Prefeitos da Serra e do Litoral temem aumento de visitantes no feriado de Páscoa - Cidades - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Pandemia09/04/2020 | 16h46Atualizada em 09/04/2020 | 16h46

Prefeitos da Serra e do Litoral temem aumento de visitantes no feriado de Páscoa

Administradores de Arroio do Sal, Torres e Gramado pedem que pessoas se conscientizem e evitem viagens desnecessárias no momento

Prefeitos da Serra e do Litoral temem aumento de visitantes no feriado de Páscoa Prefeitura de Arroio do Sal/Divulgação
Prefeitura de Arroio do Sal realiza blitze educativas na entrada da cidade Foto: Prefeitura de Arroio do Sal / Divulgação

O coronavírus deixará o feriadão de Páscoa diferente em cidades que certamente receberiam muitos visitantes se não fosse pela pandemia. Diante da realidade de isolamento social, os prefeitos de Arroio do Sal e Gramado, destinos frequentes dos caxienses, não estão convidando visitantes a passarem os próximos dias nas cidades. O temor é que a situação envolvendo a covid-19 se agrave. Infectologistas alertam: deslocamentos dispensáveis são estritamente contraindicados neste momento. Por quarentena, entende-se permanecer dentro de casa. Mesmo assintomática, uma pessoa pode transportar o vírus para outra cidade, disseminando o coronavírus pelo Estado.

Leia mais
Secretaria Estadual da Saúde contabiliza o 33º caso de coronavírus em Caxias do Sul
Atrações artísticas e culturais do Gramado em Páscoa são canceladas

Conforme os últimos balanços, Arroio do Sal teve apenas um caso confirmado de coronavírus, enquanto Gramado ainda não registrou nenhuma contaminação. Na cidade da Região das Hortênsias, no entanto, um hotel deixou hóspedes em quarentena em função da suspeita de contaminação de uma turista de São Paulo.

No Litoral, a previsão de temperaturas baixas, além do decreto estadual que interdita a beira-mar até o dia 15, devem fazer com que o movimento não seja tão grande. A prefeitura também realizou uma campanha de conscientização com moradores para que evitem receber visitas no feriado. Ainda assim, o prefeito Affonso Flavio Angst, o Bolão (PMDB), acredita que muitas pessoas podem ir até suas casas de praia. Ele solicita para que, ao menos, seja evitado o contato com a comunidade local.

— É a primeira vez na vida que pedimos para as pessoas não virem para a praia. É uma situação complicada. Estamos com uma barreira de conscientização na beira do mar para que obedeçam o decreto do Estado. O comércio essencial está trabalhando, mas há proibição de aglomerações e estamos fiscalizando. Quem vier, pedimos que fique em casa e respeite as recomendações sanitárias.

Prefeitura de Arroio do Sal teme aumento de movimentação de pessoas no Feriado de Páscoa. A praia está interditada e blitze educacionais são feitas na entrada da cidade.<!-- NICAID(14473392) -->
Foto: Prefeitura de Arroio do Sal / Divulgação

Em Torres, a prefeitura bloqueou, ainda na quarta-feira (8), os acessos aos principais pontos turísticos: praias da Guarita e dos Molhes e Morro do Farol. O prefeito Carlos Souza teme pelo sistema de saúde da região com maior número de pessoas. Ele lembra que a cidade já tem 10 casos confirmados de covid-19 e 40 suspeitos, mas que testes não estão sendo feitos.

Responsável pela fiscalização na Rota do Sol, o 3º Batalhão Rodoviário da Brigada Militar (3º BRBM) orienta que as pessoas só utilizem as rodovias estaduais em caso de grande necessidade. Ainda assim, a Operação Viagem Segura acontecerá nos moldes tradicionais, com intensificação da fiscalização com uso de radares contra o excesso de velocidade e de etilômetros contra casos de direção sob o efeito de álcool.

Lojas de chocolate abertas, mas hotéis fechados em Gramado

Em Gramado, a situação é ainda mais sensível. Este seria o primeiro feriado de Páscoa após a cidade receber o título de Capital Nacional do Chocolate Artesanal, aprovado pelo Senado Federal em fevereiro. Com a rede hoteleira fechada, os únicos visitantes esperados são de pessoas que devem passar o dia na cidade turística comprando chocolate.

— Não queremos convidar, mas também não vamos rejeitar. Estamos em uma situação que ainda está desestimulada a circulação de pessoas. É possível que nossos vizinhos venham passar o dia por aqui. Mas algumas famílias devem preferir ficar em casa e não podemos deixar de aplaudir — avalia o prefeito João Alfredo de Castilhos Bertolucci, o Fedoca (PDT).

Atrações artísticas e culturais do Gramado em Páscoa são canceladas. Decisão acontece diante da pandemia de coronavírus; Festa da Colônia também foi cancelada. Decoração de Páscoa nas ruas e rótulas será mantida.<!-- NICAID(14455063) -->
Atrações culturais foram canceladas, mas decoração de Páscoa permanece nas ruas e rótulasFoto: Gerson Sorgetz / Divulgação

O administrador admite que é difícil para uma cidade tradicionalmente hospitaleira evitar receber visitantes. Apesar de fazer parte do grupo de risco por ter mais de 60 anos, o gestor municipal afirma que que tem encontros recorrentes com representantes do turismo e comércio:

— Sou um dos indisciplinados, estou indo diariamente na prefeitura. Não há muito o que fazer. O que digo é que o Brasil não está preparado para uma doença que já apelidei de invencível. Se não podemos combater, temos que desviar.

Leia também
Serafina Corrêa tem dois novos casos confirmados da covid-19
Comércio em Farroupilha abre, mas sem cumprir exigências do decreto municipal
Carreata pede desconto em mensalidades escolares em Caxias do Sul durante isolamento

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros