Confira como votarão os vereadores na eleição indireta para prefeito de Caxias nesta quinta - Política - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Levantamento08/01/2020 | 20h36

Confira como votarão os vereadores na eleição indireta para prefeito de Caxias nesta quinta

Dezoito dos 23 vereadores abriram o voto ao Pioneiro

Confira como votarão os vereadores na eleição indireta para prefeito de Caxias nesta quinta Lucas Amorelli/Agencia RBS
Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

O Pioneiro fez levantamento ontem com a maioria dos vereadores para adiantar como será a votação na eleição indireta para prefeito nesta quinta-feira (9). A reportagem não conseguiu contato o vereador Tibiriçá Maineiri (Republicanos), cuja tendência é votar contrário à chapa única, por ser do mesmo partido do prefeito cassado. Também não foram consultados os vereadores candidatos Cassina e Frizzo.

Leia mais
Vereadores elegem governo "tampão" de Caxias nesta quinta

O presidente interino da Câmara, Paulo Périco (MDB), preferiu não revelar qual seria seu voto em caso de empate, e os vereadores Fiuza e Renato Oliveira disseram ainda não saber como irão votar. Já o vereador Rafael Bueno (PDT), contrariando o restante da bancada e o discurso veemente que adotou até agora contra o Governo Guerra e em defesa de uma nova administração para o município, preferiu alinhar-se, por estratégia, entre os indefinidos. (Com Ciro Fabres)

Adiló Didomenico (PTB) - SIM

"Não tem cabimento votar contrário. Além do (Flavio) Cassina ser meu amigo pessoal, é chapa única. Seria até estranho votar contra. Os vereadores têm responsabilidade de ajudar o município a sair desta situação."

Alberto Meneguzzi (PSB) - SIM

"Esse governo já começou, já está um clima diferente na cidade. Espero que (a nova administração) faça a cidade destravar e comece a andar o que estava emperrado."

Alceu Thomé (PTB) - SIM

"Temos de votar sim, é do mesmo partido. Não tem nem cogitação votar contra. Conhecemos bem o Cassina e sabemos como ele é, uma pessoa conciliadora, capaz e, sobretudo, do diálogo, que é o que a nossa cidade precisa."

Arlindo Bandeira (PP) - SIM

"Espero que este novo governo tenha diálogo aproximado com a população da cidade e do interior. O (Flavio) Cassina e o (Elói) Frizzo têm experiência na política, são nomes conciliadores, e espero que possam ouvir a população."

Denise Pessôa (PT) - NÃO

"Eleições indiretas são processos precários de acesso ao poder, pois não há discussão com a sociedade, não há programa de governo definido e tampouco compromisso de fato com as melhorias tão necessárias para nossa cidade. A Câmara de Vereadores de Caxias do Sul está cometendo abuso do poder político, sob o risco de tornar regra o que deve ser exceção. Manifesto minha posição inegociável pelas eleições diretas, restabelecendo compromissos claros com a população e para que a vontade livre e soberana se manifeste nas urnas. Dessa forma, votarei não a esse acordão." 

Edi Carlos Pereira de Souza (PSB) - SIM

"A expectativa é boa. Temos um ano pela frente e vamos tocar a cidade. Acho que o Cassina e o Frizzo são os melhores nomes que nós temos para isso."

Elói Frizzo (PSB) - SIM

Não foi ouvido, por ser candidato a vice da única chapa.

Edson da Rosa (MDB) - SIM

"Espero que, com o novo governo, haja muito diálogo e construção de pontes."

Elisandro Fiuza (REPUBLICANOS) - INDEFINIDO

"Ainda não tenho decisão de como votarei".

Felipe Gremelmaier (MDB) - SIM

"Votarei favorável, com expectativa de que a nova administração tenha muita humildade, diálogo e trabalho por Caxias do Sul. É preciso entender que o momento é delicado e exige seriedade. E ninguém fará nada sozinho."

Flavio Cassina (PTB) - SIM

Não foi ouvido, por ser candidato a prefeito.

Gládis Frizzo (MDB) - SIM

"O momento é de união, e precisamos deixar o novo prefeito trabalhar."

Gustavo Toigo (PDT) - SIM

"A gente torce que esse final de administração seja bom para Caxias, que se componha um bom secretariado, que haja diálogo aberto e franco com todos os setores da sociedade."

Kiko Girardi (PSD) - SIM

"A expectativa é de que se faça tudo aquilo que cobrávamos (do governo de Daniel Guerra), especialmente diálogo e transparências. Votando favorável, passo a fazer parte e estarei junto apoiando, mas vou cobrar da mesma forma que cobrei o outro governo, se for necessário."

Miguel Graziottin (PDT) - SIM

"A minha posição é a do partido, que decidiu ser favorável à chapa. Espero que, com o novo governo, possa haver a volta do diálogo, afinal, o principal problema da gestão de Daniel Guerra, entre tantos, foi a falta de diálogo."

Paula Ioris (PSDB) - SIM

"Há muito trabalho pela frente. Espero que governo consiga construir pontes e retomar o diálogo com todos os setores."

Paulo Périco (MDB) - NÃO REVELOU

"Você acha que eu revelaria meu voto? A votação é secreta, acho que nenhum vereador deveria revelar o seu voto."

Rafael Bueno (PDT) - INDEFINIDO

"Quero saber antes da votação quem assumirá áreas estratégicas da gestão como saúde, educação e segurança. Tentei contatos, mas está tudo indefinido, confuso, estranho. Tenho convicção de que a cidade vai começar andar quando começarmos a desfazer o que esse prefeito cassado fez de mal, porém é preciso escolher pessoas que conheçam os servidores e a rotina das secretarias. Espero que tenham coerência e compromisso frente a essa missão. Independente do meu voto, não mudarei minha linha de atuação de cobrar, fiscalizar e exigir o melhor para Caxias.

Renato Oliveira (PCdoB) - INDEFINIDO

"Ainda preciso definir com o partido a forma que nos posicionaremos."

Rodrigo Beltrão (PT) - SIM

"Voto sim, pois quem não concorda com a chapa deveria ter apresentado alternativa. Espero que (o governo) seja democrático, priorize indicações técnicas e que esteja desvinculado do processo eleitoral."

Tatiane Frizzo (SOLIDARIEDADE) - SIM

"Espero bastante diálogo com a população e demais meios e movimentos. É preciso dialogar e reconstruir a nossa cidade."

Tibiriçá Maineri (REPUBLICANOS) - Não retornou contato.

Velocino Uez (PDT) - SIM

"Temos que apoiar, afinal tem só uma chapa. O nosso compromisso como vereadores agora aumentou. Vivemos um período que temos que trabalhar e contribuir para a cidade andar."

PLACAR APURADO

17 FAVORÁVEIS
1 CONTRÁRIO
3 INDEFINIDOS
1 NÃO REVELOU
1 NÃO RETORNOU CONTATO

Leia também
"Era um verdadeiro bunker", diz ex-prefeito de Caxias sobre gabinete de Daniel Guerra
Codeca, de Caxias, tem previsão de déficit de mais de R$ 10 milhões em 2019


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros