Em fase final de obras, novo asilo de Vacaria precisa de recursos para mobília - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Em construção09/10/2019 | 13h55Atualizada em 09/10/2019 | 13h55

Em fase final de obras, novo asilo de Vacaria precisa de recursos para mobília

Faltam R$ 150 mil para equipar o prédio com móveis e calefação

Em fase final de obras, novo asilo de Vacaria precisa de recursos para mobília Artur Alexandre/Especial
Foto: Artur Alexandre / Especial

O novo asilo de Vacaria, em construção desde o fim de setembro de 2018, está em fase final de obras. A previsão é de conclusão dos trabalhos até o fim deste ano. Em maio, a expectativa da Secretaria Municipal de Planejamento e Urbanismo era entregar a estrutura entre outubro e novembro. Agora, conforme o promotor da Justiça Luís Augusto Gonçalves Costa, que acompanha a situação desde o incêndio que atingiu o prédio anterior, em junho de 2017, a previsão "otimista" é de entrega da obra no fim de dezembro.

— Ainda estão sendo buscados recursos para a mobília, energia fotovoltaica e aquecimento. Falta em torno de uns R$ 150 mil para completar tudo — explica.

Leia mais
Dois anos após incêndio que matou idosas, obras em novo asilo de Vacaria estão 50% concluídas
Com reconstrução iniciada, asilo de Vacaria precisa de recursos para mobília

O promotor, no entanto, considera que será possível levantar a quantia junto à comunidade e empresas.

— Acreditamos que será conseguido. Afinal, já se conseguiu R$ 2,65 milhões. R$ 150 mil é pouco perto disso — comenta.

A construção do prédio custou R$ 2,1 milhões. Segundo Costa, a parte de mobília, energia solar e calefação é de R$ 660 mil, dos quais R$ 500 mil já foram captados. Nesta terça (8), o Ministério Público formalizou um repasse de R$ 450 mil. Também auxiliaram com recursos a prefeitura de Vacaria, Câmara de Vereadores, Ministério da Cidadania, Banrisul e contribuições da comunidade, incluindo empresas.

O novo asilo está sendo construído no mesmo terreno onde ficava o prédio antigo, destruído no incêndio.

Depois do acidente, em 1º de junho de 2017, os idosos foram hospedados no antigo albergue municipal, no bairro Fátima. Atualmente, 34 vivem no local, que tem capacidade para 37 pessoas. O espaço é menor que o asilo antigo e também menor que o novo prédio que está sendo erguido, o qual terá capacidade para 50 pessoas.

Asilo Santa Isabel de Vacaria em local provisório enquanto novo prédio é construído após incêndio de prédio antigo.
Idosos hospedados no Asilo Santa Isabel estão provisoriamente na sede do antigo albergue, no bairro FátimaFoto: Diego Mandarino / Agência RBS

Conforme a assistente social do Asilo Santa Isabel, Cristiane Ciota, há procura é grande pelo serviço porque é a única entidade sem fins lucrativos da cidade e que segue padrões previstos na legislação. Segundo ela, mesmo com o novo asilo, continuará havendo lista de espera, mas menor em função da maior capacidade que será aberta. 

Para quem quiser contribuir com os itens necessários para equipar o novo prédio, ou contribuir com produtos necessários para o dia-a-dia da entidade, o telefone de contato é (54) 3231-1830. A diretoria do asilo tem uma conta no Banrisul para receber as doações:

Banco: Banrisul
Agência: 0440
Conta Corrente: 06.008730.0-3
Nome: Associação Beneficente Santa Isabel
CNPJ: 98.524.846/0001-25

Leia também
Com 1,4 mil vagas na Serra, IFRS abre inscrições para processo seletivo
Taxistas que estão há cinco anos com o mesmo carro devem fazer vistoria neste mês em Caxias
Com cadeiras de dentistas estragadas, dois postos de saúde deixam de atender pacientes em Caxias
Radialista e advogado Nicanor Portela morre em Caxias  


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros