Movimento deve aumentar nas peixarias de Caxias a partir desta quinta-feira - Economia - Pioneiro

Sexta-Feira Santa13/04/2017 | 07h00Atualizada em 13/04/2017 | 08h44

Movimento deve aumentar nas peixarias de Caxias a partir desta quinta-feira

Busca por peixes aumentou nesta semana; há opções para todos os bolsos

Movimento deve aumentar nas peixarias de Caxias a partir desta quinta-feira André Tajes/Agência RBS
Patricie Segalla de Bitencourt (à direita) foi à peixaria com antecedência, na terça, para garantir preparo de filé de pescada Foto: André Tajes / Agência RBS

A Sexta-Feira Santa tem opções de pescados para todos os bolsos. Entre as alternativas mais vendidas estão bacalhau, jundiá, papa-terra e filés de pescada, linguado e anjo. Desde o início da semana, o movimento nas peixarias e supermercados tem aumentado. Porém, as grandes filas deverão ser intensificadas a partir desta quinta-feira.

Leia mais
Saiba como serão as celebrações da Sexta-Feira Santa na Serra
Saiba o que abre e o que fecha neste feriado santo em Caxias


A peixaria Mar Azul estima vender entre 3 mil e 4 mil quilos de pescados durante esse período. Segundo o proprietário Alex Gauer, as vendas da data santa representam a mesma quantidade que é vendida em três meses do ano.

– Vamos vender a mesma média dos anos anteriores.

Gauer comenta que os caxienses não têm o hábito de comer peixe, mas reconhece que o consumo vem aumentado nos últimos anos em função da recomendação de médicos e de reportagens sobre os benefícios da carne de peixe.

– No mercado, o quilo da carne moída custa em média R$ 23. Tenho filé de peixe por R$ 16. Os preços estão bons.

Incremento nos negócios

Para evitar as longas filas, a cozinheira Patricie Segalla de Bitencourt, 46 anos, foi às compras na tarde de terça-feira. Ela gastou cerca de R$ 50 e concorda que os preços estão bons.

Com atendimento personalizado, Patricie definiu em 10 minutos os dois tipos de peixes que vai preparar para o almoço da família na Sexta-Feira Santa.

– Adoro peixe. Vou preparar tainha recheada no forno e um escabeche de filé de pescada.

Na quarta-feira à tarde, a movimentação nas peixarias já havia aumentado comparando com a terça-feira, até com formação de filas. O aposentado Elóy de Cândido, 75, também preferiu antecipar as compras para evitar ter que ficar muito tempo na fila.

Sem o hábito de comer peixe durante o ano, o aposentado optou por comprar jundiá e lambari e vai fritá-los para o almoço de sexta-feira. Elóy também gostou dos preços dos peixes.

– Aqui (na peixaria) está o mesmo preço da feira (do Peixe Vivo) e já vem limpo – ressalta.

O proprietário da KSM Pescados, Rider da Silva, espera aumentar as vendas em 15% neste ano em comparação com o ano passado, mas prefere não divulgar a quantidade estimada que será vendida neste período.

Silva percebeu o aumento das vendas em todo o período da Quaresma, que se intensificaram ainda mais esta semana.

– Tem horas que precisamos controlar a entrada em até oito pessoas dentro da loja para atender melhor.


 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comPrefeitura afirma que vai manter policiamento comunitário caso Estado não assuma programa https://t.co/eaYdroP6TF #pioneirohá 7 horas Retweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comAtacante Yago é apresentado pelo Juventude e pode estrear sexta https://t.co/zKXvws80y4 #pioneirohá 9 horas Retweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros