Após 180 demissões, trabalhadores protestam na empresa Guerra, em Caxias - Cidades - Pioneiro

Empregos21/11/2016 | 07h53Atualizada em 21/11/2016 | 15h06

Após 180 demissões, trabalhadores protestam na empresa Guerra, em Caxias

A empresa está em recuperação judicial desde 2015

Após 180 demissões, trabalhadores protestam na empresa Guerra, em Caxias Polícia Rodoviária Federal/Divulgação
Além de colabores demitidos, aqueles que ainda compõem o quadro participam do manifesto Foto: Polícia Rodoviária Federal / Divulgação
Pioneiro
Pioneiro

Trabalhadores protestam em frente à empresa Guerra SA na manhã desta segunda-feira, em Caxias do Sul. Na última sexta-feira, cerca de 180 funcionários foram demitidos, segundo o Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Caxias do Sul.

Leia mais:
Guerra SA, de Caxias, demite 180 trabalhadores
Guerra S.A., de Caxias do Sul, solicita recuperação judicial
Dívida da Guerra SA, de Caxias do Sul, é de R$ 212 milhões
Com salários atrasados, funcionários da Guerra SA realizam protesto


A empresa está em processo de recuperação judicial desde julho de 2015. Além de colabores demitidos, aqueles que ainda compõem o quadro participam do manifesto desta segunda.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) monitora o movimento, já que a empresa fica na BR-116. 


 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros