Entidades organizam ato alusivo a "aniversário" de um ano de fechamento do Postão de Caxias - Política - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Manifestação10/10/2019 | 13h00Atualizada em 10/10/2019 | 13h00

Entidades organizam ato alusivo a "aniversário" de um ano de fechamento do Postão de Caxias

Conforme um dos organizadores, intenção é protestar contra demora para reabertura de unidade de saúde

Entidades organizam ato alusivo a "aniversário" de um ano de fechamento do Postão de Caxias Antonio Valiente/Agencia RBS
Foto: Antonio Valiente / Agencia RBS

A União das Associações de Bairros (UAB) de Caxias do Sul e entidades sociais do município promovem no dia 17 de outubro ato alusivo ao "aniversário" de um ano de fechamento do Pronto-Atendimento 24 Horas. A programação começa por volta de 8h30min, na Câmara de Vereadores. Mais tarde, às 18h, a manifestação se concentrará em frente à antiga estrutura do Postão — futura Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Central 24 horas.

Leia mais
Prefeitura de Caxias do Sul firma compromisso com o MP de abrir UPA Central até o dia 31 de dezembro
Sete fatos mostram que a revitalização do Postão já soma quase dois anos de polêmicas e disputas
Prefeitura de Caxias do Sul gastará cerca de R$ 8,5 milhões para transformar Postão em UPA 

— O objetivo é chamar a atenção desse um ano que passou e o Postão não foi reaberto. Vai ser um ato pacífico em que vamos manifestar a insatisfação com a demora do Postão, que sequer deveria ter sido fechado, e as dificuldades que são os atendimentos na UPA Zona Norte — afirma o presidente da UAB, Valdir Walter.

Segundo ele, além da UAB, outras entidades também confirmaram participação no ato, entre as quais, Sindicato dos Servidores Municipais (Sindiserv) e Conselho Municipal de Saúde.

Na última semana, a prefeitura de Caxias do Sul firmou o compromisso de abrir a UPA Central 24 horas até o dia 31 de dezembro. A informação consta em termo de ajustamento de conduta (TAC) assinado pelo Ministério Público e município. 

Leia também
Prefeitura de Caxias deverá questionar na Justiça novo plano diretor
Após aprovação de abertura de processo de impeachment do prefeito Daniel Guerra, vem à tona o "toma-lá-dá-cá" 



 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros