Fiscais vão monitorar cumprimento de liminar que obriga 70% dos ônibus nos horários de pico em Caxias - Cidades - Pioneiro

Greve19/03/2017 | 17h38Atualizada em 19/03/2017 | 19h58

Fiscais vão monitorar cumprimento de liminar que obriga 70% dos ônibus nos horários de pico em Caxias

Prefeitura concentrará trabalho nas estações de transbordo, mas pede ajuda da população para fiscalizar demais bairros

Fiscais vão monitorar cumprimento de liminar que obriga 70% dos ônibus nos horários de pico em Caxias Marcelo Casagrande/Agencia RBS
A Visate, por meio da assessoria de comunicação, reitera que colocará todos os ônibus à disposição dos funcionários Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

A liminar que obriga a circulação de 70% dos ônibus nos horários de pico durante a greve dos funcionários da Visate, em Caxias do Sul, será controlada por fiscais de trânsito e guardas municipais munidos de planilhas. Contudo, esse rigor pode ser não suficiente para garantir o cumprimento da determinação do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) - 4ª Região, pois a prefeitura de Caxias do Sul reconhece que não tem servidores suficientes para monitorar todos os bairros da cidade. 

A fiscalização ficará restrita às Estações Principais de Integração (EPIs) Floresta e Imigrante, pode onde passam 17 das 77 linhas em operação na cidade. Para controlar as outras 60 linhas, o chefe de Gabinete, Júlio César Freitas da Rosa, espera contar com o apoio da população para denúncias.

Leia mais
Funcionários da Visate, em Caxias, devem paralisar atividades no dia 20 e por tempo indeterminado

Por outro lado, o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários, apontado como réu na ação cautelar, afirma que caberá aos funcionários da Visate decidir se trabalham ou cruzam os braços mesmo com a exigência do TRT. A multa pelo descumprimento da ordem judicial é de R$ 5 mil ao dia. 

— Nós fomos notificados e a greve continua da mesma forma. Os trabalhadores decidirão em assembleia nesta segunda. A responsabilidade é deles. O assunto da multa vai se discutir depois — simplifica o presidente do sindicato, Tacimer Kulmann da Silva.

A Visate, por meio da assessoria de comunicação, reitera que colocará todos os ônibus à disposição dos funcionários que optarem por trabalhar. A empresa não consta como parte da liminar do TRT.

Os trabalhadores da concessionária lutam pelo reajuste salarial previsto no dissídio anual, mas a Visate recusa-se a repassar o aumento alegando que enfrenta problemas financeiros devido ao congelamento do preço da passagem a R$ 3,40. A empresa exige uma tarifa de R$ 4,25, mas o prefeito Daniel Guerra já sinalizou que o assunto está encerrado, pois o Conselho Municipal de Trânsito e Transportes não viu razões para aumentar a passagem. Sindicato, Visate e prefeitura não chegaram um acordo numa audiência de conciliação promovida pela Justiça na quinta-feira passada.

— Esperamos que o sindicato entenda a necessidade da população e entenda também a liminar. Se a população sentir que não está sendo atendida, procure o primeiro fiscal ou guarda para que possamos averiguar o cumprimento — diz o chefe de Gabinete.

ENTENDA

A liminar do TRT determina que pelo menos 70% do transporte coletivo permaneça em operação em dois horários de pico na cidade: das 5h30min às 8h30min e das 17h às 20h. Nos demais horários, a exigência é de que pelo menos 40% do atendimento seja mantido. 

Quem deve cumprir

A liminar é contra o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários e seus associados. Ou seja, é o movimento grevista quem deve liberar os funcionários necessários para cumprir a ação cautelar movida pelo município. Por outro lado, a prefeitura exige que a Visate forneça o atendimento à população com base no contrato de concessão. A empresa não divulgou alternativas para cumprir o contrato, caso todos ou boa parte dos motoristas e operadores de sistema (cobradores) paralise.

Horários x passageiros

São 7.545 horários de ônibus distribuídos em 77 linhas na cidade. Cada horário significa um ônibus saindo da primeira parada e cumprindo o itinerário até a parada final. Diariamente, cerca de 94 mil pessoas utilizam os ônibus da Visate, com maior concentração de passageiros no início da manhã e final da tarde.

Das 5h30min às 8h30min: no horário de pico da manhã, são 1.511 horários previstos em dias úteis. Pela liminar, levando em conta os ônibus disponíveis, uma média de 1.057 horários devem ser atendidos durante a greve. 

Das 17h às 20h: no pico da tarde, são 1.477 horários previstos em dias úteis. Pela liminar, pelo menos 1.033 horários devem estar disponíveis à população. 

Demais horários: o atendimento determinado pela liminar é de 40%. Com isso, a estimativa é de que do total de 4.557 horários previstos em dias úteis, 1.822 consigam ser contemplados. 

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros