Na Serra, Jair Bolsonaro anuncia repasse de R$ 213,2 milhões para ampliar consultas, exames e cirurgias no SUS - Política - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Cúpula do Mercosul05/12/2019 | 16h12Atualizada em 05/12/2019 | 16h30

Na Serra, Jair Bolsonaro anuncia repasse de R$ 213,2 milhões para ampliar consultas, exames e cirurgias no SUS

Verba será distribuída entre 85 municípios do RS

Na Serra, Jair Bolsonaro anuncia repasse de R$ 213,2 milhões para ampliar consultas, exames e cirurgias no SUS Antonio Valiente/Agencia RBS
Foto: Antonio Valiente / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

O presidente Jair Bolsonaro anunciou o repasse de R$ 213,2 milhões para ampliar consultas, exames e cirurgias pelo SUS em 85 municípios do Estado. O recurso também será usado para a compra de equipamentos. A informação foi confirmada na tarde desta quinta-feira (5) durante a Cúpula do Mercosul, em Bento Gonçalves. A região de Bento receberá a quantia de R$ 2,3 milhões, segundo o Ministério da Saúde. Caxias do Sul terá repasses para os hospitais Pompéia e Geral.

Do total de 213,2 milhões, R$ 133,2 milhões serão usados em investimentos, habilitações e pagamento de emendas parlamentares; outros R$ 80 milhões serão repassados para a conta do Rio Grande do Sul para aumentar os atendimentos e ampliar serviços de média e alta complexidade oferecidos pelo SUS. Ao todo, serão habilitados 14 novos serviços e 258 novos leitos, beneficiando a população de 85 municípios.

Leia mais
As três polêmicas da política externa tratadas na Cúpula do Mercosul, em Bento
Presidente Bolsonaro participa de inauguração da delegacia da PRF, em Bento Gonçalves
Os sete acordos fechados na cúpula do Mercosul, no Vale dos Vinhedos, em Bento

Santa Maria receberá um investimento de R$ 36,6 milhões, que está dentro do valor de R$ 133,2 milhões necessários para compra de equipamentos e materiais permanentes do Hospital Regional de Santa Maria, que está com as obras concluídas, porém sem funcionar. Com este recurso, será possível garantir a compra de produtos como gazes, seringas, algodão, agulha e luvas, além de equipamentos de aparelhos de raio X, hemodinâmica, aparelhos respiratórios, camas hospitalares, entre outros necessários para que a unidade comece a atender a população.

Conforme o anúncio, Estado e municípios poderão investir na atenção primária, utilizando a verba para abrir academias da saúde, construir e reformar Unidades de Saúde da Família (USF), Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) e expandir serviços que fazem parte da Estratégia Rede Cegonha, voltada para atendimento específico a mães e filhos. As secretarias estadual e municipais de saúde, segundo o anúncio, também terão fôlego para garantir mais acesso a consultas e exames como diabetes, hipertensão e outros cuidados básicos, além de reforçar o custeio da Estratégia Saúde da Família.

Parte da verba também será destinada à qualificação da rede de urgência e emergência, permitindo investimentos no Samu e em Unidades de Pronto Atendimento (UPA 24h). Serviços especializados de média e alta complexidade, como oncologia, abertura de novos leitos de UTI e leitos de Cuidados Prolongados, cirurgias eletivas, Centros Especializados em Reabilitação (CER) e serviços de saúde mental, também estão recebendo cobertura do Governo do Brasil com esses novos investimentos.


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros