A menos de dois meses do fim do prazo, mais de 35% eleitores de Canela ainda têm de cadastrar digitais - Política - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Recadastramento biométrico13/01/2020 | 11h48Atualizada em 11/02/2020 | 15h39

A menos de dois meses do fim do prazo, mais de 35% eleitores de Canela ainda têm de cadastrar digitais

É possível agendar atendimento no site do Tribunal Regional Eleitoral

A menos de dois meses do fim do prazo, mais de 35% eleitores de Canela ainda têm de cadastrar digitais Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Correção:  A dois meses do fim do prazo, mais de 35% dos eleitores de Canela e não 35 mil eleitores não haviam feito o recadastramento biométrico. A informação errada permaneceu publicada das 11h48min de 13 de janeiro de 2020 até as 15h37min desta terça-feira (11).

Dos 32.372 eleitores de Canela, 20.654 fizeram o recadastramento. Isso significa que 36% do total ainda deve registrar as digitais para poder votar nas próximas eleições. O sistema fornece duas opções para atendimento na Região das Hortênsias. O prazo para o recadastramento se encerra em 11 de março. 

O agendamento pode ser feito no Cartório Eleitoral da 65ª Zona Eleitoral, que fica no centro de Canela, e no Posto de Atendimento ao Eleitor em Gramado, no fórum do município. Para os dois locais, há vagas disponíveis a partir desta terça-feira (14). O agendamento pode ser feito por meio do site do Tribunal Regional Eleitoral. Também é possível buscar atendimento sem agendar previamente.

Leia mais
Começa prazo de recadastramento biométrico em três cidades da Serra
Recadastramento biométrico está em andamento em cinco cidades da Serra
A três meses do fim do prazo, quase 40% da população de Farroupilha ainda não fez o cadastro de digitais

O eleitor deve levar documento de identidade e comprovante de endereço para fazer o recadastramento. São coletadas as impressões digitais, fotos e a assinatura do eleitor. O processo costuma ser rápido, demora cerca de 10 minutos.

Quem perder o prazo para o cadastro das digitais pode ter o título de eleitor cancelado. Com isso, não pode emitir passaporte e carteira de identidade. Quem tem função ou emprego público não pode receber o salário. Outra implicação é a impossibilidade de obter empréstimos em bancos.

Leia também
Com paralisação do IGP, serviços como confecção de carteira de identidade são suspensos em Caxias
VÍDEO: incêndio destrói parcialmente casa no bairro Exposição em Caxias
Acidente deixa três feridos em Farroupilha


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros