Secretário do Governo Guerra ataca a Câmara de Vereadores em reunião-almoço da CIC - Política - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Mirante14/10/2019 | 20h54Atualizada em 14/10/2019 | 20h54

Secretário do Governo Guerra ataca a Câmara de Vereadores em reunião-almoço da CIC

Processo de impeachment é "sem pé nem cabeça", disse Andreazza

Secretário do Governo Guerra ataca a Câmara de Vereadores em reunião-almoço da CIC Roni Rigon/Agencia RBS
Secretário de Desenvolvimento Econômico, Emílio Andreazza Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Emprego, Emílio Andreazza, do Governo Daniel Guerra, usou o espaço de perguntas ao palestrante da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC), de Caxias do Sul, na reunião-almoço desta segunda-feira (14), para atacar a Câmara de Vereadores por causa do processo de impeachment do prefeito Daniel Guerra (Republicanos). 

A manifestação provocou mal-estar diante da presença do vereador Edson da Rosa (MDB), que representava o Legislativo e estava na mesa principal. Edson votou contra a admissibilidade do processo.

Leia mais
Prefeito de Caxias do Sul recebe notificação da abertura do processo de impeachment

O tema da reunião-almoço era o resultado da pesquisa realizada pelo Grupo RBS, o estudo Cápsula, que mapeou o comportamento dos gaúchos, apresentado pelo diretor de Marketing, Marcelo Abdala Leite.

 "Sem pé nem cabeça"

Andreazza falou sobre a ida a Brasília na semana passada em função do Caso Magnabosco, destacando que, se não for revertido, impactará na cidade — prefeitura, negócios, empresas e empregos.

— O que nos surpreende é que, quando todas as nossas forças da nossa comunidade, todas as nossas lideranças deveriam estar focadas em projetos prioritários, a retomada da economia, também dos projetos centrais de políticas públicas, aeroporto, atração de investimentos, novamente a nossa Câmara Municipal votou, pela sétima vez, um processo de impeachment sem pé nem cabeça contra o prefeito da cidade, e isso é lamentável — disse o secretário.

Ele acrescentou que isso impacta os investimentos e citou como exemplo a polêmica envolvendo o centro de distribuição que o Magazine Luiza pretende instalar. O tema havia sido levantado na Câmara pelo vereador Adiló Didomenico (PTB), há cerca de um mês, quando disse que a direção do Magazine tentava, sem sucesso, uma audiência com Guerra.

O secretário jogou a responsabilidade para a Câmara, atrelando à questão do impeachment:

— Nós estivemos na semana passada com o Magazine Luiza, que é o maior grupo de varejo da América Latina, que quer fazer um centro de distribuição na nossa cidade, entre Caxias e Farroupilha. São mais de 1 mil empregos, R$ 150 milhões de investimento, que esse tipo de ambiente negativo acaba prejudicando esse tipo de investimento e outros que possam vir à nossa cidade.

Constrangedor

O vereador Edson da Rosa não se conteve e disse que a fala de Andreazza não havia sido "muito" elegante.

— A Câmara de Vereadores, em nenhum momento do processo desses sete pedidos de impeachment, teve algum vereador envolvido. São demandas que vêm da própria comunidade. Aliás, esse último processo de impeachment é do ex-vice-prefeito de Caxias do Sul. E dizer que na essência da tua palavra, da tua palestra (referindo-se ao palestrante), é relacionamento, isso que estamos enfrentando em Caxias de falta de diálogo. Agora, nesse processo de admissibilidade, que a Câmara admitiu para ser investigado, aí o processo de democracia vai se definir, porque democracia é exatamente aceitar às vezes aqueles que pensam diferente da gente. Nesse sentido que faço uma ressalva ao nosso secretário, que neste momento, em relação a essa plateia, não foi muito elegante.

(Com Juliana Bevilaqua)

Leia também
Prefeitura de Caxias confirma veto total ao substitutivo do Plano Diretor aprovado pela Câmara de Vereadores
"Se o prefeito (Daniel Guerra) está tão queimado, esperem as eleições", diz secretário da Saúde de Caxias
Protocolado pedido de cassação de vereador de Bento Gonçalves
Saída de Vinicius Ribeiro do PDT de Caxias agora é oficial 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros