Olhares da cidade: "Vejo a juventude acuada aqui em Caxias", diz jovem universitária - Política - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Eleições 202014/10/2020 | 05h27Atualizada em 14/10/2020 | 05h27

Olhares da cidade: "Vejo a juventude acuada aqui em Caxias", diz jovem universitária

Seção apresenta depoimentos de pessoas de diversos perfis, que compõem a representatividade da população de Caxias do Sul

Olhares da cidade: "Vejo a juventude acuada aqui em Caxias", diz jovem universitária Porthus Junior/Agencia RBS
Virginia Ferreira Centeno tem 21 anos e é estudante de Relações Públicas Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Dentro do projeto editorial de atenção às eleições municipais, o Pioneiro criou a seção Olhares da cidade. Este espaço é dedicado a depoimentos de pessoas de diversos perfis, que compõem a representatividade da população. O objetivo é contribuir com o debate eleitoral ao contemplar visões específicas que cada um tem sobre a cidade e qual sua relação com a cidade, compondo um cenário plural, a partir de ângulos complementares.

Leia mais
Olhares da cidade: "Caxias precisa evoluir em acessibilidade", diz deficiente visual 
Olhares da cidade: "Vamos nos cuidar e esperar pelo melhor", diz professora aposentada de Caxias do Sul
Olhares da cidade: "Todos merecem ser tratados com dignidade", diz professora negra de Caxias do Sul

Confira a seguir o depoimento de Virginia Ferreira Centeno, 21 anos

"Meu nome é Virginia Ferreira Centeno, tenho 21 anos, sou natural de Caxias, moro aqui a minha vida inteira. Sou estudante de Relações Públicas e agora durante a pandemia eu tive a coragem que eu não estava tendo antes de transferir a faculdade daqui de Caxias para Porto Alegre. E vejo que já vou sentir bastante saudade da cidade, porque eu cresci aqui, tenho meus avós que moram no interior de Fazenda Souza. Eu tenho muito contato com a chácara, com toda essa tradição de almoçar aos domingos na casa deles, de reunir a família, fazer churrasco. Mas eu não estava realmente tendo essa coragem de sair dessa minha realidade, mas acho que essa experiência vai me trazer bastante conhecimento e outras realidades. Na minha visão, como jovem, eu vejo muito a juventude acuada aqui em Caxias, eu não vejo tantas oportunidades, por exemplo, no cenário político. Acho que isso se deve bastante a esse conservadorismo que existe em Caxias de não reconhecer o jovem como uma pessoa que tem responsabilidade, que vai agregar alguma coisa a nossa cidade. Isso é uma coisa para a próxima gestão da prefeitura, é algo que pode ser mais desenvolvido. Eu vi uma reportagem de algum candidato a prefeito que falava que quer retomar a Caxias de antes. Mas a minha visão é que Caxias tem que ir para a frente. Mas eu vejo muito potencial em Caxias, principalmente na gastronomia. Já visitei algumas cidades, tanto no Brasil quanto fora, e para mim a gastronomia aqui é a que mais tem potencial. Sou apaixonada pela comida daqui. Acho que a população tem que dar mais esse olhar para a juventude porque acho que tem muito potencial. E outra coisa que eu vejo é que não só a juventude, mas a população como um todo está cada vez mais individualista então acho que se tem uma gestão pública que tem esse olhar para a população e dá abertura para a sociedade, a gente precisa que essa sociedade comece a ser mais coletiva, tenha uma visão de construção de Caxias coletiva e não só pensando no nosso umbigo. Agora eu fiz a transferência (da faculdade) e, por conta da pandemia, ainda estou em Caxias, mas a princípio ano que vem já me mudo para Porto Alegre. Mas eu sou bem apaixonada por Caxias. Se eu tiver uma oportunidade boa em Caxias, com certeza eu volto."

Leia também
As promessas iniciais da campanha em Caxias do Sul
Caxias do Sul deve contar com cerca de 4 mil mesários para o pleito de novembro
Dia das Crianças: faça o teste e descubra como eram os candidatos a prefeito de Caxias do Sul na infância

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros