Prefeito de Farroupilha volta atrás sobre compras de terrenos e plataforma de saúde - Política - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Pedido de impeachment17/02/2020 | 18h34Atualizada em 17/02/2020 | 18h34

Prefeito de Farroupilha volta atrás sobre compras de terrenos e plataforma de saúde

Claiton Gonçalves deve explicar os cancelamentos em entrevista nesta terça-feira.

Prefeito de Farroupilha volta atrás sobre compras de terrenos e plataforma de saúde Antonio Valiente/Agencia RBS
Foto: Antonio Valiente / Agencia RBS

O prefeito de Farroupilha, Claiton Gonçalves (PDT), deve anunciar na manhã desta terça-feira (18) o cancelamento da compra de quatro terrenos para a Secretaria da Saúde no valor de R$ 890 mil, item da denúncia do pedido de impeachment contra ele. O autor do pedido de impeachment, o empresário Glacir Gomes, aponta que o prefeito feriu o artigo 97 da Lei Orgânica do Município ao comprar os terrenos sem autorização do Legislativo.

Leia mais
"Não tenho paz na minha governança", diz prefeito de Farroupilha

Também deve anunciar o cancelamento da compra da plataforma da saúde no valor de R$ 3,3 milhões. 

Claiton ainda exonerou o procurador-geral do município, Gelson Priotto. As informações foram confirmadas pelo vereador Deivid Argenta, do mesmo partido do prefeito, antes do início da sessão que votará o pedido de impeachment de Claiton.

Leia também
Chico Guerra reassume mandato na Câmara de Vereadores de Caxias do Sul na quarta-feira
Ex-vice-prefeito de Caxias visita Cassina e Frizzo


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros