STF derruba validade da prisão após segunda instância - Política - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Justiça07/11/2019 | 22h23Atualizada em 07/11/2019 | 22h43

STF derruba validade da prisão após segunda instância

Decisão pode beneficiar ex-presidente Lula

STF derruba validade da prisão após segunda instância Carlos Alves Moura / Divulgação/Divulgação
Foto: Carlos Alves Moura / Divulgação / Divulgação
Pioneiro
Pioneiro

Por 6 votos a 5, o Supremo Tribunal Federal (STF) derrubou nesta quinta-feira (7) a validade da execução provisória de condenações criminais, ou seja, a prisão após a segunda instância. Assim, a Corte reverteu seu próprio entendimento, que autorizou as prisões em 2016.

Os ministros Edson Fachin, Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Luiz Fux e Cármen Lúcia votaram a favor da prisão em segunda instância. Marco Aurélio, Ricardo Lewandowski, Rosa Weber, Gilmar Mendes e Celso de Mello se manifestaram contra. O resultado, após cinco sessões de julgamento, foi obtido com o voto de desempate do presidente da Corte, ministro Dias Toffoli. 

Conforme o ministro, a vontade do Legislativo deve ser respeitada. Em 2011,  uma alteração no Código de Processo Penal (CPP) definiu que ninguém pode ser preso senão em flagrante delito ou em decorrência de sentença condenatória transitada em julgado. 

A partir da decisão, os condenados que foram presos com base na decisão anterior poderão recorrer aos juízes que expediram os mandados de prisão para serem libertados. Os principais condenados na Operação Lava-Jato, como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, podem ser beneficiados. 

Para o deputado estadual e presidente do PT gaúcho, Pepe Vargas, a decisão está de acordo com o que preconiza a Constituição brasileira: a presunção da inocência. Nenhuma pessoa pode ser considerada culpada antes do trânsito em julgado, destaca o petista.

— Não quer dizer que ninguém será preso antes. O juiz pode pedir, por exemplo, prisão preventiva, mas argumentando — diz. 

E acrescenta: 

— Não se trata de uma decisão individualizada. Fala de princípios para todos os cidadãos. 

Leia também
"O Estado não faltará", diz governador sobre o Aeroporto de Vila Oliva
Publicação da prefeitura de Caxias será denunciada no Ministério Público  
Prefeitura de Caxias do Sul divulga resultado de aprovados em processo público

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros