"Eles vieram, pagaram e fizeram parte da nossa festa", diz presidente do Caxias sobre a polêmica divisão do estádio - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Na final23/02/2020 | 05h00Atualizada em 23/02/2020 | 05h00

"Eles vieram, pagaram e fizeram parte da nossa festa", diz presidente do Caxias sobre a polêmica divisão do estádio

Mandatário grená ressaltou que o momento é de recuperar a autoestima do torcedor

"Eles vieram, pagaram e fizeram parte da nossa festa", diz presidente do Caxias sobre a polêmica divisão do estádio Pedro Petrucci / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Pedro Petrucci / Agência RBS / Agência RBS

O momento é de recuperar o orgulho grená. O título da Copa Cel. Ewaldo Poeta, primeiro turno do Gauchão, conquistado pelo Caxias neste sábado (22), após a vitória sobre o Grêmio, foi para dar início a um Carnaval no Estádio Centenário.

— Todo mundo tem que ir para o Carnaval com a camisa do clube e mostrar o orgulho de vestir grená — afirmou o presidente Paulo Cesar Santos.

Leia mais
FOTOS: Confira momentos da partida e da festa do Caxias na conquista do primeiro turno
Confira a narração da Rádio Gaúcha no gol do título do Caxias sobre o Grêmio
"A gente trabalha no dia a dia por esses momentos", celebra Diogo Oliveira, herói do título do Caxias

A conquista vai além de uma taça. O Caxias garantiu muitos aspectos para 2021 e ainda tem dois jogos de finais, como citado na última semana, que poderão ainda dar uma renda extra ao clube. Pontos que mostram a importância deste momento.

— Muita coisa vale nessa partida. Já deixamos para 2021 o clube da mesma forma como  assumimos. Poder garantir vaga na Série D, que a gente não quer e vai deixar para outro, porque esse ano vamos buscar o nosso acesso, e na Copa do brasil. No ano que vem, espero mais respeito aos profissionais que estão trabalhando — ressaltou o mandatário.

No seu primeiro ano como dirigente, Paulo Cesar fez questão de compartilhar o mérito da taça com toda a comissão técnica e ainda respondeu aos críticos da polêmica divisão do Estádio Centenário em meio a meio.

— Não é meu, do presidente. É prêmio do trabalho de todos, da comissão técnica, das pessoas que aqui estão e continuam sendo sócios e aos que voltaram. Esse é o prêmio de quem acredita. Mesmo uma decisão que se tornou polêmica de dar a reta da geral para a torcida do Grêmio. Consultamos a direção e os jogadores. Chegamos no consenso que, para a busca de uma garantia dos salários em dia, seria necessário convidar a torcida do Grêmio fazer parte da nossa festa. Eles vieram, pagaram e fizeram parte da nossa festa — desabafou.

Leia também
Caxias do Sul recebe mais dez mil doses da vacina contra febre amarela






eu vou extravasar esse titulo em Caravaggio, amanhã eu estarei lá

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros