Juventude tem decisão contra o rebaixamento em clássico contra o Brasil-Pel - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Série B01/11/2018 | 09h55Atualizada em 01/11/2018 | 09h55

Juventude tem decisão contra o rebaixamento em clássico contra o Brasil-Pel

Papos e Xavantes se enfrentam às 21h3omin desta quinta-feira(1)

Juventude tem decisão contra o rebaixamento em clássico contra o Brasil-Pel Lucas Amorelli/Agencia RBS
Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

O Juventude tem mais uma decisão pela frente. E desta vez será com um clássico. O duelo da noite desta quinta-feira(1), contra o Brasil-Pel, a partir das 21h30min, no Alfredo Jaconi, é a grande chance do time de Winck deixar a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro da Série B.

Uma vitória faz com que o Juventude ultrapasse o próprio Brasil-Pel. Além disso, garante que, mesmo que os outros adversários contra o rebaixamento ganhem, o time do técnico Luiz Carlos Winck terminará a rodada fora do Z-4.

— Um jogo difícil, até pela maneira que o Brasil sempre se portou desde os acessos e no tempo que tem com o Rogério Zimmermann. É uma equipe muito chata em campo, difícil de ser batida. Mas estamos trabalhando para que possamos fazer um grande jogo — avaliou o treinador alviverde.

Os últimos anos mostram a dificuldade que o Juventude tem encontrado em vencer o Xavante. Porém, com a necessidade dos três pontos,  Winck tenta esquecer o mal retrospecto do time contra a equipe pelotense:

— Não procurei me basear nisso durante a semana. Não me importa. Serve como mais motivação apenas. O passado fica no passado. Temos é que fazer o presente acontecer. Ser uma nova realidade, fazer um grande jogo para conseguir aquilo que mais queremos, que é a vitória. 

Depois de um resultado importante diante do Sampaio Corrêa, o segundo confronto direto em sequência pode garantir o respiro fora da zona do rebaixamento. Passado o embate com o Xavante, vem o terceiro, contra o CRB, que pode representar o alívio da escapada da queda.

Até por isso, é importante os jogadores estarem prontos para somar o máximo em cada uma das decisões.

— O grupo está vivendo muito bem esses momentos. Crescendo em cima da adversidade e da dificuldade. Isso é importante. O pior é se sucumbissem. O time poderia ter se entregado após o jogo com o Goiás, e não se entregou.  Ele buscou mais força ainda para buscar essa recuperação dentro da competição — afirmou  o treinador, que elogiou o comportamento também da arquibancada nesse período de decisões:

— Temos esse apoio no momento adverso, geralmente teria muita cobrança. O nosso torcedor está de parabéns pela contribuição que está dando para a equipe.

É mais uma decisão para o Ju. E pela oportunidade que se cria,  tem tudo para ser a mais importante delas. É clássico. E pode valer a sequência na Série B.

Leia também
Mais de 100 imóveis foram danificados pelo temporal em Flores da Cunha

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros