Doze candidatos se encaminham para a disputa à prefeitura de Caxias - Política - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Eleições03/07/2020 | 13h20Atualizada em 03/07/2020 | 13h20

Doze candidatos se encaminham para a disputa à prefeitura de Caxias

Confira os nomes que são tendência dentro dos partidos para disputar o pleito

Doze candidatos se encaminham para a disputa à prefeitura de Caxias Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Pelo menos oito partidos em Caxias do Sul se adiantaram e preferiram não esperar a fixação do calendário eleitoral para a definição de pré-candidatos e formação de alianças visando à eleição para prefeito. Essas legendas ainda não fazem a campanha nos moldes tradicionais, o que é vedado pelo calendário, mas já realizam movimentos eleitorais. Assumem, ao mesmo tempo, o eventual desgaste de uma exposição prévia, mas também ganham na visibilidade dos escolhidos, na identidade de propostas, na definição de estratégias e na implementação preliminar delas.

Caxias do Sul está na iminência de ter 12 candidatos para a disputa em primeiro turno. É a primeira vez na história da cidade com um número tão elevado de alternativas. Oito pré-candidatos já estão com seus nomes colocados: Abrelino Frizzo (PV), Adiló Didomenico (PSDB), Antonio Feldmann (Podemos), Marcelo Slaviero (Novo), Nelson D'Arrigo (Patriota), Renato Nunes (PL), Vanius Corte (PCdoB) e Vinicius Ribeiro (DEM).

Outros três nomes estão na iminência de serem confirmados. Edson Néspolo deve ser o escolhido pelo PDT, com chance de coligação com o PSB, conforme aliança nacional já definida entre as siglas e que orienta apoios recíprocos na disputas municipais pelo país. O PSB, aliás, entre os partidos maiores, é aquele que menos indicações deu até agora sobre seu rumo na eleição. Apesar de estremecimentos reventes com o PDT na Câmara, uma aliança segue sendo possível, mas em que moldes e qual será a participação socialista, isso ainda não está claro.

O MDB, que tentou contar com o ex-prefeito e ex-governador José Ivo Sartori para a disputa, praticamente sacramentou a definição pelo deputado estadual Carlos Búrigo, conforme deixou transparecer o presidente da sigla em Caxias, Ari Dallegrave, em entrevista ao Pioneiro na quarta-feira. Já o PT tudo indica que deve confirmar o também deputado estadual e ex-prefeito Pepe Vargas para mais uma disputa. Entre os partidos históricos, o PP é aquele que ainda não se definiu. Não terá candidatura própria, mas não definiu com qual partido vai caminhar junto. Convites à sigla não faltam.

O último partido que deve participar da eleição municipal com candidatura própria, por orientação da Executiva Estadual, é o Republicanos, legenda do prefeito cassado Daniel Guerra. O Republicanos, no entanto, está longe de definir seu candidato.

Reacomodações neste cenário são possíveis. A mais retumbante delas, mas altamente improvável, seria o ingresso de Sartori na disputa, o que produziria um rearranjo de candidaturas. Outras são eventuais desistências de candidatos.

O cenário atual em Caxias

JÁ COLOCADOS

:: Abrelino Frizzo - PV

:: Adiló Didomenico - PSDB, que também oferece a pré-candidata a vice, Paula Ioris. Apoio de Solidariedade, PTB, PSL e PSC

:: Antonio Feldmann - Podemos

:: Marcelo Slaviero - Novo

:: Nelson D'Arrigo - Patriota

:: Renato Nunes - PL

:: Vanius Corte - PCdoB

:: Vinicius Ribeiro - DEM, em aliança com PSD, que oferece Kiko Girardi como pré-candidato a vice.

NA IMINÊNCIA

:: Carlos Búrigo - MDB.

:: Edson Néspolo - PDT. Em provável aliança com o PSB.

:: Pepe Vargas - PT

Com candidatura, mas ainda sem nome

:: Republicanos

Leia também
Com novas datas de eleições, partidos ganham mais tempo para articulações políticas
Naufraga o Bloco Social Trabalhista na Câmara de Vereadores de Caxias

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros