10 temas para Júlio Freitas, candidato a prefeito de Caxias do Sul - Política - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Eleições 202016/10/2020 | 13h23Atualizada em 16/10/2020 | 14h10

10 temas para Júlio Freitas, candidato a prefeito de Caxias do Sul

Candidato do Republicanos, Júlio Freitas é o quarto a participar do primeiro ciclo de entrevistas

10 temas para Júlio Freitas, candidato a prefeito de Caxias do Sul Roni Rigon/Agencia RBS
Júlio César Freitas da Rosa é o candidato que tem a responsabilidade nesta eleição de defender o legado do governo do prefeito cassado, Daniel Guerra (Republicanos) Foto: Roni Rigon / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

O candidato do Republicanos a prefeito de Caxias do Sul, Júlio César Feitas da Rosa, é o quinto a participar do primeiro ciclo de entrevistas com os postulantes ao cargo publicadas pelo Pioneiro. Nas edições de segundas, quartas e sextas-feiras, todos os 11 candidatos estão expressando suas ideias e propostas sobre os 10 temas abaixo. As respostas de todos os candidatos foram recolhidas simultaneamente pelo Pioneiro e vem sendo publicadas em ordem alfabética. O próximo candidato a responder os 10 temas será Marcelo Slaviero, do Novo, na edição de segunda-feira.

Júlio César Freitas da Rosa é o candidato que tem a responsabilidade nesta eleição de defender o legado do governo do prefeito cassado, Daniel Guerra (Republicanos). A presença da candidatura do governo afastado, para tirar o termômetro eleitoral da aceitação ou não do impeachment de que foi alvo a administração comandada por Guerra, é um dos componentes que desperta interesse na eleição municipal deste ano. Freitas também é o presidente do Republicanos em Caxias do Sul. Esteve no governo de Daniel Guerra desde o primeiro dia, nomeado que foi para a função de chefe de gabinete. Em outubro de 2018, Freitas assumiu interinamente a Secretaria da Saúde, cargo que acumulou com a Chefia de Gabinete até dezembro do mesmo ano, quando assumiu a titularidade da pasta, um ano antes da derrubada do governo por meio da aprovação de impeachment.

Antes de integrar o Governo Guerra, Freitas atuou em comissões da Assembleia Legislativa, como assessor de plenário e coordenador de bancada, e foi assessor parlamentar na Câmara dos Deputados.

Leia mais:
10 temas para Adiló Didomenico, candidato a prefeito de Caxias do Sul  
10 temas para  Antonio Feldmann, candidato a prefeito de Caxias do Sul
10 temas para Carlos Búrigo, candidato a prefeito de Caxias do Sul

1 CASO MAGNABOSCO

"Não vimos qualquer movimento do governo ilegítimo para buscar ao menos a redução dos juros desta indenização, que pode ultrapassar R$ 1 bilhão, valor impagável para qualquer gestão. O nosso governo, com Daniel Guerra, teve de enfrentar mais este passivo histórico. Chegamos a ter R$ 69 milhões sequestrados em favor da família Magnabosco em 2017. Esgotaremos as instâncias judiciais para contestar os juros. Convocaremos uma comissão de juristas para contribuir com propostas para reduzir o impacto da dívida. Na pior das hipóteses, inclusive, a compra da área pelo valor de mercado, que é 15 vezes menor que o valor que a família postula."

2 CONCESSÃO DO TRANSPORTE COLETIVO

"Defendemos quebra do monopólio e tarifa mais barata. Nosso governo lançou uma licitação que previa mais de uma empresa e tarifa de R$ 4,20, já com quatro interessadas. Mas o governo ilegítimo cancelou o processo. A tarifa saltou de R$ 4,25 para R$ 4,65. Ás vésperas das eleições, o governo ilegítimo elabora um novo certame. A concessionária que presta o serviço ajudou a formular as diretrizes da licitação. É imoral conduzir, a "toque de caixa", a licitação que vai definir a prestação do serviço por 20 anos. Este governo não tem o direito de tirar esse tema do debate eleitoral."

3 GESTÃO DAS UPAS 

"Acreditamos na gestão compartilhada entre o município e organizações sociais (OSs) para administração das UPAs. Mas essas OSs devem ser escolhidas por meio de uma licitação transparente, com mecanismos de fiscalização rigorosos e eficientes, garantindo a prestação de um serviço de qualidade. Temos, hoje, duas UPAs, abertas por nós, operando com esse modelo. Não podemos ser irresponsáveis e inchar a máquina pública, arriscando, em seguida, não honrar com a folha de pagamento dos servidores, a exemplo do que ocorre com nosso Estado."  

Leia mais
Quase 32% dos candidatos têm ensino superior nos maiores municípios da Serra
Caxias do Sul deve contar com cerca de 4 mil mesários para o pleito de novembro

4 DIÁLOGO COM A COMUNIDADE 

"Nossa comunicação positiva será constante com a população. Essa é a finalidade única do nosso projeto. Manteremos uma comunicação direta com as forças vivas da comunidade, e não o diálogo que visa à distribuição de cargos e à farra com o dinheiro público. Nossa coligação é com os cidadãos, em prol da recuperação econômica e da superação dos efeitos da pandemia, uma de nossas prioridades. Temos o compromisso de resgatar junto à população o pertencimento ao projeto de cidade vitorioso em 2016, com a maior votação da história de Caxias."

5 CARGOS EM COMISSÃO 

"Nosso governo economizou R$ 50 milhões em três anos com o corte de CCs, convertidos em saúde, educação e segurança. Porém, o projeto de lei de extinção de 50% desses cargos, protocolado em 2017, adormece na Câmara de Vereadores. Não há vontade política desta Casa e das suas candidaturas alinhadas, pois querem voltar a distribuir os 350 cargos a seus parceiros. Vamos propor, além da extinção de metade dos CCs, a redução do número de vereadores, de 23 para 15."

6 DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO 

"Conquistamos a maior obra de infraestrutura da aviação regional no Brasil. Garantimos R$ 200 milhões para o novo aeroporto da Serra Gaúcha. A obra gerará milhares de postos de trabalho. A Secretaria de Desenvolvimento Econômico será transformada em uma Agência Municipal de Investimento, para ser o elo com os empreendedores e prospectar novos investimentos e empregos, como fizemos ao trazer Havan e Stok Center. Estávamos trazendo o centro de e-commerce do Magazine Luiza, prestes a se instalar em outra cidade quando o resgatamos, para garantir mais de mil novas vagas. Mas tudo isso parou!"

7 VALORIZAÇÃO DA CULTURA

"Vamos seguir no fortalecimento e descentralização das atividades, oficinas e ações culturais, a exemplo do que já fizemos em nosso governo, com a criação da Semana de Arte e Cultura e do programa Escritor na Comunidade, que contava com mais de 80% de escritores caxienses, com atividades em entidades como Apadev, Caps, Joana D'arc, Helen Keller, entre outras. Conduziremos o Financiarte conforme estabelecido na nova lei, otimizando e criando comissões paritárias para contemplar técnica e interesse público no resultado dos projetos, garantindo uma fiscalização efetiva dos recursos empregados."

8 VAGAS DE EDUCAÇÃO INFANTIL

"Aproveitando os espaços escolares já existentes, otimizando salas e utilizando-as em diferentes turnos; construindo escolas _ planejamos cinco e começamos a construir três _ e fazendo parceria com a rede privada, para compra de vagas. Articulando com o Estado o equilíbrio entre a oferta de vagas do Ensino Fundamental, em que a responsabilidade é compartilhada, para que as escolas municipais consigam atender à demanda da Educação Infantil. Acolher os alunos de 4 e 5 anos nas escolas de Ensino Fundamental oportuniza a destinação do espaço das creches para crianças de 0 a 3 anos. Essas ações estavam em andamento. Assim, reduzimos em mais de 70% o número de crianças de 0 a 3 anos em fila de espera."

9 COMÉRCIO AMBULANTE 

"Boa parte do comércio ambulante é praticada por imigrantes que buscaram Caxias para viver, por falta de opção, (situação) agravada por não falarem a nossa língua. Foi o que percebemos na aproximação que iniciamos com esses cidadãos. A proposta é criar oficinas de língua portuguesa, em parceria com escolas, e promover oficinas via Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Emprego para encaminhar os que buscam emprego. Aos que preferem o comércio, a ideia é criar um centro comercial, auxiliando para que se formalizem. Para isso, já estávamos buscando parceria do Procon e CDL."

10 DIRETRIZES PARA A MOBILIDADE

"Uma cidade com mobilidade é aquela que preza pelo equilíbrio. Toma ações de trânsito condizentes com o seu porte. Não aquela que busca soluções em grandes centros urbanos e as aplica indiscriminadamente. Um exemplo disso são as proibições das conversões na área central. Uma restrição maior que o tamanho do problema. Pensar em mobilidade significa cuidar de todos. Com recursos limitados, investir mais em acessibilidade e menos em corredores de concreto para a empresa de transporte coletivo; colocar contadores regressivos para o pedestre atravessar a rua em segurança. Também ter o menor número de mortes no trânsito desde o início da série histórica, como tivemos em 2018."

Leia também
Entenda como funciona o sistema de quociente eleitoral
Cientistas da UFPel pedem que comunidade caxiense participe de pesquisa sobre a covid-19
Pandemia pode aumentar casos de diagnóstico tardio para o câncer na Serra

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros