Filho é indiciado por homicídio triplamente qualificado após matar os pais em Bom Jesus - Polícia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Tráfico25/06/2019 | 15h52Atualizada em 25/06/2019 | 15h54

Filho é indiciado por homicídio triplamente qualificado após matar os pais em Bom Jesus

Mateus Fonseca da Silva é apontado como autor de assassinato de casal. A mãe foi degolada e o pai foi morto a facadas

Filho é indiciado por homicídio triplamente qualificado após matar os pais em Bom Jesus Polícia Civil / Divulgação/Divulgação
Mateus Fonseca da Silva é apontado como autor de assassinato de casal. A mãe foi degolada e o pai foi morto a facadas Foto: Polícia Civil / Divulgação / Divulgação

A Polícia Civil concluiu o inquérito sobre o assassinato de um casal em Bom Jesus. Foi indiciado por homicídio triplamente qualificado Mateus Fonseca da Silva, 30 anos. Ele é filho das vítimas. Gomercindo Rodrigues da Silva Filho, 61, e Maria do Carmo Fonseca da Silva, 58, foram encontrados mortos no último dia 14. O crime, conforme a investigação, aconteceu no dia 12.

Os corpos foram localizados só dois dias depois porque um familiar, após não conseguir contato com o casal, foi à Fazenda São José, em Maçandaia, onde eles moravam. No local, encontrou ambos mortos. Aos policiais civis e militares que atenderam a ocorrência inicialmente, o filho admitiu o crime.

Leia mais
Preso após admitir ter matado pai e mãe em Bom Jesus era usuário de drogas há mais de 15 anos
Filho é preso após admitir que matou pai e mãe em Bom Jesus 

Segundo o delegado regional de Vacaria, Carlos Alberto Defaveri, Silva disse que estava fissurado para usar drogas e que os pais não deram dinheiro ou objetos para ele trocar com o traficante. Para os policiais, contou que esperou os pais dormirem e os matou - a mãe foi degolada e levou um tiro na testa, enquanto o pai foi morto a facadas. Conforme a Polícia Civil, quando foi preso, ele estava retornando à residência para pegar mais pertences para trocar por drogas. Durante a investigação, no entanto, o filho se manteve em silêncio e não voltou a confessar o crime.

Mesmo assim, o delegado Vítor Fernando Boff, responsável pelo caso, diz que há outros indícios que comprovam que ele cometeu o assassinato. Entre eles, o fato de ter chegado à fazenda no carro da família. A investigação apontou que o pai não o deixava dirigir o veículo. Outra testemunha disse à polícia que o filho deixou uma faca ensanguentada na casa dela. Esse objeto foi reconhecido por um irmão de Mateus como sendo do pai deles. A faca foi encaminhada para a perícia. A arma de fogo usada no crime não foi localizada. 

O filho está preso preventivamente. Ele foi indiciado por homicídio cometido com motivo torpe, fútil e mediante meio que impossibilitou a defesa da vítima. 

Suspeito de tráfico preso

Também está detido o suspeito de fornecer drogas para o jovem. Conforme a Polícia Civil, Vanderlei Amaral da Silva, 57 anos, está preso preventivamente. O delegado diz que deve indiciá-lo por tráfico e receptação. Durante cumprimento de mandado de busca, foram localizadas na casa dele drogas e objetos que teriam sido furtados. Porém, não foram encontrados pertences do casal morto. 

Leia também
Termômetros podem chegar aos 28°C neste domingo na Serra
Araucária no Século XX, em Caxias do Sul, com dias contados?
Aposentado há 40 anos, Rosolimbo paga faculdade do neto com dinheiro do benefício

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros