Protocolado novo pedido de impeachment do prefeito de Farroupilha - Política - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Pela segunda vez12/02/2020 | 16h39Atualizada em 12/02/2020 | 16h39

Protocolado novo pedido de impeachment do prefeito de Farroupilha

Glacir Gomes apresentou novo documento nesta quarta-feira

Protocolado novo pedido de impeachment do prefeito de Farroupilha Caiani Lopes/Divulgação
Foto: Caiani Lopes / Divulgação

Um novo pedido de impeachment do prefeito de Farroupilha, Claiton Gonçalves (PDT), foi protocolado no final da manhã desta quarta-feira (12). Assim como o primeiro, apresentado na semana passada, documento é assinado pelo empresário Glacir Gomes.

No último dia 4, ele fez o pedido de impeachment de Claiton, que acabou rejeitado pelos vereadores na segunda-feira (10). Os parlamentares levaram em consideração a análise da Procuradoria da Câmara, que apontou que o documento não preenchia os requisitos formais e, como consequência, poderia ser questionado judicialmente.

Glacir diz que corrigiu o novo documento, incluindo, por exemplo, a comprovação de que ele é eleitor em Farroupilha. O empresário, que concorreu à prefeitura pelo Partido Verde em 2012, quando o pedetista foi eleito pela primeira vez, argumenta que o prefeito cometeu ato de improbidade administrativa ao autorizar por decreto uma suplementação orçamentária para a compra de terrenos para a Secretaria da Saúde. O valor aumentou de R$ 10 mil para R$ 890 mil. No entendimento dele, Claiton feriu a Lei Orgânica do município ao comprar imóvel sem autorização do Legislativo.

Leia mais
Vereadores rejeitam pedido de impeachment do prefeito de Farroupilha
Protocolado pedido de impeachment do prefeito de Farroupilha
"Nunca tenho temor de nada", diz prefeito de Farroupilha sobre pedido de impeachment 

O novo documento também será analisado pelo setor jurídico da Câmara. Conforme o secretário-executivo da Casa, Duilus Pigozzi, a votação sobre a admissibilidade, quando os vereadores definem se o processo irá ou não tramitar, está prevista para a segunda-feira (17).

O prefeito Claiton Gonçalves não irá se manifestar sobre o assunto neste momento. Após a rejeição do primeiro pedido, o pedetista disse, por meio de nota,  que "a comunidade pode se sentir aliviada, pois daremos continuidade no processo de crescimento da nossa cidade. O avanço vai continuar”. Salientou ainda investimentos feitos na gestão dele, iniciada em 2013, e apontou que o município tem R$ 38 milhões em caixa, "que novamente serão utilizados em benefício da população”. 

Leia também
Inacabado, novo asilo inaugurado em Vacaria só receberá idosos em março
Primeira-dama Michelle Bolsonaro é convidada para ser patrona das Surdolimpíadas
Senado aprova Gramado como Capital Nacional do Chocolate

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros