Moradores de Vila Oliva, distrito de Caxias do Sul, reclamam da falta de energia elétrica - Cidades - Pioneiro

Problema recorrente30/11/2016 | 09h58Atualizada em 30/11/2016 | 11h03

Moradores de Vila Oliva, distrito de Caxias do Sul, reclamam da falta de energia elétrica

População diz já ter ficado 38 horas seguidas sem luz. Eles também reclamam da RGE

Pioneiro
Pioneiro

As recorrentes interrupções no fornecimento de energia elétrica e a demora em solucionar os problemas por parte da concessionária RGE vêm causando transtornos aos moradores da comunidade de Flor do Campo, no distrito de Vila Oliva, em Caxias do Sul. Nos últimos 20 dias, as quedas de luz ocorreram em pelo menos três ocasiões – em uma delas, entre os dias 11 e 12, moradores contaram ter ficado 38 horas seguidas sem energia. A última vez ocorreu no sábado, quando algumas moradias ficaram cerca de 12 horas sem abastecimento.

Leia mais
Após acordo com o MP, UCS vai abrir os portões para os pedestres
Vice-prefeito eleito de Caxias é cotado para a Secretaria de Segurança Pública

O estudante Leonardo Leite, 21 anos, e a família estão entre os prejudicados pelas falhas. Ele conta que a propriedade já chegou a ficar sete dias corridos sem luz. As consequências são várias e não se restringem somente às questões cotidianas como o armazenamento de comida na geladeira e ao uso de equipamentos elétricos, por exemplo.

— Basta um sopro de vento para ficarmos sem energia elétrica por horas, e isso acontece muito seguido. A minha família é de agricultores, então, dependemos da energia elétrica para abastecer o trator e tratar as plantações — reforça o morador.

Leonardo também reclama da demora por parte da concessionária na hora de fornecer assistência. Em alguns casos, conforme ele, os próprios moradores já tentaram encontrar o problema na rede depois de tentativas sem sucesso de conseguir ajuda da RGE.

— Eles nos dão prazo, dizem que estão a caminho, mas nunca chegam. Nesse caso (dos dias 11 e 12), fizemos mais de 10 contatos para tentar solucionar o problema — aponta Leonardo.

Prejuízo na despensa

A demora no atendimento também é reforçada pela agricultora Jussara Daneluz, 51:

— Tem que ligar muitas vezes para eles virem. A gente sabe onde está o problema, porque geralmente é no mesmo lugar. Mas sem eles virem, não temos o que fazer — afirma.

O agricultor Jorge Leite, 51, diz que perdeu cerca de 100 quilos de carne durante uma interrupção de energia, em outubro:

— Tínhamos carneado um boi, e a carne ainda não tinha congelado direito. Foi tudo fora, acho que dava em torno de R$ 1,5 mil — lamenta o trabalhador.

O que diz a RGE

Por meio de sua assessoria, a Rio Grande Energia (RGE) informou que ocorreram problemas de interrupção no fornecimento de energia elétrica entre os dias 11 e 12 de novembro deste ano, no distrito de Vila Oliva. Após a comunicação do ocorrido, a concessionária realizou vistoria na rede e encontrou um defeito, que foi consertado.

A demora no restabelecimento deu-se em razão da extensão da rede e por ela estar, muitas vezes, em locais de difícil acesso, o que impede o ingresso de caminhões pesados para a manutenção. Além disso, muitos trechos da linha precisam ser percorridos a pé pelos eletricistas.

Está no Plano de Manutenção da concessionária uma análise de toda a rede de distribuição da localidade, ação que ampliará a qualidade do fornecimento elétrico para os consumidores da região.


 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros