Um ponto de encontro no coração de Caxias em 1920 - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Memória30/09/2020 | 07h00Atualizada em 30/09/2020 | 07h00

Um ponto de encontro no coração de Caxias em 1920

Chalé Municipal funcionou de 1917 a 1925 na área do atual chafariz da Praça Dante

Um ponto de encontro no coração de Caxias em 1920 Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami / Divulgação/Divulgação
Em 1917: Chalet da Praça Dante oferecia mesas para os frequentadores na área externa, junto ao jardim Foto: Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami / Divulgação / Divulgação

A existência foi curta, as fotos são poucas, mas a história do antigo chalé da Praça Dante - ou melhor, o “Chalet Municipal” - sempre merece ser lembrada. Na sequência da publicação da última terça, hoje trazemos uma rara imagem de divulgação do espaço (acima), extraída do Relatório apresentado pelo Intendente Municipal José Penna de Moraes ao Conselho Municipal de Caxias - e compartilhada recentemente nas redes sociais do Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami.

Inaugurado em fevereiro de 1917, o chalé teve como primeiros administradores os senhores Arruda & Lucena. Em 1918, foi reinaugurado sob a administração da firma Cibelli & Valencia, ainda com serviço de restaurante, comércio e venda de bebidas. Já em abril de 1920, o jornal "A Tribuna" informou que Caxias seria dotada de um "novo café" estabelecido no “Chalet da Praça Dante Alighieri”, com serviço de bar e confeitaria, sob a direção da firma Veiga & Fontoura.

Conforme publicado no Relatório da Intendência Municipal de 1916, "o elegante chalet da praça Dante será um ponto de reunião e de conforto para os visitantes, veranistas e para o povo em geral". Consta que, em dias festivos, também havia apresentação de bandas de música. E no verão, à noite, orquestra com "repertório escolhido e variado".

O chalé permaneceu no coração da praça até meados de 1925, quando foi demolido. Na imagem abaixo, a charmosa estrutura captada em finais de 1922, à época da inauguração da Estátua da Liberdade - também conhecida por Coluna da Independência. Repare, à direita, as cadeiras externas e os bancos para o público no entorno do chalé.

Leia mais
Estátua da Liberdade, um símbolo da Praça Dante desde 1922
Atelier Zambelli: um ícone da arte sacra
O Cine Central e as esculturas de Estácio Zambelli
Cine Central: um clássico de Caxias de cara nova

Em 1922: o chalé junto ao antigo Largo da Independência, que circundava a Estátua da LiberdadeFoto: Umberto Zanella, Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami / Divulgação

A Estátua da Liberdade

Surgida cinco anos após a instalação do chalé, a “vizinha” Estátua da Liberdade” foi inaugurada na Praça Dante Alighieri por ocasião do centenário da Independência do Brasil, conquistada em 1822. É obra de dois mestres que deixaram profícua herança artística e arquitetônica no município: o construtor Silvio Toigo (autor da coluna, do pedestal e da balaustrada) e o escultor Michelangelo Zambelli (responsável pela escultura em si e seus ornamentos).

O falecimento de Michelangelo Zambelli em 1949

Quando surgiu, a estátua situava-se em um ponto mais elevado da praça. Anos depois, com as mudanças no terreno e as reformas urbanísticas, as escadarias e a balaustrada (conjunto de colunas de concreto que serviam de apoio e proteção, como se vê nas fotos acima e abaixo) foram suprimidas do entorno, descaracterizando o conjunto original. 

A Estátua da Liberdade e o leão, obras do mestre Michelangelo Zambelli, e a antiga balaustrada, em 1922 Foto: Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami / Divulgação

Leia mais
Praça Dante Alighieri e as pedras portuguesas: a trajetória de José Barbosa de Oliveira
Pisando em uvas: o calçamento de pedras portuguesas da Praça Dante
Jardins da Praça Dante Alighieri nos anos 1950

Fotos internas

Se há poucos registros da praça com o antigo chalé, fotos internas do espaço são mais raras ainda, se é que existem.

Tanto o Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami quanto este colunista estão em busca de imagens do interior do espaço. Caso você disponha de alguma, entre em contato pelo e-mail rodrigolopes33@gmail.com.

Leia mais
O quiosque de Vittorio Chittolina na Praça Dante em 1904
Anuncio Ungaretti e o segundo quiosque da Praça Dante em 1898
Francisco Dal Prá e o primeiro quiosque da Praça Dante  
Os antigos quiosques da Praça Dante Alighieri
Um coreto no coração da Praça Dante Alighieri
Praça Dante Alighieri coberta de neve em 1941
Vídeo traz imagens raras da Praça Dante nos anos 1950
Caxias pelas lentes do fotógrafo Reno Mancuso
Praça Dante Alighieri: uma árvore de Natal dentro do chafariz
Vídeo: um Natal na Praça em 1968

Confira outras publicações da coluna Memória
Leia antigos conteúdos do blog Memória 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros