Depoimento do prefeito de Caxias no processo de impeachment é transferido - Política - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Legislativo22/11/2019 | 18h48Atualizada em 22/11/2019 | 18h48

Depoimento do prefeito de Caxias no processo de impeachment é transferido

Oitivas de 10 testemunhas ocorrerão na terça e quarta-feira da próxima semana

Depoimento do prefeito de Caxias no processo de impeachment é transferido Fabiana de Lucena/Divulgação
Foto: Fabiana de Lucena / Divulgação

O depoimento do prefeito de Caxias do Sul Daniel Guerra (Republicanos) no processo de impeachment, agendado para a quinta-feira (28), foi transferido para o dia 2 dezembro, às 9h, na Sala de Comissões Vereadora Geni Peteffi. A troca de data foi a pedido do prefeito que estará em Brasília na próxima semana acompanhando o julgamento do Caso Magnabosco. A oitiva do chefe do Executivo será transmitida pela TV Câmara, canal 16 da NET e também  além pelo Facebook (facebook.com/camaracaxias) do Legislativo.

As outras oitivas estão mantidas para a próxima semana ocorrerão sempre às 13h. Na terça-feira (27) serão ouvidas as testemunhas de defesa do prefeito: Joelmir Neto, secretário da Cultura; Mirangela Rossi, secretária do Urbanismo;  Julimar Flores Pinheiro, Comandante do 5º Batalhão de Bombeiros Militar; Frei Nilmar Carlos Gatto, Ministro Providencial dos Freis Capuchinhos; e Frei Jaime Bettega, secretário do Conselho de Obras Sociais dos Freis Capuchinhos. Na quarta (28) Geraldine Gollo de Oliveira, procuradora-geral adjunta; Vangelisa Cassanego Lorandi, secretária de Recursos Humanos e Logística; Júlio Cesar Freitas da Rosa, secretário da Saúde; Fabiano de Moraes, procurador da República do Rio Grande do Sul; e Alexandre Postal, conselheiro do Tribunal de Contas do RS. Todos os depoimentos das testemunhas serão transmitidos ao vivo pelo Facebook da Câmara. 

Por decisão da Comissão Processante da Câmara de Vereadores, as oitivas poderão ser acompanhadas pelo público e pela imprensa até a capacidade máxima da sala das comissões com 100 lugares, incluindo neste total reserva de cadeiras para os vereadores, servidores e a imprensa.

Leia também:



 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros