Em fiscalização, Procon não encontra irregularidade no uso do Fiorin Card na Festa da Uva - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Polêmica28/02/2019 | 08h07Atualizada em 28/02/2019 | 08h07

Em fiscalização, Procon não encontra irregularidade no uso do Fiorin Card na Festa da Uva

Sistema é utilizado para pagamento de alimentação, bebida e entretenimento

Em fiscalização, Procon não encontra irregularidade no uso do Fiorin Card na Festa da Uva Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Após reclamações de visitantes, o Procon de Caxias do Sul fiscalizou o uso do Fiorin Card na Festa da Uva 2019. Representantes do órgão estiveram no evento na quarta-feira (27) e afirmam que não há irregularidades no sistema de pagamento de alimentação, bebida e entretenimento. 

— Não encontramos nenhuma irregularidade na operação do Fiorin Card. Está tudo absolutamente dentro da lei. A única ressalva que fizemos foi uma explicação mais detalhada e completa por parte dos atendentes em relação à taxa cobrada quando as pessoas utilizam o cartão de crédito para ativar o Fiorin Card — avalia o coordenador do Procon, Luiz Fernando Del Rio Horn. 

Leia mais
Fiorin Card na Festa da Uva: visitantes, expositores e até funcionários reclamam

O cartão gerou dúvidas, principalmente, pela taxa de ativação, que custa R$ 7 — no caso de cartões de crédito, o total é de R$ 10, por conta das operações financeiras das agências bancárias. O valor é devolvido aos visitantes na saída do evento, mas para isso é necessário buscar os pontos de reembolso espalhados pelo parque. 

Queixas ou dúvidas podem ser relatadas aos fiscais do Procon que circularão pelo parque nos próximos dias ou diretamente no site da prefeitura. 

Leia também  
Após críticas, suco de uva passa a integrar o cardápio oficial
Cerveja em homenagem a Jair Bolsonaro é produzida em Nova Petrópolis
Sem previsão de chuva, temperaturas seguem em elevação na Serra

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros