Personagem da Festa da Uva, Dona Gema trocará Caxias por Machadinho - Geral - Pioneiro

Despedida27/10/2017 | 17h27Atualizada em 27/10/2017 | 17h31

Personagem da Festa da Uva, Dona Gema trocará Caxias por Machadinho

Animadora turística alega, entre outros motivos, que falta de incentivo ao turismo foi determinante para a mudança

Personagem da Festa da Uva, Dona Gema trocará Caxias por Machadinho Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Caxias do Sul está perdendo mais um de seus personagens. Depois de o Papai Noel Pedro Chimello Neto, que atuava há cerca de 15 anos na cidade, anunciar a mudança para Gramado neste Natal, agora é a artista Gema Trevisan Dal Cero que não estará presente na próxima Festa da Uva.

Dona Gema, 71, se tornou a "cara" da tradição italiana na cidade, atuando na linha de frente da divulgação da Festa da Uva. Apareceu em programas de TV em rede nacional e trabalhou como humorista e animadora turística para agências e no Museu da Uva e do Vinho da Cooperativa Vitivinícola Forqueta.

Leia mais:
Beatificação do padre João Schiavo ocorre sábado em Caxias do Sul
Projeto quer proibir o consumo de bebidas alcoólicas nas áreas públicas de Bento Gonçalves

Ela trocará a cidade por Machadinho, município com cerca de cinco mil habitantes no norte do Rio Grande do Sul.

— Quando eu conheci as termas, não teve jeito — brinca ela, referindo-se às piscinas termais do hotel em que trabalhará na cidade. 

Piadas à parte, dona Gema relata que optou por deixar Caxias também pela falta de incentivo ao turismo, representada, entre outros fatores, pelo adiamento da Festa da Uva para 2019. 

— Eu sinto por muita gente, que sempre me deu apoio. Mas está deixando muito a desejar, não vejo futuro para o turismo — lamenta.

Para Gema, a crise econômica não é desculpa para a falta de investimentos no setor.

— Lá em Machadinho, eu vi que tem excursão toda hora, no hotel, nas pousadas. Aqui, não falam mais nada dos Caminhos da Colônia, na Estrada do Imigrante não tem mais excursões. A questão da Festa da Uva foi um tiro no pé, já havia muitas excursões marcadas — declara. 

Na nova cidade, além de descansar, Dona Gema fará apresentações no Park Hotel Termas Machadinho, terá um programa de rádio nos fins de semana e, uma vez por semana, pretende trabalhar como animadora para idosos e crianças.

— Para mim isso é a minha vida, a minha cultura. Vou divertir os outros e me divirto também.

Ela comprou um terreno perto do hotel em que atuará, onde pretende montar uma casa com caraterização tradicional italiana, empreendimento que pretendia trazer para Forqueta, e, segundo relata, não teve apoio.

Como mensagem para Caxias do Sul, a nona deixa um conselho:

— O importante é receber bem (o turista), mostrar o que tem importância. Tem que ir pra frente, e isso se faz com gente capacitada — reforça.

Dona Gema deve concluir a mudança em janeiro de 2018. Até lá, ainda é possível conferir as apresentações folclóricas da embaixadora da cultura italiana junto com o Grupo de Filó Felice Personne.

Prefeitura vê despedida com surpresa

Para a secretária do Turismo de Caxias do Sul, Renata Carraro, a decisão da dona Gema é inesperada. 

— A dona Gema sempre trabalhou conosco, no museu da Uva e do Vinho, acabou se tornando uma figura muito importante, inclusive fizemos ações de divulgação conjuntas nesse ano.

Ela defende, ainda, que o município segue atuando na divulgação da cidade e no fomento do turismo.

— Nós estamos trabalhando muito forte no controle do fluxo de visitantes, para termos essa avaliação. O que a gente percebe é que o nível tem se mantido estável. Tivemos uma queda normal, que ocorreu a nível nacional, por causa da crise, mas nada que comprometa. É importante deixar claro que o trabalho do poder público segue — avalia.

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros