria-do-psb-lanca-hermes-zaneti-ao-piratini-na-quinta-feira-10339584Movimento pela candidatura própria do PSB lança Hermes Zaneti ao Piratini na quinta-feiraSecretário-geral no RS reforça a intenção do partido de ter dois nomes para disputa ao Senado2018-05-15T06:44:44-03:002018-05-15T06:44:44-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brO secretário-geral do PSB estadual, Vicente Paulo Selistre, enviou nota pontuando algumas questões relacionadas ao partido e às eleições deste ano. Diante das informações de que para o governo do Estado o encaminhamento seria o apoio à pré-candidatura para a reeleição do governador José Ivo Sartori (MDB), Selistre diz que não há questão fechada.Leia maisConheça os pré-candidatos para o PlanaltoInclusive, na quinta-feira, o movimento pela candidatura própria, integrado por militantes, lideranças e movimentos sociais ligados ao PSB estadual, fará um ato político de lançamento do ex-deputado federal, professor e advogado Hermes Zaneti como pré-candidato ao governo do Estado. Será às 18h, no Chalé da Praça XV, em Porto Alegre.– O debate está em pleno andamento e se seguirá no diretório do dia 26, em reuniões da executiva e no congresso partidário que virá a seguir – diz o secretário.Selistre destaca ainda que estão ocorrendo reuniões semanais, envolvendo 11 núcleos temáticos, com dezenas de militantes que preparam e atualizam propostas para um projeto de governo para que a militância e o povo gaúcho saiba claramente o que o PSB pensa e propõe para o Estado, condição essencial para eventuais coligações ou para a apresentação de candidato próprio ao governo. Há uma clara divisão interna.ExigênciaEm relação ao Senado, Vicente Paulo Selistre reforça que houve decisão unânime da Executiva estadual pela filiação do ex-prefeito de Porto Alegre José Fortunati, de sua indicação para a disputa, juntamente com o ex-deputado-federal Beto Albuquerque.– A indicação destes dois companheiros para as duas vagas ao Senado é exigência do PSB-RS para quaisquer coligações com outros partidos com candidatos a governo e também na possibilidade de candidatura própria do PSB ao Piratini.Segundo ele, esse debate acontece no partido com significativo apontamento nas consultas aos municípios e aos militantes presentes nas regionais.A nota do secretário-geral não bate com as declarações de Beto Albuquerque, que na semana passada esteve em Caxias. Beto disse que será um nome ao Senado pelo PSB e que o indicativo é de apoio a Sartori, ressaltando que o partido continua aliado ao governo do Estado.Leia tambémO que vem de fora de Caxias é melhor?Livro "O Poder do Eu Te Amo" é nova parceria da editora caxiense Belas Letras com o escritor Marcos PiangersIngressos para a Escolha das Soberanas da Festa da Uva 2019 estão quase esgotadosPorto Alegre, RSPioneiro.comMovimento pela candidatura própria do PSB lança Hermes Zaneti ao Piratini na quinta-feiraPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-movimento-pela-candidatura-propria-do-psb-lanca-hermes-zaneti-ao-piratini-na-quinta-feira-10339584Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24348599Ministério Público investigará Plano Diretor Vereador diz em gravação que colegas receberam dinheiro para votar em emenda2018-05-14T21:09:23-03:002018-05-14T21:09:23-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSLucas AmorelliMinistério Público investigará Plano Diretor Pioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24348599Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-ministerio-publico-investigara-plano-diretor-10339352Ministério Público investigará Plano Diretor Vereador diz em gravação que colegas receberam dinheiro para votar em emenda2018-05-14T21:09:23-03:002018-05-14T21:09:23-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brO Ministério Público (MP) de Bento Gonçalves instaurou na manhã de ontem um inquérito civil público de improbidade administrativa para investigar suposta corrupção envolvendo a votação do Plano Diretor e seis vereadores. O promotor Alécio Silveira Nogueira diz que uma gravação de áudio faz menção a uma emenda do Plano Diretor que pretende alterar o índice de construção no bairro São Bento. A emenda 165 sugere a alteração da altura de dois para seis pavimentos, podendo ter ainda mais dois pavimentos. O documento é assinado por seis vereadores.Na gravação, ocorrida no início de abril, o vereador Gustavo Sperotto (DEM), que participava de uma reunião com moradores para tratar sobre melhorias para a comunidade, conta que teria recusado a oferta de R$ 40 mil para assinar a emenda, mas que outros seis vereadores teriam recebido a propina para votar a favor de interesses da construção civil. No áudio, ele não revela o nome dos vereadores. Os nomes e o bairro onde moram as duas pessoas que fizeram a denúncia estão sob sigilo. Um deles, o autor da gravação, explicou como o áudio foi capturado.– Antes, tínhamos boatos, mas agora tenho elementos suficientes para, diante do que está dito na gravação, instaurar o inquérito civil. Ouvi as duas pessoas e me tornaram que essa gravação é uma prova, a princípio, lícita – disse o promotor.Nogueira diz ainda que a suspeita recai sobre os seis vereadores que assinaram a emenda, mas ressalva que os parlamentares ainda não foram identificados.Nos próximos dias, o promotor vai ouvir outras pessoas que participaram da reunião gravada. A investigação do MP contará com o auxílio do promotor Élcio Resmini Meneses, já que ele investiga há dois anos as alterações do Plano Diretor. O promotor tem o prazo de um ano para concluir o inquérito, mas conta que pretende terminar antes do período.Após a sessão ordinária de ontem, Sperotto disse que vai prestar depoimento no MP hoje para dar esclarecimentos sobre a gravação. Ele não quis comentar sobre a veracidade das informações que constam no áudio e limitou-se a dizer que “pode haver muitas ilações”.– Tudo o que eu falar agora pode ser distorcido, então prefiro dar o depoimento no Ministério Público.Durante a sessão ordinária, o vereador Moacir Camerini (PDT) convidou os demais colegas para assinar requerimento que propõe abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as denúncias de possíveis atos de corrupção envolvendo a revisão do Plano Diretor. Camerini também pediu o afastamento de Sperotto da presidência da Comissão de Ética do Legislativo, uma vez que ele não denunciou o ato de corrupção aos órgãos competentes.O projeto de lei para revisão do Plano Diretor está arquivado desde o final do ano passado, após receber muitas críticas. Ontem à noite, o secretário de Governo, Ênio De Paris (PP) revelou o Executivo vai pedir seu desarquivamento amanhã. Segundo ele, o Executivo realizou um trabalho técnico com o auxílio do Complan (Conselho Municipal de Planejamento). Para De Paris, a denúncia de corrupção envolvendo o Plano Diretor não prejudica o trabalho realizado pelo Executivo.– Não temos nenhum receio. Tudo foi feito tecnicamente. Não temos o que temer.Leia mais:Liminar obriga plano de saúde a pagar cirurgia de menino de Bento Gonçalves com tumorMPT apoiará reforma para oferecer trabalho aos presos de penitenciária em Caxias do SulPorto Alegre, RSPioneiro.comMinistério Público investigará Plano Diretor Pioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-ministerio-publico-investigara-plano-diretor-10339352Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:23666039MP vai instaurar inquérito para apurar suposta compra de emenda ao projeto do Plano Diretor de Bento GonçalvesDenúncia foi encaminhada na manhã desta segunda-feira2018-05-14T15:25:44-03:002018-05-14T15:25:44-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSGustavo BottegaMP vai instaurar inquérito para apurar suposta compra de emenda ao projeto do Plano Diretor de Bento GonçalvesPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:23666039Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-mp-vai-instaurar-inquerito-para-apurar-suposta-compra-de-emenda-ao-projeto-do-plano-diretor-de-bento-goncalves-10338973MP vai instaurar inquérito para apurar suposta compra de emenda ao projeto do Plano Diretor de Bento GonçalvesDenúncia foi encaminhada na manhã desta segunda-feira2018-05-14T15:25:44-03:002018-05-14T15:25:44-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brO Ministério Público vai instaurar um inquérito civil ainda nesta segunda-feira (14) para apurar uma denúncia referente à suposta compra de emenda ao projeto de revisão do Plano Diretor de Bento Gonçalves. A suspeita é de que um grupo de seis vereadores teria recebido R$ 40 mil reais cada um para apresentar emenda referente a alterações nas edificações no bairro São Bento.O promotor Alécio Nogueira, de Bento Gonçalves, não divulgou quem fez a denúncia, mas afirma que recebeu uma gravação em que um vereador afirma que teria recebido proposta de R$ 40 mil por parte de uma empresa para apresentar uma emenda. Na gravação, o vereador diz que recusou, mas que seis colegas teriam aceitado. Ele não cita os nomes dos parlamentares na gravação. No fim do ano passado, a prefeitura solicitou que o projeto de revisão do Plano Diretor fosse retirado da pauta da Câmara depois que 80 emendas foram apresentadas ao projeto inicial enviado pelo Executivo. O Executivo deve pedir o desarquivamento nos próximos dias.Uma das maiores polêmicas durante as discussões da proposta, ao longo do ano passado, foi com relação à altura dos prédios do corredor gastronômico de Bento Gonçalves, no bairro São Bento. O texto original prevê o aumento de dois para três andares em duas ruas para empreendimentos turísticos. Houve apresentação de emendas tanto para manutenção do atual limite de dois andares quanto de elevação do índice construtivo.Leia tambémTaxista é preso em flagrante com pistola de uso restrito em Caxias do SulFios de energia elétrica da Amob Madureira são furtados em Caxias do SulHomem fica ferido após assalto em frente a clube de Caxias do SulPorto Alegre, RSPioneiro.comMP vai instaurar inquérito para apurar suposta compra de emenda ao projeto do Plano Diretor de Bento GonçalvesPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-mp-vai-instaurar-inquerito-para-apurar-suposta-compra-de-emenda-ao-projeto-do-plano-diretor-de-bento-goncalves-10338973Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24347616Participação feminina na política é objetivo da Procuradoria da Mulher da Câmara de Vereadores de Caxias Intenção é realizar seminário em parceria com a UFRGS 2018-05-14T14:28:35-03:002018-05-14T14:28:35-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSFelipe PadilhaParticipação feminina na política é objetivo da Procuradoria da Mulher da Câmara de Vereadores de Caxias Pioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24347616Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-participacao-feminina-na-politica-e-objetivo-da-procuradoria-da-mulher-da-camara-de-vereadores-de-caxias-10338921Participação feminina na política é objetivo da Procuradoria da Mulher da Câmara de Vereadores de Caxias Intenção é realizar seminário em parceria com a UFRGS 2018-05-14T14:28:35-03:002018-05-14T14:28:35-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brA Procuradoria Especial da Mulher, do Legislativo, realizou sexta-feira um encontro para a formação de um grupo de trabalho para a realização de um seminário sobre a participação das mulheres caxienses na política. A Procuradoria é presidida pela vereadora Denise Pessôa (PT). Participaram da reunião, além de Denise, as duas ex-vice-prefeitas de Caxias Justina Onzi e Marisa Formolo, ambas do PT, a ex-vereadora Daiane Mello (MDB) e representações das vereadoras Gladis Frizzo (MDB) e Paula Ioris (PSDB).O fórum, que terá parceria com a UFRGS, buscará fazer a reflexão pública sobre o espaço das mulheres caxienses na política. De acordo com Denise, existe a possibilidade de ser feito um grande encontro com as diferentes instâncias da política feminina, como as pastorais sociais e o movimento comunitário.Marisa Formolo é a principal proponente do fórum. Haverá nova reunião no dia 21 deste mês.Em outubro do ano passado, foi lançado o Política de Saias, um movimento formado por sete mulheres, que trabalha pelo fortalecimento da representatividade feminina no cenário político e espaços de poder, público e privado. A vereadora Paula Ioris é uma das integrantes.Leia também Vereador de Caxias se envolve em polêmica de uso de ônibus de transporte público para levar eleitores para votaçãoUAB organiza protesto contra reajuste da tarifa de ônibus, em CaxiasConheça as propostas do pré-candidato do PRB (o mesmo de Guerra) à presidênciaNo Twitter, prefeito de Caxias alfineta Justiça sobre valor da tarifa do transporte coletivo urbanoPorto Alegre, RSPioneiro.comParticipação feminina na política é objetivo da Procuradoria da Mulher da Câmara de Vereadores de Caxias Pioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-participacao-feminina-na-politica-e-objetivo-da-procuradoria-da-mulher-da-camara-de-vereadores-de-caxias-10338921Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24347237Vereador de Caxias se envolve em polêmica de uso de ônibus de transporte público para levar eleitores para votaçãoPessoas teriam sido levadas para votação do Conselho Municipal de Saúde. Arlindo Bandeira (PP) alega que estava "pegando carona"2018-05-14T10:47:35-03:002018-05-14T10:47:35-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSFacebookVereador de Caxias se envolve em polêmica de uso de ônibus de transporte público para levar eleitores para votaçãoPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24347237Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-vereador-de-caxias-se-envolve-em-polemica-de-uso-de-onibus-de-transporte-publico-para-levar-eleitores-para-votacao-10338720Vereador de Caxias se envolve em polêmica de uso de ônibus de transporte público para levar eleitores para votaçãoPessoas teriam sido levadas para votação do Conselho Municipal de Saúde. Arlindo Bandeira (PP) alega que estava "pegando carona"2018-05-14T10:47:35-03:002018-05-14T10:47:35-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brO uso de um ônibus de transporte público intramunicipal para levar eleitores na votação do Conselho Municipal de Saúde em Fazenda Souza, sábado, com a presença do vereador Arlindo Bandeira (PP), foi a polêmica que encerrou a acirrada disputa iniciada em 24 de abril. O transporte era para os apoiadores do governo Guerra.A composição do conselho, que toma posse no dia 22, vai novamente avaliar a possibilidade de terceirização do Postão 24 Horas.Bandeira confirma ter ido com o Expresso Santa Lúcia e que ninguém "o impede de pegar carona". Ele afirma que não configura crime o transporte de eleitores, conforme a legislação federal, por não se tratar de eleição de vereador, deputado... – Cheguei na praça com meu carro e me convidaram para ir no ônibus – justifica Bandeira.Ele tem conhecimento de vídeos que circulam na internet com imagens da chegada do ônibus e de cobranças de que se trata de crime eleitoral. Diz que, se for preciso, vai registrar um Boletim de Ocorrência.O resultado da eleição na Região Rural (Fazenda Souza, Vila Oliva, Vila Seca, Criúva e Santa Lúcia do Piaí) deu vitória a Vera Lucia Pra Rech (titular) e Jairo Rech (suplente), da chapa 2, contrária à terceirização do Postão 24 Horas.Votação mantidaA integrante da comissão eleitoral, Fabíola Papini, representante do Conselho Regional de Psicologia, diz que houve a denúncia do ônibus transportando eleitores em que o vereador estava. Além desse caso, havia no local uma pessoa com recibo de cobrança de transporte, segundo ela, provavelmente motorista, tentando localizar quem faria o pagamento. – O que conseguimos apurar é que foram dois ônibus, não sabemos quantas pessoas foram transportadas. Ficamos num impasse, não há nada regimentalmente e tomou-se como analogia a legislação federal. A comissão entendeu que faria a contagem dos votos, apesar da minha contrariedade em proclamar a vencedora. A chapa 3 é que fez o transporte irregular e a chapa 2 foi a vencedora. Entendemos que seria prejudicial que as pessoas fossem vetadas, então mantivemos a votação. Os fiscais das duas chapas entenderam que devíamos contar os votos e que as chapas lesadas deveriam seguir para o Ministério Público – informa Fabíola.Leia tambémFalta de pediatras poderá se repetir no Postão 24h de Caxias do SulAna Rech: 30 anos sem ser municípioPorto Alegre, RSPioneiro.comVereador de Caxias se envolve em polêmica de uso de ônibus de transporte público para levar eleitores para votaçãoPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-vereador-de-caxias-se-envolve-em-polemica-de-uso-de-onibus-de-transporte-publico-para-levar-eleitores-para-votacao-10338720Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24346382Conheça as propostas do pré-candidato do PRB (o mesmo de Guerra) à presidênciaEmpresário Flávio Rocha diz que governo municipal é exemplar2018-05-14T08:30:02-03:002018-05-14T08:30:02-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSBarbara SalvattiConheça as propostas do pré-candidato do PRB (o mesmo de Guerra) à presidênciaPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24346382Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-conheca-as-propostas-do-pre-candidato-do-prb-o-mesmo-de-guerra-a-presidencia-10338237Conheça as propostas do pré-candidato do PRB (o mesmo de Guerra) à presidênciaEmpresário Flávio Rocha diz que governo municipal é exemplar2018-05-14T08:30:02-03:002018-05-14T08:30:02-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brNum ano eleitoral em que um expressivo número de cerca de 20 pré-candidatos à Presidência da República reivindicam nichos ideológicos, o empresário Flávio Gurgel Rocha, 60 anos, se reconhece como o perfil que defende com "maior clamor o coração do eleitor". Embora seja mais conhecido por ter sido CEO do grupo empresarial que gerencia empreendimentos como a Rede de Lojas Riachuelo (ele deixou o cargo em abril), o anunciado representante do Partido Republicano Brasileiro (PRB) já atuou na vida pública. Foi eleito deputado federal para duas legislaturas (1986-1995) e até tentou lançar candidatura à Presidência em 1994. No entanto, o seu partido à época, o PL, decidiu apoiar Fernando Henrique Cardoso.Em entrevista ao Pioneiro nesta sexta-feira, quando palestrou em Bento Gonçalves no Centro de Indústria, Comércio e Serviços da cidade, Rocha adiantou que as propostas de sua campanha se basearão na defesa do livre mercado e valores conservadores na sociedade. A ideologia compõe o movimento que Rocha lidera chamado Brasil 200 anos, que faz alusão aos 200 anos de independência que o país completa em 2022 (ano em que termina o mandato do próximo presidente da República).— O movimento defende o emprego e valores da família. Os dois endereços que dão dignidade ao ser humano: trabalho e lar. Um reforça o outro. Representamos quem puxa a carruagem. É o movimento dos que trabalham contra os que parasitam — comenta.Confira a entrevista:Pioneiro: Quais são as suas propostas para o Brasil?Flávio Rocha: A base é o binômio emprego e família. Emprego tem a ver com recolocar o Brasil no cenário competitivo. Quem produz no país está sob ataque. A gente perdeu 50 posições no ranking de competitividade em cinco anos. Isso significa um ataque financiado com dinheiro público à nossa condição de competir. E quando isso acontece, você destrói empregos. E isso leva à segunda coluna mestra do nosso programa, que é a família. Ideias ruins que destroem empregos sempre estão ligadas a ideias ruins que destroem valores. Nesse ano político tão complexo e com tantas candidaturas, não há nenhuma que defenda com tanto clamor o coração do eleitor na defesa do livre mercado e dos valores mais fundamentais, da família, justiça e instituições.Mas o que o senhor oferece efetivamente como propostas?Fundamentalmente, as quatro reformas: trabalhista, tributária, estatal e a previdenciária. Com essas quatro reformas, vamos virar um país normal e sair da companhia de países travados, hostis ao empreendedorismo e aos investimentos, como Venezuela, Cuba e Coréia do Norte, e vamos nos aliar aos países prósperos. Isso tudo pode ser feito ao longo de um ano.Qual a sua proposta para a Previdência?Atacar o problema real... que é o um milhão de superaposentadorias que representam 3/4 do déficit da Previdência. Aparentemente, esse assunto passou ao largo da fragilidade política do governo e a impossibilidade de comprar essa briga dura. Os 32 milhões dos aposentados do sistema geral representam apenas 1/4 da Previdência. E é urgente que migremos para um regime de capitalização. Porque esse regime da "mão pra boca" é insustentável. Cada vez temos mais aposentados e menos contribuintes. É urgente que essas contribuições já sejam contabilizadas num regime de capitalização público ou privado.O senhor está considerando aliança com Álvaro Dias (pré-candidato do Podemos)? E, nesse caso, quem seria o cabeça de chapa?Quem estiver na frente. Só estimulei esse acordo pois tenho certeza de que estaremos na frente. Nós temos a maior taxa de conversão. Do 1,4% que tínhamos há uns dias, passamos para um universo de 5% a 6% que sabem da minha existência. Então, com o caminhar dessa campanha robusta que ele está fazendo (Álvaro Dias) de três eventos por dia no Brasil todo, podemos rapidamente liderar esse bloco de centro e combater os extremos, o iceberg da direita e o iceberg da esquerda, porque os extremos nos conduzem para a mesma tragédia por caminhos diferentes.Como vê o Rio Grande do Sul em termos de propostas?O Estado do Rio Grande do Sul paga o preço de uma política externa equivocada. O Mercosul precisa ser renegociado. Tem potencialidades aqui do Sul que estão sendo fortemente prejudicadas. Produtos importados que possuem muito menos carga tributária do que o próprio produto feito aqui. Portanto, não defendo protecionismo como liberal que sou, mas é urgente que a gente melhore a competitividade reduzindo o exorbitante Custo Brasil. O senhor tem contato com o prefeito de Caxias do Sul Daniel Guerra (ambos são do mesmo partido)?Estava com ele (em Bento). Grande admiração. Um exemplo de gestão municipal, uma gestão que nós precisamos.Sobre essa questão de o senhor defender o conservadorismo: não acha que esse tipo de posição possa contribuir para polarizar ainda mais a população?Ser conservador não é ser careta nem moralista. É só repudiar o "bagunçar para governar". Essa corrente de ideologia de gênero, por exemplo, é coisa sem nenhum embasamento científico. Tem como objetivo desestruturar a família com a erotização precoce. Isso promove um ataque sistemático à propriedade e à família na busca por destruir os alicerces da sociedade. Eles acreditam que o caos é o caminho para a implantação dessa ideologia anacrônica e fracassada que agora ganhou o nome de populismo bolivariano e que está destruindo os países da América Latina. Mas o povo brasileiro não vai permitir esse retrocesso.O senhor foi defensor do impeachment de Dilma Rousseff. Está satisfeito com o que o país se tornou desde então?Não só fui defensor, mas o primeiro entre os empresários de relevo a se posicionar sobre a insustentabilidade do governo da ex-presidente Dilma. Se tivesse continuado, é só olhar o que está acontecendo com a Venezuela. Temos agora um governo realmente desgastado, mas, pelo menos, o valor fundamental da responsabilidade foi reestabelecido na medida do possível. Até o mais ferrenho adversário do Governo Temer tem de reconhecer a recuperação e o estancamento da sangria da economia. Recentemente, foi divulgado que o grupo empresarial do qual o senhor faz parte doou mais de R$ 580 mil para políticos envolvidos com Caixa 2 (entre eles, Henrique Eduardo Alves e Rodrigo da Rocha Loures). Como avalia essa situação?Foram contribuições modestíssimas. Totalmente irrisórias e não tem como confundir com as contribuições milionárias para empresas que exigem contrapartidas. Tentar misturar as duas coisas é ato de má-fé. Na época dessas contribuições, não havia nenhuma suspeição ou imputação de crime contra aquelas pessoas.Mas, ao ser efetivamente comprovado o envolvimento deles... O senhor acha que houve falha ao ter apoiado esse tipo de candidatura?É, logicamente... mas as investigações têm de prosseguir. Na época, foram decisões tomadas à luz das informações que tínhamos.Como se sente tendo o apoio do Movimento Brasil Livre (MBL)?Eu acho que o MBL é feito por jovens idealistas que têm realmente uma maturidade intelectual muito grande e que prestaram uma boa contribuição ao debate numa época de hegemonia de ideias tóxicas, estatizantes e intervencionistas, com as quais eu não tenho nenhuma afinidade. Então, eu fico feliz e aumenta minha fé no Brasil ao ver jovens tão aguerridos e na defesa das ideias que eu compartilho de livre mercado, de democracia e defesa de valores.Leia também: Postão 24h de Caxias ficará sem pediatras neste domingoCom três dos cinco médicos afastados com atestado, Postão opera no limite em CaxiasEstudo prevê criação de linha de ônibus que ligue o Postão e a UPA Zona Norte, em CaxiasPorto Alegre, RSPioneiro.comConheça as propostas do pré-candidato do PRB (o mesmo de Guerra) à presidênciaPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-conheca-as-propostas-do-pre-candidato-do-prb-o-mesmo-de-guerra-a-presidencia-10338237Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24346124No Twitter, prefeito de Caxias alfineta Justiça sobre valor da tarifa do transporte coletivo urbanoDaniel Guerra compara valores de São Paulo e Curitiba e diz que Justiça "manda" ser R$ 4,30 em Caxias2018-05-13T14:46:55-03:002018-05-13T14:46:55-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSFelipe NylandNo Twitter, prefeito de Caxias alfineta Justiça sobre valor da tarifa do transporte coletivo urbanoPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24346124Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-no-twitter-prefeito-de-caxias-alfineta-justica-sobre-valor-da-tarifa-do-transporte-coletivo-urbano-10338119No Twitter, prefeito de Caxias alfineta Justiça sobre valor da tarifa do transporte coletivo urbanoDaniel Guerra compara valores de São Paulo e Curitiba e diz que Justiça "manda" ser R$ 4,30 em Caxias2018-05-13T14:46:55-03:002018-05-13T14:46:55-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brO prefeito Daniel Guerra (PRB) fez uma postagem no Twitter sobre o aumento da passagem de ônibus. Ele compara o valor das tarifas em São Paulo e Curitiba destacando que são, respectivamente, de R$ 4 e R$ 4,25, e diz que em Caxias a Justiça manda ser R$ 4,30. SÃO PAULO tarifa do transporte coletivo é R$ 4,00 CURITIBA é R$ 4,25 em Caxias do Sul Justiça manda ser R$ 4,30! chega! Chega de monopólio!!— Daniel Guerra (@danielguerraprb) 11 de maio de 2018 Ou seja, o governo da legalidade alfineta a Justiça. Leia mais"Avisei meio mundo", diz vice-prefeito de Caxias sobre reajuste da passagem do transporte coletivo via judicialPrefeitura de Caxias vai recorrer de decisão judicial que aumenta a tarifa de ônibus para R$ 4,30Transporte coletivo: "Não é a Visate que quer a tarifa a R$ 4,30 em Caxias", diz diretor da concessionáriaConforme reportagem publicada no site UOL, em janeiro a projeção da prefeitura de São Paulo era de que precisará arcar com R$ 3,1 bilhões dos gastos com o sistema. Se apenas os passageiros arcassem com os custos, a passagem seria de R$ 6,66.Guerra também diz: "Chega de monopólio".Vale destacar que a juíza Maria Aline Vieira Fonseca, da 2ª Vara Cível Especializada em Fazenda Pública de Caxias do Sul, no despacho em que concedeu liminar para o reajuste da tarifa, concluiu que "o respeito às disposições do contrato obrigariam o Município à fixação da tarifa em R$ 4,3044, para 2018, observando que, se a administração pública considera que as cláusulas contratuais beneficiam à empresa autora em prejuízo à municipalidade, a opção não é descumpri-las, mas denunciar o contrato e pleitear, judicialmente, a sua revisão. O descumprimento pode gerar um prejuízo sem precedentes ao Município".A prefeitura anunciou na sexta-feira que vai ingressar com recurso junto ao Tribunal de Justiça do RS para suspender a liminar. Além de recorrer, o governo Guerra fará algum movimento concreto para resolver o problema?Leia também"Avisei meio mundo", diz vice-prefeito de Caxias sobre reajuste da passagem do transporte coletivo via judicialAna Rech: 30 anos sem ser municípioApós registrar BO, vereador pede a saída de secretária de Educação de Caxias do SulPorto Alegre, RSPioneiro.comNo Twitter, prefeito de Caxias alfineta Justiça sobre valor da tarifa do transporte coletivo urbanoPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-no-twitter-prefeito-de-caxias-alfineta-justica-sobre-valor-da-tarifa-do-transporte-coletivo-urbano-10338119Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24345763Votação para o Conselho Municipal da Saúde de Caxias do Sul encerrou neste sábadoNova composição deverá voltar a tratar da possibilidade de terceirização do Postão 24h2018-05-12T20:18:52-03:002018-05-12T20:18:52-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSClaiton StumpfVotação para o Conselho Municipal da Saúde de Caxias do Sul encerrou neste sábadoPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24345763Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-votacao-para-o-conselho-municipal-da-saude-de-caxias-do-sul-encerrou-neste-sabado-10337930Votação para o Conselho Municipal da Saúde de Caxias do Sul encerrou neste sábadoNova composição deverá voltar a tratar da possibilidade de terceirização do Postão 24h2018-05-12T20:18:52-03:002018-05-12T20:18:52-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brO período de eleições para representantes de bairros e entidades de Caxias do Sul no Conselho Municipal da Saúde encerrou neste sábado, com a escolha do membro que representará os usuários da Região Rural. A eleição foi realizada no posto de saúde do distrito de Fazenda Souza entre as 14h e as 17h30min. Concorrem três chapas, cada uma com um candidato a membro titular e outro a suplente.Leia mais:Escolha de membros do Conselho Municipal de Saúde de Caxias pode definir terceirização do Postão O representante dessa região abrangerá, além de Fazenda Souza, os usuários dos postos de saúde de Vila Oliva, Vila Seca, Criúva e Santa Lúcia do Piaí. A votação é aberta para eleitores maiores de 16 anos, que deverão levar um documento de identificação com foto e comprovante de endereço.A Região Rural é um dos 10 distritos sanitários da cidade, cada um com um representante no conselho. O órgão é composto ainda por representantes de sindicatos, entidades da sociedade civil organizada, trabalhadores da saúde, hospitais, prestadores de serviço, comunidade científica e órgãos governamentais.Dos 36 membros do Conselho, 18 são escolhidos por votação entre entidades e regiões e, o restante, por indicação direta dos órgãos que têm representação no colegiado. As votações nos bairros começaram no dia 24 de abril e, até agora, 4 mil eleitores escolheram seus representantes.A posse está prevista para o dia 22 de maio. A nova composição do Conselho deverá voltar a avaliar a possibilidade de terceirização do Postão 24 horas.A prefeitura propõe conceder o serviço para reforçar os postos de saúde com servidores atualmente lotados na unidade de urgência e emergência. A proposta foi rejeitada pelos conselheiros no final do ano passado, que aprovaram o reforço nas unidades básicas previsto no programa UBS+ da prefeitura, mas sem a gestão compartilhada do Postão. No início deste ano, a secretária da Saúde, Deysi Piovesan, afirmou que a proposta deverá voltar a ser apresentada em momento "oportuno", junto com o projeto do novo Plano Municipal da Saúde.Leia também:Cerca de 600 pessoas devem ser atendidas no último dia de regularização do Título Eleitoral em CaxiasApós registrar BO, vereador pede a saída de secretária de Educação de Caxias do SulApenas sete vereadores vão a reunião convocada pelo prefeito de Caxias do SulPorto Alegre, RSPioneiro.comVotação para o Conselho Municipal da Saúde de Caxias do Sul encerrou neste sábadoPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-votacao-para-o-conselho-municipal-da-saude-de-caxias-do-sul-encerrou-neste-sabado-10337930Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24344633"Avisei meio mundo", diz vice-prefeito de Caxias sobre reajuste da passagem do transporte coletivo via judicialEm ofício enviado ao prefeito Daniel Guerra, neste mês, Ricardo Fabris alerta sobre possível indenização à Visate que município terá que arcar2018-05-12T08:30:46-03:002018-05-12T08:30:46-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSRicardo Fabris de Abreu"Avisei meio mundo", diz vice-prefeito de Caxias sobre reajuste da passagem do transporte coletivo via judicialPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24344633Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-avisei-meio-mundo-diz-vice-prefeito-de-caxias-sobre-reajuste-da-passagem-do-transporte-coletivo-via-judicial-10337464"Avisei meio mundo", diz vice-prefeito de Caxias sobre reajuste da passagem do transporte coletivo via judicialEm ofício enviado ao prefeito Daniel Guerra, neste mês, Ricardo Fabris alerta sobre possível indenização à Visate que município terá que arcar2018-05-12T08:30:46-03:002018-05-12T08:30:46-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brO vice-prefeito Ricardo Fabris de Abreu (Avante) está em Berlim, Alemanha, segundo ele, em férias de 10 dias acumuladas de 2016, do Tribunal Regional do Trabalho, onde é servidor licenciado. Ele retorna neste domingo. O vice se manifestou sobre a liminar para a passagem do transporte coletivo urbano a R$ 4,30 a partir de 1º de junho, conforme liminar da juíza Maria Aline Vieira Fonseca, da 2ª Vara Especializada em Fazenda Pública de Caxias do Sul.Leia maisPrefeitura de Caxias vai recorrer de decisão judicial que aumenta a tarifa de ônibus para R$ 4,30Transporte coletivo: "Não é a Visate que quer a tarifa a R$ 4,30 em Caxias", diz diretor da concessionáriaJustiça determina passagem de ônibus a R$ 4,30 a partir de 1º de junho em Caxias do Sul “O previsível aumento da tarifa urbana por via judicial é, lamento, apenas a primeira onda de uma série de decisões que custarão muito caro ao contribuinte caxiense. É também resultado esperado, porque o populismo de direita sempre ignora a repercussão econômica de decisões políticas. Avisei meio mundo, mas "esterpe" raramente é lembrado. Com a palavra, o prefeito e os vereadores. Resolvam, excelências” — disse Fabris pelo WhatsApp.Em 3 de maio, ele enviou ofício ao prefeito Daniel Guerra (PRB) em que se refere à ação indenizatória da Visate buscando reparação pelo congelamento das tarifas. "O valor estimativo para fins de cálculo de custas é de R$ 100 mil. Se não houver uma composição administrativa, é plausível o Município, por meio de suas futuras administrações, ter que arcar com indenização na casa das dezenas de milhões de reais... Esta ação vai fazer o processo Magnabosco parecer esmola de porta de igreja", consta no texto.No ano passado, ele encaminhou ofício em que dizia que "a variação do custo anual dos valores dos insumos e o levantamento dos passageiros transportados é um direito inquestionável da concessionária".A selfie foi feita no Tribunal de Nuremberg.Leia tambémAna Rech: 30 anos sem ser município"Joaquim Barbosa é uma pedra bruta que precisava ser lapidada", diz Beto Albuquerque sobre companheiro de partidoEstado não divulga valor que pretende repassar para manter os leitos do HG, em CaxiasPorto Alegre, RSPioneiro.com"Avisei meio mundo", diz vice-prefeito de Caxias sobre reajuste da passagem do transporte coletivo via judicialPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-avisei-meio-mundo-diz-vice-prefeito-de-caxias-sobre-reajuste-da-passagem-do-transporte-coletivo-via-judicial-10337464Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24344043Ana Rech: 30 anos sem ser municípioNo dia 12 de maio de 1988, os deputados estaduais acataram o veto do então governador Pedro Simon (PMDB) e sepultaram a tentativa de emancipação no bairro de Caxias2018-05-11T19:29:38-03:002018-05-11T19:29:38-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSLuis Vaz / reproduçãoAna Rech: 30 anos sem ser municípioPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24344043Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-ana-rech-30-anos-sem-ser-municipio-10337001Ana Rech: 30 anos sem ser municípioNo dia 12 de maio de 1988, os deputados estaduais acataram o veto do então governador Pedro Simon (PMDB) e sepultaram a tentativa de emancipação no bairro de Caxias2018-05-11T19:29:38-03:002018-05-11T19:29:38-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brAna Rech encontra-se a 12 km da sede administrativa municipal. Hoje, a localidade possui aproximadamente 16 mil habitantes.Confira a matéria especial:Porto Alegre, RSPioneiro.comAna Rech: 30 anos sem ser municípioPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-ana-rech-30-anos-sem-ser-municipio-10337001Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24343100"Joaquim Barbosa é uma pedra bruta que precisava ser lapidada", diz Beto Albuquerque sobre companheiro de partidoPré-candidato ao Senado afirma que para o governo do Estado apoio do PSB é à reeleição de José Ivo Sartori (MDB)2018-05-11T13:47:46-03:002018-05-11T13:47:46-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSDiogo Sallaberry"Joaquim Barbosa é uma pedra bruta que precisava ser lapidada", diz Beto Albuquerque sobre companheiro de partidoPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24343100Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-joaquim-barbosa-e-uma-pedra-bruta-que-precisava-ser-lapidada-diz-beto-albuquerque-sobre-companheiro-de-partido-10336740"Joaquim Barbosa é uma pedra bruta que precisava ser lapidada", diz Beto Albuquerque sobre companheiro de partidoPré-candidato ao Senado afirma que para o governo do Estado apoio do PSB é à reeleição de José Ivo Sartori (MDB)2018-05-11T13:47:46-03:002018-05-11T13:47:46-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brO pré-candidato ao Senado, ex-deputado federal e ex-candidato a vice-presidente da República ao lado de Marina Silva em 2014, Beto Albuquerque (PSB), veio a Caxias nesta quinta-feira participar de audiência pública na FSG sobre o Plano Nacional de Redução de Mortes no Trânsito, lei que entrou em vigor neste ano resultante de projeto de sua autoria. Uma série de encontros serão realizados e, em agosto, o Cetran RS encaminhará os resultados para o Conselho Nacional de Trânsito.Leia mais Governador designa grupo para negociar aliança com partidos para as eleiçõesBeto falou sobre a decisão do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, de não concorrer à Presidência. Ele disse que não surpreendeu, em razão de questões pessoais já expostas quando de sua filiação ao PSB, no início de abril.Foi o segundo revés consecutivo sofrido pelo PSB para uma eleição presidencial — a morte do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos em 2014 e agora a negativa do ex-ministro, visto como o novo diante da crise política.— Joaquim é uma pedra bruta que precisava ser lapidada — definiu Beto sobre a relação do ex-ministro com a política.Se em âmbito federal o PSB precisa rever o rumo a ser tomado, no Estado o caminho já está definido. Seguirá aliado ao MDB de José Ivo Sartori. Embora o governador ainda não tenha declarado oficialmente que vai concorrer, na opinião de Beto, a defesa à reeleição deve ser usada claramente na campanha. Disse que o Rio Grande do Sul se orgulha de não reeleger governador, mas questiona se a interrupção de um projeto a cada quatro anos é boa para o Estado.Leia tambémEstado não divulga valor que pretende repassar para manter os leitos do HG, em CaxiasApós registrar BO, vereador pede a saída de secretária de Educação de Caxias do SulPorto Alegre, RSPioneiro.com"Joaquim Barbosa é uma pedra bruta que precisava ser lapidada", diz Beto Albuquerque sobre companheiro de partidoPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-joaquim-barbosa-e-uma-pedra-bruta-que-precisava-ser-lapidada-diz-beto-albuquerque-sobre-companheiro-de-partido-10336740Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24342481Estado não divulga valor que pretende repassar para manter os leitos do HG, em CaxiasEncontro com direção do hospital ocorreu nesta quinta-feira2018-05-11T07:35:02-03:002018-05-11T07:35:02-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSMárcia Camarano / DivulgaçãoEstado não divulga valor que pretende repassar para manter os leitos do HG, em CaxiasPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24342481Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-estado-nao-divulga-valor-que-pretende-repassar-para-manter-os-leitos-do-hg-em-caxias-10336227Estado não divulga valor que pretende repassar para manter os leitos do HG, em CaxiasEncontro com direção do hospital ocorreu nesta quinta-feira2018-05-11T07:35:02-03:002018-05-11T07:35:02-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brA reunião desta quinta-feira do secretário estadual da Saúde, Francisco Paz, com a direção do Hospital Geral, em Porto Alegre, não trouxe novidades. Foi confirmada a informação que havia sido repassada à Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores, presidida por Renato Oliveira (PCdoB), de que não haverá redução de leitos no hospital, mas não foi divulgado o valor do reajuste do convênio. Leia maisSecretário estadual da Saúde garante a vereadores que leitos do HG, em Caxias, não serão fechadosÉ um mistério. Ninguém estava autorizado a falar sobre o assunto, conforme contatos mantidos pelo Pioneiro. No site do governo, consta um texto em que diz que "a Secretaria Estadual da Saúde está propondo valores adequados de reajuste ao convênio para garantir o funcionamento do HG, que é um hospital próprio do Estado". Ficou no ar se houve entendimento em relação a quanto o hospital necessita e ao que a secretaria propõe. Na Câmara, nesta quinta-feira, o resultado do encontro de quarta foi comemorado. Resta aguardar agora a concretização.O fechamento dos 50 leitos, anunciado no início de abril, previsto para ocorrer em 60 dias, resulta do déficit do hospital que deve chegar a R$ 7 milhões neste ano. Leia tambémPresidenciáveis participaram de debate eleitoral antecipado em GramadoPorto Alegre, RSPioneiro.comEstado não divulga valor que pretende repassar para manter os leitos do HG, em CaxiasPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-estado-nao-divulga-valor-que-pretende-repassar-para-manter-os-leitos-do-hg-em-caxias-10336227Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24342096Presidenciáveis participaram de debate eleitoral antecipado em GramadoCinco candidatos à presidência da República responderam sobre temas eleitorais durante a Conferência Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais2018-05-10T21:14:37-03:002018-05-10T21:14:37-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSLucas AmorelliPresidenciáveis participaram de debate eleitoral antecipado em GramadoPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24342096Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-presidenciaveis-participaram-de-debate-eleitoral-antecipado-em-gramado-10336195Presidenciáveis participaram de debate eleitoral antecipado em GramadoCinco candidatos à presidência da República responderam sobre temas eleitorais durante a Conferência Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais2018-05-10T21:14:37-03:002018-05-10T21:14:37-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brCinco pré-candidatos à Presidência da República anteciparam, ontem, durante a Conferência Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale), em Gramado, o debate eleitoral deste ano. Foi uma espécie de ensaio para o pleito. Álvaro Dias (Podemos), Ciro Gomes (PDT), Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (MDB) e Manuela D’Ávila (PCdoB) puderam se apresentar, cada um, pelo tempo de 10 minutos, e responderam perguntas sobre diferentes temas, com tempo cronometrado também – embora sem o rigor de um debate oficial.Meirelles, do mesmo partido do presidente Michel Temer, fez a defesa do governo federal. Citou a inflação de 2017, a menor dos últimos 20 anos, como uma conquista importante:– O Brasil voltou a crescer, voltou a ter esperança.Com um discurso de equilibrar as finanças antes de investimentos, o ex-ministro da Fazenda, acabou sendo bombardeado pelos demais pré-candidatos, principalmente Manuela, Boulos e Ciro. Os três fizeram questão de ressaltar as diferenças com o emedebista. – Eram 50 milhões de carteiras assinadas quando (Carlos) Lupi era ministro (do Trabalho) de Lula. Hoje, são 32 milhões de carteiras assinadas – frisou Ciro.O Poder Judiciário também não foi poupado. Para Boulos, há um processo de judicialização da política. A Justiça, diz ele, não pode se colocar acima do voto popular – numa clara crítica ao juiz Sergio Moro e ao Supremo Tribunal Federal (STF).Temas da eleiçãoA importância da eleição deste ano foi ressaltada por Álvaro Dias, a mais importante desde a redemocratização, segundo ele. Os benefícios de uma parcela da população foram questionados pelo senador – o assunto deve estar na pauta eleitoral do Dias. – Se fossemos iguais, não estaríamos discutindo o fim do foro privilegiado.Também estará no debate eleitoral, no que depender da deputada estadual Manuela D’Ávila, temas de responsabilidade dos Estados, como ensino médio e segurança pública. Ela defendeu a recomposição da capacidade de investimentos dos Estados e municípios.Foto: Arte PioneiroLeia também:Justiça determina passagem de ônibus a R$ 4,30 a partir de 1º de junho em Caxias do Sul Em oito anos, Serra concentra 12% de todos os acidentes no trânsito do EstadoPorto Alegre, RSPioneiro.comPresidenciáveis participaram de debate eleitoral antecipado em GramadoPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-presidenciaveis-participaram-de-debate-eleitoral-antecipado-em-gramado-10336195Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:17550316Mais de 100 sugestões de mudança no plano diretor já foram apresentadas na Câmara de CaxiasPrazo para fazer outras propostas se estende até a próxima terça-feira 2018-05-10T11:34:13-03:002018-05-10T11:34:13-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSTuca RainésMais de 100 sugestões de mudança no plano diretor já foram apresentadas na Câmara de CaxiasPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:17550316Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-mais-de-100-sugestoes-de-mudanca-no-plano-diretor-ja-foram-apresentadas-na-camara-de-caxias-10335637Mais de 100 sugestões de mudança no plano diretor já foram apresentadas na Câmara de CaxiasPrazo para fazer outras propostas se estende até a próxima terça-feira 2018-05-10T11:34:13-03:002018-05-10T11:34:13-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brA revisão do plano diretor de Caxias do Sul, que deveria ter ocorrido ainda no ano passado, vai se estender pelos próximos meses. Mais de 100 sugestões de mudanças ao documento desenvolvido pela prefeitura já foram apresentados à Comissão de Desenvolvimento Urbano, Transporte e Habitação (CDUTH) da Câmara de Vereadores, onde o projeto tramita. O prazo para fazer outras propostas se estende até a próxima terça-feira (15). Depois, todas serão analisadas pela Comissão.Leia mais: Sugestões para o Plano Diretor de Caxias podem ser enviadas até a próxima semana Quórum é baixo, mas reunião do prefeito de Caxias sobre Plano Diretor tem boa avaliaçãoDurante audiência pública nesta terça-feira (9), o vereador Elói Frizzo (PSB), que preside a comissão, ressaltou que o debate entre os integrantes do grupo e com a prefeitura ocorrerá "quantas vezes forem necessárias".— Queremos produzir o melhor Plano Diretor possível — destacou.A reunião lotou o plenário da Câmara, com participação de mais de 200 pessoas. Além dos vereadores, representantes da prefeitura estiveram presentes para explicar o processo de elaboração do plano. A presença de agricultores foi marcante. O motivo é a reivindicação de que áreas usadas para atividade rural sejam retiradas do perímetro urbano. A diretora da Coordenadoria de Planejamento e Gestão Territorial (Coplan), Rosana Guarese, disse que o documento apresentado já contempla parte dessa demanda.Outra proposta levantada foi que o plano diretor seja discutido durante um período de tempo menor — o que está em vigor é de 2007. Além disso, a comunidade levou sugestões sobre o zoneamento da cidade, demarcação de áreas de preservação permanente, regularização de loteamentos, limite da altura de prédios, previsão do modal ferroviário no transporte de forma integrada com a região, entre outros. O secretário do Planejamento, Fernando Mondadori, explicou que foi curto o período para a elaboração do plano, o que pode levar à necessidade de ajustes. A revisão iniciou em abril e o projeto foi encaminhado em dezembro para a Câmara. Porém, Mondadori pediu que as emendas levem em consideração a forma como o planejamento do município foi pensado.— Peço que coloquem emendas que não quebrem a lógica do plano diretor. É quebrando a lógica que se faz uma colcha de retalhos e acredito que não se quer isso — afirmou. Leia também:Secretário estadual da Saúde garante a vereadores que leitos do HG, em Caxias, não serão fechadosAudiência pública em Bento Gonçalves debaterá iluminação nas ruasNo último dia para regularizar o título, eleitores formam longa fila no cartório de CaxiasPorto Alegre, RSPioneiro.comMais de 100 sugestões de mudança no plano diretor já foram apresentadas na Câmara de CaxiasPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-mais-de-100-sugestoes-de-mudanca-no-plano-diretor-ja-foram-apresentadas-na-camara-de-caxias-10335637Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24339275Cinco pré-candidatos à presidência debatem panorama político nacional em GramadoOutros cinco presidenciáveis cancelaram participação no evento2018-05-10T07:01:01-03:002018-05-10T07:01:01-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSCarlos Macedo (Agencia RBS), Marcelo Casagrande (Agencia RBS), Assembleia Legislativa (Divulgação), Marco Favero (Agencia RBS), Mateus Bruxel (Agencia RBS)Cinco pré-candidatos à presidência debatem panorama político nacional em GramadoPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24339275Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-cinco-pre-candidatos-a-presidencia-debatem-panorama-politico-nacional-em-gramado-10334906Cinco pré-candidatos à presidência debatem panorama político nacional em GramadoOutros cinco presidenciáveis cancelaram participação no evento2018-05-10T07:01:01-03:002018-05-10T07:01:01-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brCinco pré-candidatos à presidência da República participam nesta quinta de painel na Conferência Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (CNLE), em Gramado. Álvaro Dias (Podemos), Ciro Gomes (PDT), Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (PMDB) e Manuela D'Ávila (PCdoB) integram o debate "Panorama político nacional", mediado pela jornalista Rosane de Oliveira. O painel ocorre a partir das 14h no centro de eventos da Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (FAURGS). Cerca de 1,5 mil pessoas são esperadas para o evento. Na tarde desta quarta, restavam menos de 200 vagas. Ainda assim, interessados podem tentar se inscrever diretamente no local. A participação é gratuita.Flávio Rocha (PRB), Geraldo Alckmin (PSDB), Jair Bolsonaro (PSL), Marina Silva (Rede) e Rodrigo Maia (DEM), que também estavam previstos para o debate, cancelaram a ida ao evento.A 22ª edição da Conferência Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (CNLE) iniciou quarta e prossegue até sexta. Este é considerado o maior encontro legislativo da América Latina.Além dos presidenciáveis, a conferência irá reunir parlamentares, delegações internacionais, servidores legislativos, autoridades e estudantes de todo o país. Os debates deste ano giram em torno da temática "Os desafios para um novo Brasil". Na programação, estão previstos painéis abordando temas como Gestão e Controle dos Gastos Públicos e a Governança; Controle dos Gastos Públicos nas Casas Legislativas; Eleições 2018 e as Novas Regras; e A Democracia nas Mídias Sociais e as Fake News.Mais informações podem ser obtidas em conferencia.unale.org.br e unale.org.br.PROGRAMAÇÃO RESTANTE10 DE MAIO | QUINTA-FEIRA9h30min - Painel: Gestão e Controle dos Gastos Públicos e a GovernançaPalestrantes: ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Augusto Nardes; presidente da ATRICON, Fábio Túlio Nogueira; presidente do TCE-RS, Iradir Pietroski; presidente do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE)Orlando Pessuti.11h15min - Apresentação de case: Controle dos Gastos Públicos nas Casas LegislativasPalestrante: Ilana Trombka, diretora geral do Senado.11h45min - Painel: Efeitos econômicos do cadastro positivo na arrecadação nos estadosPalestrantes: presidente da Associação Nacional dos Bureaus de Crédito (ANBC), Elias Sfeir; diretor de Relações Governamentais, Julien Dutra.14h - Painel: Panorama político nacionalMediadora: jornalista e colunista da RBS, Rosane de Oliveira.Palestrantes: Álvaro Dias (Podemos), Ciro Gomes (PDT), Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (PMDB) e Manuela D'Ávila (PCdoB).17h - Palestra motivacional: SuperaçãoPalestrante: embaixador e ex-goleiro da Chapecoense, Jakson Follmann.11 DE MAIO | SEXTA-FEIRA9h - Painel: Eleições 2018 e as novas regrasPalestrantes: ex-ministro do TSE, Henrique Neves; ex-presidente da OAB, Marcus Vinicius Coelho.10h45min - Painel: A democracia nas mídias sociais e as fake newsPalestrantes: professor, web ativista e colunista, Gil Giardelli; jurista do Instituto Brasileiro de Direito Eleitoral (IBRADE), Marcelo Weick Pogliese.11h50min - Assembleia Geral da Unale14h - I Simpósio Nacional da Frente Parlamentar Interestadual em Defesa dos Direitos da Pessoa com EpilepsiaTema: Epilepsia sem Preconceito14h - II Seminário Nacional sobre instalações de Free Shops em cidades Gêmeas de Fronteiras20h - Posse da nova Diretoria 2018/2019 e jantar de encerramentoSERVIÇOO quê: Conferência Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (CNLE)Onde: centro de eventos da FAURGS, Rua São Pedro, 663, Centro, Gramado (RS)Quando: Até amanhãInscrições: direto no localQuanto: gratuitoLeia também:Secretário estadual da Saúde garante a vereadores que leitos do HG, em Caxias, não serão fechadosAudiência pública em Bento Gonçalves debaterá iluminação nas ruasNo último dia para regularizar o título, eleitores formam longa fila no cartório de CaxiasPorto Alegre, RSPioneiro.comCinco pré-candidatos à presidência debatem panorama político nacional em GramadoPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-cinco-pre-candidatos-a-presidencia-debatem-panorama-politico-nacional-em-gramado-10334906Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24339537Sugestões para o Plano Diretor de Caxias podem ser enviadas até a próxima semanaMais de 100 propostas já foram protocoladas no Legislativo 2018-05-09T21:00:04-03:002018-05-09T21:00:04-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSFelipe PadilhaSugestões para o Plano Diretor de Caxias podem ser enviadas até a próxima semanaPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24339537Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-sugestoes-para-o-plano-diretor-de-caxias-podem-ser-enviadas-ate-a-proxima-semana-10335071Sugestões para o Plano Diretor de Caxias podem ser enviadas até a próxima semanaMais de 100 propostas já foram protocoladas no Legislativo 2018-05-09T21:00:04-03:002018-05-09T21:00:04-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brA Comissão de Desenvolvimento Urbano, Transporte e Habitação (CDUTH) da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul recebe até terça-feira sugestões e demandas do Plano Diretor Municipal, atualmente em trâmite no Legislativo. O protocolo pode ser feito no horário de expediente da Câmara, das 8h30min às 17h. O prazo foi comunicado pelo presidente da CDUTH e relator do processo, vereador Elói Frizzo (PSB) na última terça, durante a audiência pública que debateu a proposta na Câmara. Na ocasião, mais de 200 pessoas lotaram o plenário da casa legislativa para criticar itens e reforçar demandas aos vereadores e representantes do Executivo.Segundo Frizzo, até o momento, a comissão recebeu mais de 100 propostas. Após o fim do prazo de recebimento, cada uma das sugestões será analisada individualmente.— Já a partir de quarta-feira vamos começar a analisar uma por uma. Vai ser um processo intenso e complexo, mas até a primeira quinzena de junho acredito que teremos o relatório e o parecer final — comenta. Após reformulado, o projeto precisa ainda passar pela Comissão de Constituição e Justiça. Caso a nova proposta seja aprovada, o Plano Diretor volta para sanção ou veto do prefeito Daniel Guerra (PRB).Na audiência da última terça, o secretário do Planejamento, Fernando Mondadori, admitiu que alguns ajustes devem ser feitos na proposta encaminhada pelo próprio município. A necessidade dos acertos, segundo ele, foram em decorrência do pouco tempo que o governo teve para elaborar o projeto.Leia tambémQuase 600 títulos eleitorais são regularizados em Caxias no último dia do prazoSecretário estadual da Saúde garante a vereadores que leitos do HG, em Caxias, não serão fechadosSérie de encontros em defesa das candidaturas de Sartori e Rigotto culmina em Caxias do SulPorto Alegre, RSPioneiro.comSugestões para o Plano Diretor de Caxias podem ser enviadas até a próxima semanaPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-sugestoes-para-o-plano-diretor-de-caxias-podem-ser-enviadas-ate-a-proxima-semana-10335071Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24339533Quase 600 títulos eleitorais são regularizados em Caxias no último dia do prazo Também foram realizados pré-cadastros de 300 eleitores 2018-05-09T20:03:42-03:002018-05-09T20:03:42-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSMarcelo CasagrandeQuase 600 títulos eleitorais são regularizados em Caxias no último dia do prazo Pioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24339533Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-quase-600-titulos-eleitorais-sao-regularizados-em-caxias-no-ultimo-dia-do-prazo-10335053Quase 600 títulos eleitorais são regularizados em Caxias no último dia do prazo Também foram realizados pré-cadastros de 300 eleitores 2018-05-09T20:03:42-03:002018-05-09T20:03:42-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brComo esperado, quase 600 pessoas procuraram o cartório eleitoral de Caxias do Sul nesta quarta-feira para regularizar o título. Foram 590 atendimentos durante todo o dia, mesmo número da terça. Outras 300 pessoas realizaram um pré-cadastro. Elas receberam senhas e poderão retornar nesta quinta e sexta-feira para finalizar o atendimento. Os eleitores que não procuraram o cartório até esta quarta-feira não têm mais como regularizar a situação eleitoral para o pleito deste ano. — Quem perdeu o prazo vai ter de aguardar depois da eleição, quando reabre o cadastro — avisa Edson Borowski, chefe da 169ª Zona Eleitoral de Caxias. Com a revisão biométrica, finalizada em 2016, 48 mil eleitores tiveram o título cancelado. Hoje, conforme levantamento feito até terça-feira, o número de títulos cancelados reduziu para 31,8 mil. Leia tambémSecretário estadual da Saúde garante a vereadores que leitos do HG, em Caxias, não serão fechadosAudiência pública em Bento Gonçalves debaterá iluminação nas ruasCinco pré-candidatos à presidência participam de painel em Gramado nesta quintaPorto Alegre, RSPioneiro.comQuase 600 títulos eleitorais são regularizados em Caxias no último dia do prazo Pioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-quase-600-titulos-eleitorais-sao-regularizados-em-caxias-no-ultimo-dia-do-prazo-10335053Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24339076Secretário estadual da Saúde garante a vereadores que leitos do HG, em Caxias, não serão fechadosInformação é da Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Câmara, que esteve na tarde desta quarta-feira em Porto Alegre2018-05-09T17:12:00-03:002018-05-09T17:12:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSGean ZuchettiSecretário estadual da Saúde garante a vereadores que leitos do HG, em Caxias, não serão fechadosPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24339076Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-secretario-estadual-da-saude-garante-a-vereadores-que-leitos-do-hg-em-caxias-nao-serao-fechados-10334874Secretário estadual da Saúde garante a vereadores que leitos do HG, em Caxias, não serão fechadosInformação é da Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Câmara, que esteve na tarde desta quarta-feira em Porto Alegre2018-05-09T17:12:00-03:002018-05-09T17:12:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brO secretário estadual da Saúde, Francisco Paz, garantiu à Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Câmara de Vereadores de Caxias que os 50 leitos do Hospital Geral (HG) não serão fechados. A informação foi repassada pelo presidente da comissão, Renato Oliveira (PCdoB), após reunião realizada na tarde desta quarta-feira, em Porto Alegre. Conforme Oliveira, não foi falado em valores a serem repassados pelo Estado. Essa questão fundamental será tratada nesta quinta, às 16h, em outra reunião, desta vez entre o secretário estadual, o diretor-geral do HG, Sandro Junqueira, e o diretor-executivo da Fundação Universidade de Caxias do Sul (FUCS), Gilberto Quissini.— O objetivo da reunião foi alcançado. O secretário garantiu que não vai ter fechamento de leitos no HG. A expectativa é de que a verba venha — afirmou o vereador.Junqueira, por sua vez, disse que ainda não tinha a informação repassada aos vereadores.O fechamento dos 50 leitos, anunciado no início de abril, previsto para ocorrer em 60 dias, resulta do déficit do hospital que deve chegar a R$ 7 milhões neste ano. Participaram do encontro os integrantes da comissão Felipe Gremelmaier (PMDB), Paula Ioris (PSDB) e Rafael Bueno (PDT). O ex-secretário de Planejamento, Governança e Gestão, Carlos Búrigo, que é pré-candidato a deputado estadual, também estava presente. Segundo o presidente da Comissão de Saúde, antes de deixar o cargo no governo do Estado, Búrigo havia alinhavado o encontro.O presidente da Comissão de Saúde convidou o secretário estadual para uma audiência pública, marcada para as 14h do dia 15 de junho, no plenário da Câmara. Serão convidados ainda os secretários de saúde de 49 municípios da Serra gaúcha. Segundo Oliveira, Paz disse que participará da audiência.Porto Alegre, RSPioneiro.comSecretário estadual da Saúde garante a vereadores que leitos do HG, em Caxias, não serão fechadosPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-secretario-estadual-da-saude-garante-a-vereadores-que-leitos-do-hg-em-caxias-nao-serao-fechados-10334874Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16963019Audiência pública em Bento Gonçalves debaterá iluminação nas ruasEvento na Câmara de Vereadores abordará futuro edital de parceria público-privada para gestão da iluminação pública2018-05-09T15:09:46-03:002018-05-09T15:09:46-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSCâmara de Vereadores de Bento GonçalvesAudiência pública em Bento Gonçalves debaterá iluminação nas ruasPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:16963019Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-audiencia-publica-em-bento-goncalves-debatera-iluminacao-nas-ruas-10334805Audiência pública em Bento Gonçalves debaterá iluminação nas ruasEvento na Câmara de Vereadores abordará futuro edital de parceria público-privada para gestão da iluminação pública2018-05-09T15:09:46-03:002018-05-09T15:09:46-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brA Câmara de Vereadores de Bento Gonçalves realiza nesta quarta-feira, às 18h30min, uma audiência aberta à comunidade sobre a iluminação pública do município. O principal tema da sessão é o edital de parceria público-privada que será lançado pela prefeitura de Bento Gonçalves para gestão da iluminação das ruas.Entre os pontos que serão debatidos estão a troca das lâmpadas das áreas urbanas e rurais por modelos de LED e também a instalação de 100 câmeras de monitoramento do sistema. O vice-presidente da Frente Parlamentar da Iluminação Pública, vereador Volnei Christofoli (PP), afirma que o objetivo da sessão é ouvir a opinião da população sobre esse novo sistema a ser implantado.Outro ponto que será debatido é o sistema de telegestão da câmeras instaladas, que permite ao operador saber a localização de cada ponto de luz e receber informações instantâneas sobre falhas e defeitos. Segundo a Prefeitura de Bento Gonçalves, por meio da assessoria de imprensa, a licitação ainda está sendo formatada e a previsão é de que ela seja lançada ainda no primeiro semestre. Leia também:Homem tem carro roubado após parar para urinar na Rota do Sol, em São Francisco de PaulaRS tem 7,3 mil pedidos de seguro-desemprego bloqueados: maioria é de CaxiasTransporte coletivo: "estamos fazendo o papel da prefeitura", diz presidente de associação de passageiros de CaxiasPorto Alegre, RSPioneiro.comAudiência pública em Bento Gonçalves debaterá iluminação nas ruasPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-audiencia-publica-em-bento-goncalves-debatera-iluminacao-nas-ruas-10334805Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24312723RS tem 7,3 mil pedidos de seguro-desemprego bloqueados: maioria é de CaxiasServidor do Ministério do Trabalho e Emprego foi preso e afastado das funções públicas2018-05-09T14:33:04-03:002018-05-09T14:33:04-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSAndré FiedlerRS tem 7,3 mil pedidos de seguro-desemprego bloqueados: maioria é de CaxiasPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24312723Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-rs-tem-7-3-mil-pedidos-de-seguro-desemprego-bloqueados-maioria-e-de-caxias-10334766RS tem 7,3 mil pedidos de seguro-desemprego bloqueados: maioria é de CaxiasServidor do Ministério do Trabalho e Emprego foi preso e afastado das funções públicas2018-05-09T14:33:04-03:002018-05-09T14:33:04-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brO Ministério do Trabalho bloqueou 7,3 mil requerimentos de seguro-desemprego, por suspeitas de fraude, desde dezembro de 2016. Os dados foram divulgados pelo governo federal nesta quarta-feira (9).Leia mais Vanius Corte voltará à gerência do Ministério do Trabalho em Caxias Fraude de R$ 20 milhões era arquitetada no MTE caxiense Gerente do Ministério do Trabalho de Caxias do Sul é preso por fraude em seguros para pescador Após prisão de gerente do MTE, atendimento para seguro-desemprego no Sine segue normalmente em Caxias Do total, sete mil requerimentos bloqueados são de Caxias do Sul, na Serra. Em abril, foi descoberto que havia pescadores com seguro-defeso na cidade, que não possui rio, nem mar. O valor bloqueado chegou a R$ 24,6 milhões. O gerente regional do Ministério do Trabalho e Emprego, Júlio César Goss, chegou a ser preso pela Polícia Federal e afastado das funções públicas. Goss é suspeito de alterar dados corretos para inserir informações falsas no sistema de gerenciamento do seguro. Dessa forma, teria sido possível viabilizar benefícios fraudulentos para a modalidade de pesca artesanal. Na agência do ministério em Caxias, apenas ele tem acesso ao sistema, que opera de forma separada dos outros setores.O Rio Grande do Sul conta com 16,1 mil pescadores artesanais, segundo dados do Registro Geral da Atividade Pesqueira (RGP), usado como base para pagamentos do seguro-defeso. Um único login, o de Júlio Cesar, aparece relacionado a 7 mil benefícios, o que equivale a quase metade dos segurados no Estado.As investigações apontam ainda que 68% dos pagamentos de seguro a pescadores encaminhados pelo gerente foram sacados em agências da Caixa Econômica Federal no Amapá, onde Goss trabalhou anteriormente, e respondeu pelo mesmo crime em 2015. Conforme o Ministério do Trabalho, além dos 7 mil requerimentos identificados em Caxias do Sul, houve ainda 286 bloqueios em outras 36 cidades gaúchas. Porto Alegre ficou em segundo lugar, com 147 requerimentos bloqueados, o que representa R$ 883 mil.Cidades com mais bloqueios:Caxias do Sul - 7.010Porto Alegre - 147 Gravataí - 16Alvorada - 15Bento Gonçalves - 12Leia tambémUm quarto dos médicos nomeados pela prefeitura de Caxias não assumiu vaga neste anoPré-candidatura de Rigotto ganha força no PMDBPorto Alegre, RSPioneiro.comRS tem 7,3 mil pedidos de seguro-desemprego bloqueados: maioria é de CaxiasPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-rs-tem-7-3-mil-pedidos-de-seguro-desemprego-bloqueados-maioria-e-de-caxias-10334766Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24337490No último dia para regularizar o título, eleitores formam longa fila no cartório de CaxiasUnidade estará aberta até as 19h nesta quarta-feira2018-05-09T13:50:10-03:002018-05-09T13:50:10-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSLucas AmorelliNo último dia para regularizar o título, eleitores formam longa fila no cartório de CaxiasPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24337490Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-no-ultimo-dia-para-regularizar-o-titulo-eleitores-formam-longa-fila-no-cartorio-de-caxias-10334724No último dia para regularizar o título, eleitores formam longa fila no cartório de CaxiasUnidade estará aberta até as 19h nesta quarta-feira2018-05-09T13:50:10-03:002018-05-09T13:50:10-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPouco antes das 10h desta quarta-feira, a fila para atendimento no Cartório Eleitoral de Caxias do Sul chegava até a Rua Visconde de Pelotas. A unidade, localizada na Rua Garibaldi, no Centro, abriu às 10h. O atendimento seguirá até as 19h. Esse é o último dia para a regularização do título de eleitor para quem quer votar nas Eleições 2018.Leia maisEleitores têm até 9 de maio para recadastramento biométricoRegularização do título eleitoral pode ser feito até 9 de maio Nos últimos dias, filas mais extensas se formaram em frente ao cartório. Conforme o chefe da 169ª Zona Eleitoral de Caxias, Edson Borowski, nesta terça-feira (8), 590 pessoas foram atendidas e 556 na segunda-feira (7). Um movimento bem maior que no final de semana, quando o cartório esteve aberto das 10h às 17h. No sábado (5), foram 215 atendimentos e 195 no domingo. Borowski chama atenção para o alto número de novos títulos nessas semana. Dos 1.146 atendimentos na segunda e terça, 473 foram a pessoas que querem votar pela primeira vez, ou seja, 41%. O chefe da 169ª Zona Eleitoral destaca ainda que quem quiser tirar a segunda via do título pode ir ao cartório até 10 dias antes da eleição.Em Bento Gonçalves, segunda maior cidade da Serra, o cartório eleitoral abriu às 9h e atenderá até as 17h.DocumentosO eleitor deve levar carteira de identidade, carteira de trabalho ou certidão de nascimento ou casamento, comprovante de residência original e recente, e certificado de quitação do serviço militar.Leia tambémUm quarto dos médicos nomeados pela prefeitura de Caxias não assumiu vaga neste anoPré-candidatura de Rigotto ganha força no PMDBPorto Alegre, RSPioneiro.comNo último dia para regularizar o título, eleitores formam longa fila no cartório de CaxiasPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-no-ultimo-dia-para-regularizar-o-titulo-eleitores-formam-longa-fila-no-cartorio-de-caxias-10334724Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-cinco-pre-candidatos-a-presidencia-participam-de-painel-em-gramado-nesta-quinta-10334695Cinco pré-candidatos à presidência participam de painel em Gramado nesta quintaOutros cinco presidenciáveis, que também estavam previstos, cancelaram vinda à Serra 2018-05-09T13:45:47-03:002018-05-09T13:45:47-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brA 22ª Conferência Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (CNLE), que inicia nesta quarta-feira e prossegue até sexta, em Gramado, contará com a participação de cinco pré-candidatos à presidência da República. Álvaro Dias (Podemos), Ciro Gomes (PDT), Henrique Meirelles (PMDB), Manuela D’Ávila (PCdoB) e Guilherme Boulos (PSOL) confirmaram a presença no evento, considerado o maior encontro legislativo da América Latina. Eles participarão do painel Panorama político nacional, previsto para esta quinta, a partir das 14h. Geraldo Alckmin (PSDB), Rodrigo Maia (DEM), Jair Bolsonaro (PSL), Flávio Rocha (PRB) e Marina Silva (Rede), que também estavam previstos para vir à Serra, cancelaram a participação no evento.Além dos presidenciáveis, a conferência irá reunir parlamentares, delegações internacionais, servidores legislativos, autoridades e estudantes de todo o país para debater a temática “Os desafios para um novo Brasil”. Na programação, estão previstos painéis abordando temas como Gestão e Controle dos Gastos Públicos e a Governança; Controle dos Gastos Públicos nas Casas Legislativas; Eleições 2018 e as Novas Regras; e A Democracia nas Mídias Sociais e as Fake News.A sede da conferência será o Centro de Eventos de Gramado, da Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Leia também:Quase 80% apurada, eleição de Conselho Municipal de Saúde segue acirrada em CaxiasSérie de encontros em defesa das candidaturas de Sartori e Rigotto culmina em Caxias do SulCerca de 600 pessoas devem ser atendidas no último dia de regularização do Título Eleitoral em CaxiasPorto Alegre, RSPioneiro.comCinco pré-candidatos à presidência participam de painel em Gramado nesta quintaPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-cinco-pre-candidatos-a-presidencia-participam-de-painel-em-gramado-nesta-quinta-10334695Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24337532Quase 80% apurada, eleição de Conselho Municipal de Saúde segue acirrada em CaxiasMais de três mil pessoas já votaram em eleição cujo resultado pode influenciar na retomada de discussão sobre terceirização do P.A. 24 Horas2018-05-09T08:27:01-03:002018-05-09T08:27:01-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSClaiton StumpfQuase 80% apurada, eleição de Conselho Municipal de Saúde segue acirrada em CaxiasPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24337532Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-quase-80-apurada-eleicao-de-conselho-municipal-de-saude-segue-acirrada-em-caxias-10334098Quase 80% apurada, eleição de Conselho Municipal de Saúde segue acirrada em CaxiasMais de três mil pessoas já votaram em eleição cujo resultado pode influenciar na retomada de discussão sobre terceirização do P.A. 24 Horas2018-05-09T08:27:01-03:002018-05-09T08:27:01-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brNesta semana, encerram-se as eleições para a definição dos 18 novos integrantes — e mais 18 suplentes — do Conselho Municipal de Saúde de Caxias para o triênio 2018-2021. Tem sido uma eleição acirrada. Até o momento, já foram eleitas nove das 10 chapas que abrangem as regiões da cidade; duas das cinco representações de movimentos sociais, entidades e ONGs; e todas as três chapas de prestadores de serviços na área da saúde. Portanto, 14 dos 18 representantes já foram definidos.Após o fim de eleição dos integrantes, que vai até o próximo sábado, será o momento da definição dos nomes para a outra metade do conselho: mais 18 conselheiros e 18 suplentes serão designados por indicações. A categoria dos trabalhadores da área da saúde aponta nove nomes, o governo municipal indica seis e o Sindicato dos Trabalhadores Rurais, o Sindicato dos Servidores Municipais (Sindiserv) e a Associação dos Aposentados e Pensionistas indicam um integrante cada.— Podemos dizer que alcançamos quase 80% da apuração. Tudo está transcorrendo dentro do previsto. A comissão (eleitoral) está responsável por avaliar a contestação de uma das chapas, mas, ao que indica, não há irregularidades — afirma a integrante da Comissão Eleitoral, Geraldine Gollo de Oliveira.Leia mais:Escolha de membros do Conselho Municipal de Saúde de Caxias pode definir terceirização do PostãoNos bastidores, no entanto, o ar de disputa prevalece. Representantes da administração municipal e da oposição trocam acusações e frequentes denúncias sobre supostas irregularidades nas candidaturas. Ainda assim, nenhum pedido de impugnação ou encaminhamento judicial foi realizado até o momento.Conforme Geraldine, a participação de votantes também tem sido bastante intensa:— Já tivemos mais de 3 mil pessoas votando. Nos últimos pleitos, registrávamos média de 400 pessoas. Só na região do Fátima, tivemos 1.010 votantes. Está havendo grande engajamento das comunidades.Ela acrescenta que as eleições seguem bastante disputadas e cita como exemplo a eleição da região do Desvio Rizzo, cuja chapa vencedora superou em apenas um voto a segunda colocada. O acirramento ocorre devido ao embate político que envolve a proposta de terceirização do Pronto-Atendimento 24 Horas, o Postão, ou gestão compartilhada, como prefere o Executivo. Caso a prefeitura consiga eleger maior número de representantes para o colegiado — mesmo com representantes em entidades não ligadas ao poder público —, o projeto de terceirização deve ser novamente remetido à votação dos conselheiros. A esperança é de que a nova conjuntura do grupo possa aprovar a proposta, rejeitada em dezembro do ano passado pelo Conselho.A Comissão Eleitoral deve divulgar publicamente a relação dos eleitos logo após a conclusão de todo o processo. A posse oficial dos conselheiros será no dia 22 de maio.Quem falta escolher:: Regiões (representantes dos distritos sanitários): Rural (UBSs Fazenda Souza, Vila Oliva, Vila Seca, Criúva, Santa Lúcia do Piaí): votação ocorre no sábado (12/05), das 14h às 17h30min, na UBS Fazenda Souza.:: Representantes de movimentos sociais, entidades e ONGs: — Entidade da Criança e do Adolescente (Enca): votação ocorre nesta quarta, das 19h às 21h, no auditório (5º andar) da Secretaria Municipal da Saúde;— Associação de Pessoas com Deficiência: votação ocorre quinta, das 19h às 21h, no auditório (5º andar) da Secretaria Municipal da Saúde.— Movimentos sociais organizados: votação ocorre sexta-feira, das 19h às 21h, no auditório (5º andar) da Secretaria Municipal da Saúde.A representação do Conselho:: Mais 18 conselheiros e 18 suplentes serão designados por indicações. :: Os trabalhadores da área da saúde apontam nove nomes.:: O governo municipal indica seis.:: O Sindicato dos Trabalhadores Rurais, o Sindicato dos Servidores Municipais (Sindiserv) e a Associação dos Aposentados e Pensionistas indicam um integrante cada.Leia também:Cerca de 600 pessoas devem ser atendidas no último dia de regularização do Título Eleitoral em CaxiasApós registrar BO, vereador pede a saída de secretária de Educação de Caxias do SulApenas sete vereadores vão a reunião convocada pelo prefeito de Caxias do SulPorto Alegre, RSPioneiro.comQuase 80% apurada, eleição de Conselho Municipal de Saúde segue acirrada em CaxiasPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-quase-80-apurada-eleicao-de-conselho-municipal-de-saude-segue-acirrada-em-caxias-10334098Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24337657Série de encontros em defesa das candidaturas de Sartori e Rigotto culmina em Caxias do SulReunião será no dia 1º de junho em local ainda não definido 2018-05-09T07:22:30-03:002018-05-09T07:22:30-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSNatanael Engel, DivulgaçãoSérie de encontros em defesa das candidaturas de Sartori e Rigotto culmina em Caxias do SulPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24337657Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-serie-de-encontros-em-defesa-das-candidaturas-de-sartori-e-rigotto-culmina-em-caxias-do-sul-10334167Série de encontros em defesa das candidaturas de Sartori e Rigotto culmina em Caxias do SulReunião será no dia 1º de junho em local ainda não definido 2018-05-09T07:22:30-03:002018-05-09T07:22:30-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brOs encontros regionais da Associação de Vereadores do PMDB do Estado e da Fundação Ulysses Guimarães (RS), em defesa das pré-candidaturas do governador José Ivo Sartori à reeleição e do ex-governador Germano Rigotto ao Senado, iniciados no último final de semana, culminam em Caxias do Sul no dia 1º de junho. Leia maisPré-candidatura de Rigotto ganha força no PMDBNem poderia ser diferente, afinal, é a terra dos dois. Será a partir das 19h e o local ainda não está definido. Ao todo, serão realizados oito encontros macrorregionais no Estado. Já a demora de Sartori em anunciar sua decisão sobre concorrer ou não à reeleição será assunto de uma audiência que ocorre hoje, marcada pelo novo presidente da Juventude estadual do PMDB, Norton Soares. Ele foi eleito no último dia 22. A intenção é cobrar de Sartori que ele se pronuncie ou, então, que tenha uma data para divulgar se irá disputar um novo mandato ao governo gaúcho. Embora a presença de Sartori na disputa seja dada como certa, a falta de um anúncio formal estaria atrasando a campanha. Vale lembrar que os pré-candidatos já estão com o bloco na rua há tempo, enquanto o PMDB ainda aguarda um ok de Sartori. Claro que a intenção é segurar ao máximo, para evitar bombadeios, além do que ele já enfrenta por sua gestão. A convenção do partido ocorre em 5 de agosto, último dia para a escolha dos candidatos.Se desta vez Sartori não pode dizer que anunciará sua decisão depois da Festa da Uva, o comentário é de que agora estaria dizendo que ficará para depois da Copa do Mundo. O Mundial termina em 15 de julho.Leia tambémCerca de 600 pessoas devem ser atendidas no último dia de regularização do Título Eleitoral em CaxiasApós registrar BO, vereador pede a saída de secretária de Educação de Caxias do SulQuórum é baixo, mas reunião do prefeito de Caxias sobre Plano Diretor tem boa avaliaçãoPorto Alegre, RSPioneiro.comSérie de encontros em defesa das candidaturas de Sartori e Rigotto culmina em Caxias do SulPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-serie-de-encontros-em-defesa-das-candidaturas-de-sartori-e-rigotto-culmina-em-caxias-do-sul-10334167Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24337490Cerca de 600 pessoas devem ser atendidas no último dia de regularização do Título Eleitoral em CaxiasPrazo para atualizar dados e fazer recadastramento se encerra nesta quarta2018-05-08T20:05:56-03:002018-05-08T20:05:56-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSLucas AmorelliCerca de 600 pessoas devem ser atendidas no último dia de regularização do Título Eleitoral em CaxiasPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24337490Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-cerca-de-600-pessoas-devem-ser-atendidas-no-ultimo-dia-de-regularizacao-do-titulo-eleitoral-em-caxias-10334075Cerca de 600 pessoas devem ser atendidas no último dia de regularização do Título Eleitoral em CaxiasPrazo para atualizar dados e fazer recadastramento se encerra nesta quarta2018-05-08T20:05:56-03:002018-05-08T20:05:56-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brO Cartório Eleitoral de Caxias projeta regularizar somente nesta quarta a situação eleitoral de cerca de 600 pessoas. Encerra-se nesta quarta o prazo para recadastramento biométrico de eleitores que pretendem votar no próximo pleito. Nos últimos dois dias, foram registrados aproximadamente 1,2 mil atendimentos devido ao aumento repentino da procura.Apesar de trabalhar em horário estendido e de ter recebido reforço na equipe, o cartório estima que em torno de 28 mil pessoas devem ficar impossibilitadas de votar neste ano em Caxias. A maioria, segundo o chefe de cartório, Edson Borowski, são casos de alistamento eleitoral — pessoas que completam 18 anos até 7 de outubro.Leia também:A poucos dias do fim do prazo para regularização do Título Eleitoral, cartório volta a apresentar filas em CaxiasPara evitar transtornos do serviço, Borowski cita orientações à população:— Evitem trazer acompanhantes para não atrapalhar na movimentação. Também recomendamos que as pessoas emitam o boleto de multas (para quem não votou em eleições anteriores) pelo site da Justiça Eleitoral e paguem no banco antes de vir no cartório. Isso agiliza muito o nosso serviço — comenta.Ele informa também que pessoas que ainda não fizeram o cadastramento biométrico é que devem, prioritariamente, procurar o serviço neste momento:— Quem quer solicitar a reimpressão da segunda via do título, pode fazer isso até 10 dias antes das eleições. Por isso, não precisa vir agora.COMO FAZER:: O quê: regularização do Título de Eleitor, confecção do primeiro título, alteração de dados de cadastro, transferência de domicílio eleitoral, cadastramento biométrico nos municípios onde o cadastramento é obrigatório.:: Onde: comparecer no Cartório Eleitoral mais próximo de sua residência, levando Título de Eleitor (caso possua), comprovante de residência (é aceita somente a conta mais recente de água ou luz), documento oficial de identificação pessoal e comprovante de quitação militar. Em Caxias do Sul, o Cartório Eleitoral fica na Rua Garibaldi, 596, telefone (54) 3221-3400.:: Horário de funcionamento: das 10h às 19h. Leia também:Após registrar BO, vereador pede a saída de secretária de Educação de Caxias do Sul Prefeitura de Caxias abre processo para vender folha de pagamento dos servidores Quórum é baixo, mas reunião do prefeito de Caxias sobre Plano Diretor tem boa avaliaçãoPorto Alegre, RSPioneiro.comCerca de 600 pessoas devem ser atendidas no último dia de regularização do Título Eleitoral em CaxiasPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-cerca-de-600-pessoas-devem-ser-atendidas-no-ultimo-dia-de-regularizacao-do-titulo-eleitoral-em-caxias-10334075Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24336943Após registrar BO, vereador pede a saída de secretária de Educação de Caxias do SulRafael Bueno disse que secretária mentiu ao afirmar que ele havia ofendido coordenadora de escola infantil na semana passada2018-05-08T17:49:56-03:002018-05-08T17:49:56-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSFranciele Masochi LorenzettApós registrar BO, vereador pede a saída de secretária de Educação de Caxias do SulPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24336943Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-apos-registrar-bo-vereador-pede-a-saida-de-secretaria-de-educacao-de-caxias-do-sul-10333927Após registrar BO, vereador pede a saída de secretária de Educação de Caxias do SulRafael Bueno disse que secretária mentiu ao afirmar que ele havia ofendido coordenadora de escola infantil na semana passada2018-05-08T17:49:56-03:002018-05-08T17:49:56-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brDepois de registrar um Boletim de Ocorrência (BO) na quinta-feira contra a Secretaria Municipal de Educação (Smed) e a conveniada para administração de escolas infantis Educaxias/Educaritá, o vereador Rafael Bueno (PDT) pediu, na sessão da Câmara desta terça-feira, a saída imediata da secretária Marina Matiello. Ele voltou a falar da situação das escolinhas infantis, ressaltando que todas na cidade estão um caos. O pedetista disse que a secretária é incompetente e mentirosa. Em março, após visitas às escolas, ele fez denúncia ao Ministério Público. Leia maisVereador barrado em escola registra BO contra Secretaria Municipal de Educação de CaxiasProfessores e pais denunciam situações de maus-tratos em escolas infantis de CaxiasComissão faz visita a quatro escolas infantis alvos de denúncias em Caxias do Sul Na semana passada, ele e o diretor de Assuntos Profissionais do Senalba (Sindicato dos Empregados em Entidades, Culturais, Recreativas, de Assistência Social, de Orientação e Formação Profissional), Claiton Augusto Vargas Melo, foram conferir a situção das escolinhas, mas não tiveram acesso na Dr. Renan Falcão de Azevedo, no bairro Reolon. Foi o que motivou o BO.A secretária, porém, negou que tivesse partido da Smed a ordem para impedir a entrada do vereador e do diretor do sindicato, e disse que Rafael havia proferido palavras ofensivas à coordenação da escola. A reportagem do Pioneiro acompanhou a vistoria na quinta passada e não confirma as ofensas.A declaração da secretária indignou o vereador. No pronunciamento na Câmara, ele ressaltou que a coordenadora os atendeu muito bem e que ela ligou para a Smed, para a Educaritá e, então, informou que estavam impedidos de entrar, embora conste na Lei Orgânica do município que fiscalizar é função do vereador. — Além de ser incompetente, agora virou mentirosa? É feio para uma secretária de Educação — reagiu Rafael.Ele mostrou fotos retratando diversos problemas, falou sobre falta de material didático e alimentação para as crianças, e lembrou que o plano de governo do prefeito Daniel Guerra (PRB) prevê a construção de escolas verticais de educação infantil, revitalização e ampliação dos espaços existentes prevendo acessibilidade para todos.— Até o Carandiru tem área melhor de recreação do que as escolas de educação infantil de Caxias — definiu. O vereador pediu ao líder de governo, Chico Guerra (PRB), que vejam outro nome para a secretaria, afirmando que a atual titular não tem mais condições de permanecer no cargo.Na segunda-feira, o BO foi encaminhado ao Ministério Público para que seja incluído no conteúdo de inquérito sobre as escolas de educação infantil.Leia tambémQuórum é baixo, mas reunião do prefeito de Caxias sobre Plano Diretor tem boa avaliaçãoApenas sete vereadores vão a reunião convocada pelo prefeito de Caxias do SulPorto Alegre, RSPioneiro.comApós registrar BO, vereador pede a saída de secretária de Educação de Caxias do SulPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-apos-registrar-bo-vereador-pede-a-saida-de-secretaria-de-educacao-de-caxias-do-sul-10333927Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24335296Quórum é baixo, mas reunião do prefeito de Caxias sobre Plano Diretor tem boa avaliaçãoNão faltou uma espetada de Daniel Guerra, sobre o tempo consumido com o impeachment, diante da afirmação de que encontro era tardio2018-05-08T07:05:01-03:002018-05-08T07:05:01-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSAndré TajesQuórum é baixo, mas reunião do prefeito de Caxias sobre Plano Diretor tem boa avaliaçãoPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24335296Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-quorum-e-baixo-mas-reuniao-do-prefeito-de-caxias-sobre-plano-diretor-tem-boa-avaliacao-10333235Quórum é baixo, mas reunião do prefeito de Caxias sobre Plano Diretor tem boa avaliaçãoNão faltou uma espetada de Daniel Guerra, sobre o tempo consumido com o impeachment, diante da afirmação de que encontro era tardio2018-05-08T07:05:01-03:002018-05-08T07:05:01-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brA reunião promovida nesta segunda-feira pelo prefeito Daniel Guerra (PRB) com vereadores para falar sobre o Plano Diretor foi considerada muito boa, dentro da relação republicana, por três dos participantes declaradamente de oposição. Porém, o quórum foi bastante baixo, com a presença de apenas sete dos 23 vereadores.Leia maisApenas sete vereadores vão a reunião convocada pelo prefeito de Caxias do SulO esvaziamento já era pedra cantada diante da manifestação do vereador Elói Frizzo (PSB), de que considerava uma invasão de competência do prefeito o convite, uma vez que, com o encaminhamento do projeto pelo Executivo, a iniciativa de discussão era da Câmara.De qualquer forma, Adiló Didomenico (PTB), Alceu Thomé (PTB) e Renato Oliveira (PCdoB), ouvidos pela coluna Mirante, avaliaram como positivo o encontro, com a abertura para questionamentos. O chamado do prefeito, porém, foi considerado um pouco tardio, diante dos esclarecimentos técnicos que poderiam ter evitado discussões e sanado dúvidas.A avaliação positiva não significa que o Plano Diretor enviado à Câmara não terá alterações – a exemplo da redução do índice construtivo, que já é anunciada como uma medida que não passa. Nesta terça-feira, às 19h, haverá audiência pública na Câmara.A nota dissonante foi a provocação do prefeito ao responder a afirmação de Adiló de que a discussão era tardia.– Precisamos ponderar que o Executivo em momento algum ficou de recesso. A Câmara legitimamente, como previsto na Lei Orgânica, estava em recesso em janeiro. E em fevereiro e março houve um consumo dos vereadores aquele processo tão ruim para cidade, aquele processo de impeachment, que consumiu um tempo precioso da Câmara que poderia ter sido usado para esse tipo de discussão. Creio que tem uma soma de responsabilidades conjuntas – disse Guerra.PosicionamentosPara Adiló, o encontro foi interessante, “com exceção que o prefeito poderia ter poupado de cutucar a Câmara, dizendo que ficou discutindo o impeachment”.– Pena que foi feita hoje (segunda-feira), teríamos poupado muita discussão. O governo mandou o Plano Diretor ao apagar das luzes de 2017. Fui porque tenho provocado o Executivo para reunir os vereadores. Continuo defendendo o pacto para a cidade – resumiu Adiló.Thomé disse que o prefeito foi muito receptivo e que, embora um pouco tardia, a reunião foi esclarecedora, de muita valia.– O impeachment já passou, temos que pensar na cidade. Não podemos pensar pequeno. Somos oposição, mas os problemas da cidade estão acima dos partidos.Renato seguiu a mesma linha sobre os esclarecimentos obtidos e também de que a reunião deveria ter ocorrido antes.– Foi uma abertura, ele nos deixou bem à vontade – avaliou.Quanto à colocação do prefeito do tempo com o impeachment, o comunista disse que, independentemente do processo de cassação, a Câmara andou.Também atenderam ao chamado de Guerra, Arlindo Bandeira (PP), Kiko Girardi (PSD), Chico Guerra (PRB) e Renato Nunes (PR). Aliás, todos vereadores deveriam participar. Já Guerra poderia conter-se e evitar a espetada sobre o impeachment. Quem sabe na próxima.Leia tambémCaxias amanhece com sol e sem previsão de chuva nesta terça-feiraCríticas ao modelo de ônibus gera desconforto na reunião-almoço da CICMarcopolo tem melhor trimestre desde 2013Porto Alegre, RSPioneiro.comQuórum é baixo, mas reunião do prefeito de Caxias sobre Plano Diretor tem boa avaliaçãoPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-quorum-e-baixo-mas-reuniao-do-prefeito-de-caxias-sobre-plano-diretor-tem-boa-avaliacao-10333235Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24335183Apenas sete vereadores vão a reunião convocada pelo prefeito de Caxias do SulA ausência da maioria dos parlamentares no encontro realizado no final da tarde de hoje expõe uma derrota do governo municipal2018-05-07T20:56:11-03:002018-05-07T20:56:11-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSAndré TajesApenas sete vereadores vão a reunião convocada pelo prefeito de Caxias do SulPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24335183Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-apenas-sete-vereadores-vao-a-reuniao-convocada-pelo-prefeito-de-caxias-do-sul-10332937Apenas sete vereadores vão a reunião convocada pelo prefeito de Caxias do SulA ausência da maioria dos parlamentares no encontro realizado no final da tarde de hoje expõe uma derrota do governo municipal2018-05-07T20:56:11-03:002018-05-07T20:56:11-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brO prefeito Daniel Guerra (PRB) e os vereadores tiveram mais uma queda de braço. Desta vez, o tema é a revisão do Plano Diretor. Na tentativa de diminuir a tensão causada pela proposta polêmica do governo municipal que propõe a redução do índice construtivo na Zona Residencial 3 (ZR3), Guerra convidou os vereadores para uma reunião a fim de apresentar o projeto de revisão do Plano Diretor. A tentativa de aproximação foi a pior possível. Dos 23 vereadores, apenas sete compareceram à reunião realizada ontem no final da tarde. Além dos governistas Chico Guerra (PRB), Renato Nunes (PR) e Arlindo Bandeira (PP), participaram os vereadores de oposição Adiló Didomenico (PTB), Renato Oliveira (PCdoB) e Alceu Thomé (PTB). Kiko Girardi (PSD) também acompanhou o encontro. A ausência da maioria dos parlamentares expõe uma derrota do governo municipal e a falta de prestígio de Guerra com a maioria dos vereadores.Leia mais:Pelo menos 10 vereadores de Caxias afirmam que não vão à reunião sobre o Plano Diretor marcada pela prefeitura Presidente da Câmara de Vereadores de Caxias não atende ao convite do prefeito para reunião sobre o Plano Diretor Guerra abriu o encontro com uma saudação especial aos vereadores presentes. Após, o secretário de Planejamento, Fernando Mondadori, explicou a metodologia que conduziu o trabalho, mas coube à coordenadora do Coplan (Coordenadoria de Planejamento e Gestão Territorial de Caxias do Sul), Rosana Guaresi, apresentar as propostas de alterações encaminhadas à Câmara Municipal.Adiló se posicionou contrário à redução dos índices construtivos da ZR3 e afirmou que a mudança “não vai passar” na Câmara. A medida se traduz na prática em redução da área construído das edificações. Para o petebista, a reunião esclareceu muitas dúvidas, mas ocorreu tarde.– É uma situação insustentável, impensável. Não concordo com a diminuição (dos índices construtivos). Vai criar um passivo judicial nos loteamentos já vendidos – disse Adiló.Ao final da reunião, Mondadori disse que a construção do projeto tem uma visão global e não particular sobre a zona urbana do município. O secretário descarta a possibilidade de prejuízo com ações judiciais de proprietários de terrenos afetados com a redução do índice.– O Estatuto das Cidades nos dá as condições de que a cidade seja planejada dentro daqueles parâmetros. Esse receio (de ação judicial) a gente não vê com fundamento.Questionado sobre a presença na audiência pública que a Câmara realiza hoje sobre o mesmo assunto, Guerra disse que o secretário Mondadori e os técnicos da prefeitura estarão presentes para a apresentação do projeto de lei e para esclarecer quaisquer dúvidas da população. Dessa forma, o prefeito responde aos vereadores na mesma moeda, ou seja, com a ausência na Câmara.Além dos vereadores, também participaram da reunião integrantes do Conselho Municipal de Planejamento e Gestão Territorial (Conseplan) e secretários municipais.Leia também:Críticas ao modelo de ônibus gera desconforto na reunião-almoço da CICMarcopolo tem melhor trimestre desde 2013A poucos dias do fim do prazo para regularização do Título Eleitoral, cartório volta a apresentar filas em CaxiasPorto Alegre, RSPioneiro.comApenas sete vereadores vão a reunião convocada pelo prefeito de Caxias do SulPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-apenas-sete-vereadores-vao-a-reuniao-convocada-pelo-prefeito-de-caxias-do-sul-10332937Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:16215762Pelo menos 10 vereadores de Caxias afirmam que não vão à reunião sobre o Plano Diretor marcada pela prefeituraDos 15 parlamentares com quem a reportagem fez contato, apenas um vereador da base confirmou que estará presente2018-05-07T15:04:42-03:002018-05-07T15:04:42-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSRoni RigonPelo menos 10 vereadores de Caxias afirmam que não vão à reunião sobre o Plano Diretor marcada pela prefeituraPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:16215762Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-pelo-menos-10-vereadores-de-caxias-afirmam-que-nao-vao-a-reuniao-sobre-o-plano-diretor-marcada-pela-prefeitura-10332636Pelo menos 10 vereadores de Caxias afirmam que não vão à reunião sobre o Plano Diretor marcada pela prefeituraDos 15 parlamentares com quem a reportagem fez contato, apenas um vereador da base confirmou que estará presente2018-05-07T15:04:42-03:002018-05-07T15:04:42-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brA reunião para tratar da revisão Plano Diretor de Caxias do Sul marcada pela prefeitura para as 16h desta segunda-feira (7) não deverá ter grande adesão da Câmara. O único vereador que confirmou à reportagem pela manhã que irá participar foi Chico Guerra (PRB), que é da base do governo. A reportagem não conseguiu contato nesta manhã com o outro vereador da base, Renato Nunes (PR).De 15 vereadores com os quais GaúchaZH conseguiu contato, 10 afirmaram que não irão comparecer, seja por questão de agenda, seja por compreender que o assunto não precisa ser discutido no âmbito da prefeitura. O entendimento, neste caso, é que o Executivo já irá participar de uma audiência-publica organizada pela Câmara nesta terça-feira (8), às 19h.Leia mais"Isso está uma gritaria geral", diz Frizzo sobre revisão do Plano Diretor de Caxias Conforme a prefeitura, o objetivo do encontro marcado para esta segunda é mostrar para os vereadores o trabalho desenvolvido pela prefeitura para o desenvolvimento do projeto de lei que tramita no Legislativo.Alguns parlamentares de oposição argumentam que já houve audiências públicas promovidas pela Câmara em diferentes bairros da cidade sobre o plano, e que a prefeitura não esteve presente. É o caso de Paulo Périco (MDB):— Não iria de qualquer forma porque acredito que é leviandade fazer uma reunião agora, faltando um dia para audiência pública quando, na verdade, já fizemos cinco audiências públicas em cinco locais e, em nenhum deles, a prefeitura esteve presente, a não ser a secretária do Turismo, Renata Carraro, na Linha 40, se não estou enganado. Se o poder Executivo viu com descaso essas reuniões, não é em uma reunião com o prefeito que vai se dar uma nova resolução — critica.Outros vereadores afirmam que gostariam de participar, mas não podem devido a compromissos previamente assumidos, como Paula Ióris (PSDB), que dará uma palestra nesta tarde na UCS. Alguns também não sabiam pela manhã se teriam espaço na agenda ou se poderiam se liberar de outros compromissos para participar, como Gustavo Toigo (PDT) e Renato de Oliveira (PCdoB).A Câmara convidou o prefeito Daniel Guerra para a audiência pública desta terça. Conforme a assessoria de imprensa da prefeitura, quem irá à audiência é o secretário de Planejamento, Fernando Mondadori, para fazer a apresentação da proposta. Segundo a prefeitura, em audiências públicas vai o técnico da pasta à qual compete o tema por estar mais familiarizado com todo o trâmite.Expectativa de votação em junhoApós a audiência pública, o projeto tramitará nas comissões da Câmara até a votação em plenário. Segundo o presidente da Comissão de Desenvolvimento Urbano, Transporte e Habitação (CDUTH), Elói Frizzo (PSB), a expectativa é de que até o início de junho o projeto possa ser votado.Segundo Frizzo, a maior polêmica até o momento é em relação a mudanças propostas pela prefeitura no percentual do terreno que pode ser ocupado por construção em bairros do entorno do centro da cidade. São bairros que ocupam o primeiro e segundo anéis perimetrais, como Santa Catarina, Cruzeiro, São José, Pio X e Salgado Filho. A polêmica, segundo Frizzo, é porque proprietários ou empresas que adquiriram terrenos planejando construir em determinada área teriam uma diminuição na área permitida para o imóvel.Leia também Presidente da UAB, de Caxias do Sul, se desfilia do PTProibição da coleta de pinhão em áreas de preservação é reforçada pelo SamaePorto Alegre, RSPioneiro.comPelo menos 10 vereadores de Caxias afirmam que não vão à reunião sobre o Plano Diretor marcada pela prefeituraPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-politica-pelo-menos-10-vereadores-de-caxias-afirmam-que-nao-vao-a-reuniao-sobre-o-plano-diretor-marcada-pela-prefeitura-10332636Change0Usable