Mais de 100 imóveis foram danificados pelo temporal em Flores da Cunha - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Temporais31/10/2018 | 17h01Atualizada em 31/10/2018 | 17h45

Mais de 100 imóveis foram danificados pelo temporal em Flores da Cunha

Agricultura também sofreu perdas

Mais de 100 imóveis foram danificados pelo temporal em Flores da Cunha Adriano Duarte/Agencia RBS
Prefeito Lídio Scortegagna mostra granizo acumulado no Travessão Alfredo Chaves, em Flores da Cunha Foto: Adriano Duarte / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Dois cenários distintos podiam ser vistos nas zonas urbana e rural Flores da Cunha nesta quarta-feira. Numa mesma rua, casas e pavilhões intactos. Do outro lado, casas e prédios destelhadas, árvores arrancadas, postes caídos, muros desabados e granizo acumulado no acostamento de estradas. No total, a estimativa é que mais de 100 imóveis foram danificados pelo temporal da noite de terça-feira. Boa parte da cidade ficou sem luz e telefonia, mas não houve desabrigados.

No interior, agricultores relataram aos técnicos da Secretaria Municipal da Agricultura a perda de uva, cebola, alho, pêssego, maçã e ameixas. A VRS-814, ligação de Flores da Cunha com Nova Pádua, permaneceu bloqueada por árvores e postes até o final da manhã. Houve danos significativos nas localidades de Alfredo Chaves, Sete de Setembro, Monte Bérico, Nova Roma, Linha 100, São Paulo, Medianeira, Linha 40 e Travessão Martinho. Segundo a prefeitura, o mau tempo danificou pelo menos quatro aviários na região de Alfredo Chaves. A quantidade de árvores arrancadas às margens das estradas passou de 50.

Leia mais
Granizo causa estragos na agricultura em mais de 10 municípios da Serra
Chuva de granizo danifica moradias em Bom Jesus
Granizo causa danos nas zonas rural e urbana de São Marcos
Temporal causa destelhamento de centenas de casas em Flores da Cunha
Temporal com vento forte destelha casas e derruba árvores em Caxias e região
Árvores e postes obstruem ruas de Caxias após temporal
Família lutou para escapar de chuva de granizo e queda de telhas em Flores da Cunha

 Na zona urbana de Flores da Cunha, os bairros mais atingidos foram Aparecida, União, São José e Nova Roma. Os bombeiros distribuíram lonas para dezenas de famílias que tiveram a cobertura das moradias arrancadas pelo vendaval. Na Rua John Kennedy, no Aparecida, havia uma fileira de postes e fios caídos sobre a rua e calçadas. 

— Começou com chuva e parou. Daí veio vento e relâmpagos e os telhados começaram a voar — contou um dos moradores do bairro, Giovani Sgarioni.

Na Rua Anúncio Curra, no União, vizinhos protegiam o telhado com lonas pretas.

— Minha mãe levou um grande susto. Estamos sem luz, sem celulares _ disse Adriana Ruviaro.

 FLORES DA CUNHA, RS, BRASIL, 31/10/2018. Temporal causa destelhamento  de casas e escolas em Flores da Cunha. Escolas do município e a própria sede do Corpo de Bombeiros foram afetadas pela forte chuva que atingiu a região nas últimas horas. Na foto, casas destelhadas na rua John Kennedy esquina com rua Da Paz. Um poste também foi derrubado. (Porthus Junior/Agência RBS)
Postes caíram na Rua John Kennedy, bairro AparecidaFoto: Porthus Junior / Agencia RBS

O quartel da Brigada Militar (BM) e três escolas municipais tiveram danos na cobertura. O prefeito Lídio Scortegagna percorreu o interior durante toda a manhã e enviou seis equipes da prefeitura para liberar estradas e remover árvores caídas. No Travessão Alfredo Chaves, o prefeito levou um susto ao ver quatro grandes tanques de vinho que desabaram no pátio da Vinícola Terrasul. Um grande volume de granizo estava acumulado num portão ao lado. 

— Estou preocupado com o que vi. Olha quanto gelo tem aqui. Pelo trajeto dos estragos, parece que a ventania veio de Nova Pádua e seguiu para Flores — relatou Scortegagna.

 FLORES DA CUNHA, RS, BRASIL, 31/10/2018. Temporal causa destelhamento  de casas e escolas em Flores da Cunha. Escolas do município e a própria sede do Corpo de Bombeiros foram afetadas pela forte chuva que atingiu a região nas últimas horas. Ventos derrubaram quatro pipas da Terrasul Vinhos Finos, em Travessão Alfredo Chaves, interior de Flores da Cunha. (Porthus Junior/Agência RBS)
Quatro tanques desabaram no pátio de vinícolaFoto: Porthus Junior / Agencia RBS

A empresa Caderode, na VRS-814, teve grande prejuízo. O vento arrancou parte da cobertura e retorceu um grande portão de ferro de um pavilhão de estofados. Em seguida, a chuva invadiu o prédio, molhando maquinário, produtos e demais materiais que estavam no local. A maioria dos 140 funcionários das duas unidades da empresa naquela rodovia foram dispensados.

— Aqui foi forte o temporal. Vamos levar o material para outro pavilhão — informou um dos proprietários da Caderode, Valdezir Dondé.

Até o final da tarde desta quarta-feira, a prefeitura ainda não tinha uma contagem final dos estragos. O prefeito avaliaria que tipo de ação seria adotada para ajudar as famílias prejudicadas.



 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros