Após denúncia de vereadora, diretor da Codeca renuncia a aumento salarial - Política - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Legislativo28/05/2020 | 17h10Atualizada em 28/05/2020 | 17h10

Após denúncia de vereadora, diretor da Codeca renuncia a aumento salarial

Diretor financeiro havia recebido aumento de quase R$ 5 mil na folha de abril

Após denúncia de vereadora, diretor da Codeca renuncia a aumento salarial Gabriela Bento Alves / Câmara de Vereadores/Câmara de Vereadores
Denise Pessôa apontou reajuste de quase 70% na última semana Foto: Gabriela Bento Alves / Câmara de Vereadores / Câmara de Vereadores

Na última semana, a vereadora Denise Pessôa (PT) apontou aumentos consideráveis de remuneração em dois cargos da direção da Companhia de Desenvolvimento de Caxias do Sul (Codeca). Durante sessão no dia 21, a petista expôs que as funções de diretor administrativo-financeiro e diretor de operações tiveram reajustes de 69% e 102% , o que classificou como "escândalo" por ocorrer em pleno período de pandemia e da contínua situação adversa financeira da Codeca.

Leia mais
Vereadora de Caxias do Sul aponta aumentos na direção da Codeca

Em participação na reunião da Frente Parlamentar em defesa da Codeca na Câmara de Vereadores nesta quinta-feira (28), o diretor-presidente da empresa, Nestor Basso, esclareceu que os 102% constatados na verdade se referiram ao pagamento da rescisão após o desligamento do diretor de operações. No entanto, sobre o aumento de 69% para o cargo de diretor administrativo-financeiro, Basso reconheceu como um reajuste aprovado na assembleia do Conselho de acionistas da Codeca, porém, alegou que o contemplado dispensou o aumento.

— A assembleia geral extraordinária (do conselho)  ajustou o salário do diretor financeiro (e não foi) nem no padrão de secretário municipal, foi num percentual menor. Só que esse cidadão que recebeu aumento, em solidariedade à situação de pandemia, renunciou ao aumento. Não está ganhando salário de secretário, está ganhando salário de CC8 — alegou Basso.

Denise Pessôa, entretanto, reiterou contestação ao reajuste no contexto de crise pandêmica e dos próprios cofres da Codeca. 

—  A verdade é que esse CC ganhava R$ 7,166,45 quando foi nomeado e a partir do último mês, na pandemia, quando se cortava hora extra, e havia redução de salário e de benefícios dos funcionários aí foi dado aumento de "míseros" R$ 5 mil (para o diretor financeiro). Ele é representante público, tem de ter responsabilidade com a coisa pública. Um aumento desses é um desrespeito à população. (...) Ele "se solidarizou" depois da denúncia — criticou a vereadora.

O Pioneiro contatou o diretor administrativo financeiro da Codeca, Luis Felipe Burtet, que confirmou que dispensou o aumento salarial na última segunda-feira (25), ou seja, quatro dias depois de a vereadora expor a situação no Legislativo. Na folha salarial de abril, consta que ele recebeu R$ 12.120,19 de salário, R$ 4.954,26 a mais do que a remuneração pela qual foi contratado.  De acordo com a assessoria de comunicação, entretanto, Burtet devolveu os valores referentes ao reajuste dado pelo conselho.

— Que conselho de administração é esse? A gente com problema financeiro e o conselho pensa: ''Vamos aumentar 5 mil reais do diretor". Estamos em época de pandemia, falta sensibilidade. Quando dá aumento desse é desrespeito à população, desrespeito ao trabalhador que está debaixo de chuva coletando lixo na nossa cidade (...). Ninguém pode ter aumento agora, especialmente numa empresa como a Codeca  — afirmou Denise.

Em defesa, Basso alegou que o salário contestado estaria abaixo do pago por administrações anteriores:

— Desde 2004, a Codeca sempre pagou seus diretores com salários equivalentes a de secretário municipal. Na gestão atual, permaneceu com salário no nível de secretário exclusivamente diretor presidente, exclusivamente o diretor-presidente (Basso ganha R$ 13.466), os demais diretores ganharam salário igual ao salário de gerente, é até uma incoerência esse tipo de coisa, que é um salário nível CC8 .

Sobre o diretor de operações, Basso informou que acabou acumulando a função após a demissão do então detentor do cargo. Já com relação à remuneração do diretor administrativo financeiro, a assessoria de comunicação, a próxima folha salarial constará o salário anterior ao reajuste concedido.

Leia também
"É muito negativo", diz deputado Neri, O Carteiro  sobre reflexo da denúncia contra presidente do Solidariedade
IPE Saúde retomará atividades em Caxias do Sul

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros