Frei Jaime: mesmo que o essencial seja imutável, as transformações são inevitáveis - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Opinião28/02/2018 | 06h44Atualizada em 28/02/2018 | 06h44

Frei Jaime: mesmo que o essencial seja imutável, as transformações são inevitáveis

Em cada época, diferentes aspectos ocupam mentes e corações

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! Amanhece o último dia deste mês de fevereiro, que escolheu ser um pouco mais curto que os demais... Mesmo assim, foi possível fazer muitas coisas, muitas mesmo. Gratidão Àquele que nos presenteou gratuitamente com esse período: o segundo mês do ano de 2018. Por tudo, obrigado, Senhor. 

"Nós vivemos numa geração de pessoas emocionalmente fracas. Tudo tem que ser abafado, porque é ofensivo, inclusive a verdade." (Keanu Reeves). 

Em cada época, diferentes aspectos ocupam mentes e corações. A vida, em si, é a mesma, mas com outros acentos e novas convicções. Mesmo que o essencial seja imutável, as transformações são inevitáveis. Situar-se num mundo em continua mudança é o grande desafio, para quem não aceita desumanizar-se. Os avanços tecnológicos parecem não estarem totalmente comprometidos com o ideal do bem comum. As melhorias, em todos os sentidos, são visíveis, mas o insistente vazio existencial continua deixando rastros preocupantes.

Leia mais
Frei Jaime: é imprescindível saber optar entre rir ou chorar, ir ou ficar
Frei Jaime: a vida vai ensinando 
Frei Jaime: o excesso de adjetivos pode maquiar a realidade   

Cada geração é convocada à construção de novos caminhos, sem ter que deixar os valores humanos em segundo plano. Num contexto de contínua inovação, velocidade e exigências, a fragilidade não tem aceito disfarces. Pelo contrário, aumenta continuamente a ausência de consistência e, consequentemente, de resistência. Desistir tem sido a opção mais visitada, por aqueles que não possuem uma envergadura emocional e também espiritual. A verdade deixou de ser espontaneamente verbalizada e a ética atendeu o toque de recolher, soado por sistemas pouco transparentes. As consequências materiais estão presentes em todos os espaços e as pessoas têm encontrado dificuldades para desvendar os reais problemas geradores de infinitas dores e preocupações. 

Continuar abafando o desejo de felicidade e o sonho de fraternidade é um risco à necessidade premente de humanização. Que a fortaleza interior possa se impor e, assim, desencadear um processo de renovação, com espaço para a esperança e para a alegria de viver. Todos podem ser fortes, a menos que não queiram. Viver é não perder o foco e, muito menos, a direção. 

Bênçãos! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!!
 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros