Centroavante do Caxias projeta primeiro jogo como titular - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Série  D26/09/2020 | 12h12Atualizada em 26/09/2020 | 12h12

Centroavante do Caxias projeta primeiro jogo como titular

Giovane Gomez inicia o confronto contra o Tubarão neste domingo (27)

Centroavante do Caxias projeta primeiro jogo como titular Vitor Soccol/Dinâmica Conteúdo
Foto: Vitor Soccol / Dinâmica Conteúdo

O Caxias enfrenta o Tubarão, neste domingo (27), às 15h, pela segunda rodada da Série D do Campeonato Brasileiro. Será o primeiro jogo no Estádio Centenário e a primeira oportunidade de começar como titular para o centroavante Giovane Gomez. O jogador, de 25 anos, foi contratado para a disputa da competição nacional e já conquistou a titularidade.

Leia Mais
Na estreia em casa na Série D, Caxias quer fazer jogo propositivo contra o Tubarão
Histórias de torcedor: um grená apaixonado por incentivo do cunhado

— Minha expectativa é boa. Tenho treinado bem. Durante a semana, nos treinos apareci no time titular. Acredito que fiz uma boa partida contra o São Caetano. É focar, pegar essa titularidade para a sequência dos jogos — revelou o atleta em entrevista ao Show dos Esportes da Rádio Gaúcha Serra. 

Mesmo com pouco tempo de trabalho no Caxias, Giovane ganhou a vaga de Marcelo Campanholo para o jogo contra o Tubarão. Além disso, tem buscado se adaptar ao estilo de jogo proposto pelo técnico Rafael Lacerda para ajudar o time grená na caminhadada da Série do Campeonato Brasileiro.

—O Lacerda é um bom treinador. Ele treina como é o futebol gaúcho. Ele entende bem, porque jogou. É uma forma que eu gosto. Ele prefere que eu fique bem posicionado e não saia bastante, que brigue pela primeira bola. Ele optou por mim, porque é meu forte. Estou sempre brigando com os zagueiros. Tivemos uma semana em cima das características do Tubarão que trabalha bastante a bola — comentou.

Antes do Caxias, Giovane Gomez estava no Remo. No entanto, foi pouco aproveitado e pediu para sair. Assim, fechou com o Caxias e espera voltar a repetir o desempenho que já teve no Rio Grande do Sul por outra equipe. Se não deu certo no clube paraense, o centroavante se destacou mesmo no Pelotas. Em 2018, foi decisivo na conquista da Divisão de Acesso com sete gols. No ano passado foi artilheiro do Pelotas na Copa Seu Verardi, com 11 gols. 

—No Pelotas, eu joguei quatro anos. No começo não tive tantas oportunidades, mas quando tive eu me destaquei. No Remo, comecei como titular, mas não tive uma adaptação tão boa. Depois não tive mais sequência. Teve troca de treinador e não fui mais aproveitado. Teve contratação de um outro centroavante também— finalizou Giovane. 

Acompanhe a entrevista completa

Leia Também
Operação apreende 19 máquinas caça-níqueis em Bento Gonçalves

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros