Câmara de Vereadores de Caxias adia votação de acolhimento de impeachment de Daniel Guerra - Política - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Votação adiada01/10/2019 | 10h42Atualizada em 01/10/2019 | 11h15

Câmara de Vereadores de Caxias adia votação de acolhimento de impeachment de Daniel Guerra

O pedido de Alceu Thomé foi apreciado na sessão desta terça-feira

Câmara de Vereadores de Caxias adia votação de acolhimento de impeachment de Daniel Guerra Lucas Amorelli/Agencia RBS
Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

A Câmara de Vereadores votou pelo adiamento de 5 dias a votação pelo acolhimento ou não da denúncia de impeachment do prefeito de Caxias do Sul Daniel Guerra (Republicanos). O pedido encaminhado pelo vereador Alceu Thomé (PTB) foi aprovado por 19 votos favoráveis e dois contrários. Ele justificou que o pedido é para avaliar melhor a denúncia.

Leia mais:
Câmara de Vereadores de Caxias decide sobre impeachment nesta terça-feira
Pedido de impeachment do prefeito de Caxias recebe anexo com novas denúncias
Sétimo pedido de impeachment contra prefeito Daniel Guerra é protocolado na Câmara de Caxias
"Expediente politiqueiro", diz Daniel Guerra sobre novo pedido de impeachment 

_ Pode existir alguma ilegalidade. Há indícios de improbidade administrativa na licitação da UPA Central. Esse tempo vai nos possibilitar esclarecer todos os fatos.

Thomé pediu que a Comissão de Saúde do Legislativo aprofunde a investigação no assunto.

A denúncia protocolada na última sexta-feira, é a terceira contra o chefe do Executivo assinada pelo ex-vice-prefeito Ricardo Fabris de Abreu (sem partido).  Fabris alega suposto descumprimento da Lei Orgânica e da Constituição com a proibição do uso da Praça Dante Alighieri para realização da tradicional bênção dos freis capuchinhos. Em documento, anexo  protocolado na segunda, Fabris aponta prováveis ilegalidades no cerceamento do Conselho Municipal de Saúde (CMS) a suas atribuições de como avaliar a realização de obra na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) Central, e mostra documentos do Tribunal de Contas do Estado (TCE) que apontam investigações sobre a licitação da UPA Central.

A votação pelo acolhimento ou não da denúncia deve retornar na sessão da próxima terça-feira (8).

Leia também:
Vereadora de Caxias protocola projeto para garantir poder de fiscalização 
"Esse pessoal acha que o Estado é propriedade da elite", avalia ex-governador Olívio Dutra
Ex-vice-prefeito é confirmado pré-candidato à prefeitura de Caxias do Sul

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros