Vereador de Bento Gonçalves tem 10 dias para apresentar defesa prévia - Política - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Impeachment27/10/2019 | 19h48Atualizada em 27/10/2019 | 19h48

Vereador de Bento Gonçalves tem 10 dias para apresentar defesa prévia

Moacir Camerini foi notificado sobre abertura do processo de cassação na quinta-feira

Vereador de Bento Gonçalves tem 10 dias para apresentar defesa prévia Facebook/Divulgação
Foto: Facebook / Divulgação

O presidente da Comissão Processante da Câmara Municipal de Bento Gonçalves, vereador Gustavo Sperotto (DEM), notificou na quinta-feira (24) o colega Moacir Camerini (PDT) sobre a abertura do processo de cassação do seu mandato. Sperotto entregou uma cópia integral do processo ao pedetista. Agora, o denunciado tem 10 dias para entregar a defesa prévia, por escrito. O prazo termina no dia 3 de novembro.

Leia mais:
Câmara de Bento abre processo de cassação de vereador

Após a apresentação da defesa prévia de Camerini, a Comissão Processante tem cinco dias para emitir um parecer prévio, opinando pelo prosseguimento ou arquivamento da denúncia.

O Legislativo de Bento aprovou na segunda (21), por maioria de votos, 10 favoráveis e seis contrários, o pedido de cassação de Camerini (PDT). A denúncia sustenta infração de Camerini ao artigo 7º, inciso III, do Decreto Lei 201/67 ao "proceder de modo incompatível com a dignidade da Câmara e faltar com o decoro na sua conduta pública", além de infringir o Regimento Interno da Câmara (Artigo 22, parágrafo 1º, Inciso VI) e a Lei Orgânica do Município (Artigo 25, Inciso III).

O pedido de cassação é baseado no relatório da chamada CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) das Fake News. A comissão apontou que Camerini utilizou a estrutura do Legislativo para criar e manter perfis falsos em redes sociais, com o objetivo de divulgar conteúdos, imagens, vídeos e comentários classificados como caluniosos, injuriosos e difamatórios contra colegas e outros políticos da cidade. 

Assinaram a denúncia os parlamentares Anderson Zanella (PSD), Gilmar Pessutto (PSDB), Idasir dos Santos (MDB), Volnei Chistofoli (PP) e Jocelito Toniello (PDT), do mesmo partido de Camerini. 

CONTRAPONTO

Camerini ingressou na Justiça com uma ação para anular a CPI das Fake News com efeito para a abertura do processo de impeachment. Ele aguarda o resultado da liminar para hoje ou amanhã.

_ Fizeram reunião secreta para finalizar a CPI. Todas as oitivas tiveram transmissão ao vivo (pelo Facebook). A juíza suspendeu os trabalhos, mas eles alegaram que tinham encerrado a CPI no dia anterior. Eles deveriam ter realizado uma sessão para a leitura do relatório e com notificação ao investigado. Não fizeram isso para escapar da ordem judicial. Estão de brincadeira com coisa séria.

Leia também:
PT de Caxias do Sul comemora o aniversário do ex-presidente Lula
Oposição quer votar cassação do mandato do prefeito de Caxias este ano
Reforma no gabinete do prefeito de Caxias está pronta


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros