Crise na Argentina desacelera as exportações gaúchas - Colunas do Caixa-Forte - Economia: impostos, financiamentos e mais - Pioneiro
 
 

Caixa-Forte12/07/2019 | 13h47Atualizada em 12/07/2019 | 13h47

Crise na Argentina desacelera as exportações gaúchas

Importantes setores da Serra, como o de máquinas e o de veículos, são impactados pela demanda mais fraca

Crise na Argentina desacelera as exportações gaúchas Roni Rigon/Agencia RBS
Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

A crise financeira na Argentina inibiu em US$ 299 milhões no primeiro semestre os pedidos de bens de dois setores gaúchos: máquinas e equipamentos, com recuo de 40%, e veículos, com queda de 21,2%. Pelo forte peso na composição econômica, esses setores respingam no desempenho da indústria caxiense e serrana.

Leia mais
Cooperativa Santa Clara inaugura fábrica de laticínios de R$ 130 milhões
Randon é homenageada pelos 70 anos na Federasul
Hard Rock Café reforça o cardápio em Gramado

No geral, as exportações do Rio Grande do Sul totalizaram US$ 6,2 bilhões de janeiro a junho, uma queda de 0,6% sobre o mesmo período de 2018, apontam dados divulgados nesta quinta-feira pela Federação das Indústrias do Estado (Fiergs).

Em maio, a performance das exportações gaúchas foi influenciada pela base de comparação retraída em razão da greve dos caminhoneiros no mesmo mês do ano passado.

O cenário das exportações de produtos industriais do RS só não é mais grave porque celulose e papel (61,6%) e tabaco (27,2%) obtiveram crescimento no período.

Leia também
Com R$ 400 mil de investimento,  restaurante inaugura em Farroupilha
Mais uma loja no filão saudável
Empresa caxiense investe R$ 4 milhões em 10 anos de história

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros